Cantor LUCAS lança música com Saulo na sexta-feira (19)

Fiel à história da música baiana e à força da Axé Music, que resiste ao tempo no coração dos foliões, o cantor LUCAS lançou, nesta sexta-feira, 19 de agosto, sua nova música de trabalho, com participação de Saulo. A faixa “Caminho Coração”, composição de Tierry, Gigi Cerqueira e Magno Santanna, chega às principais plataformas digitais em áudio e vídeo, este último com imagens dos bastidores da gravação.

“A música fala sobre estar alinhado com seu coração e com sua verdade, com a energia do amor e da leveza. Isso é muito do que busco viver”, diz LUCAS, que celebra a participação de Saulo. “Gravar com ele foi surreal. A energia entre a gente bateu na hora, parecia que já nos conhecíamos há anos. Ele foi incrível e incansável”, revelou o cantor.

A faixa foi um presente de Gigi Cerqueira, baixista de Ivete Sangalo e compositor de vários sucessos da cantora e de outros grandes nomes da música. Contar com Saulo na gravação tornou toda a experiência ainda mais enriquecedora. “Tenho ele como referência e dividir uma música tão especial com ele é inestimável, enquanto artista e enquanto pessoa, uma grande realização”, festeja LUCAS, que buscou levar para o novo single e para o clipe muita positividade e a essência da música baiana.

“Levamos todo o sentimento de energia boa e, ao mesmo tempo, a força da música da Bahia, com arranjos fortes e marcantes, com a percussão bem suingada, uma faixa dançante”, exalta.

LUCAS – Nascido e criado em Ondina, parte do circuito do Carnaval, LUCAS tem uma conexão especial com a festa. Da janela de casa, tornou-se naturalmente um folião pipoca e dos blocos, atento à movimentação da cidade e ao vai e vem dos trios elétricos. O desejo de cantar Axé Music foi muito natural e veio aos 15 anos.

De lá pra cá, LUCAS já se apresentou oito vezes no Carnaval de Salvador, em micaretas pelo estado e dividiu palco com artistas como Ivete Sangalo – inclusive, recentemente, na sua estreia no Fortal, em julho de 2022 –, Saulo, Jau, Denny, É O Tchan, Alinne Rosa, Carla Cristina, Mari Antunes e Gerônimo.

“Acredito muito na força da Bahia, na potência do nosso ritmo! Axé é o que me toca, é quem traduz nas letras e no som a minha personalidade…”, reforça sempre o cantor, que faz coro ao saudoso Letieres Leite, que, certa vez, disse que “ninguém nunca vai apagar a Axé Music”.

LUCAS é confiante no momento atual do ritmo, acreditando ser este de oportunidades e expansão. A música baiana vem se renovando, trazendo novas estéticas e timbres, com artistas como Baiana System, Attoxxa e Afrocidade despontando nacionalmente. Para ele, o axé segue a mesma tendência, a de trazer novas estéticas, novos timbres, novos hits, sem ignorar sua raiz, a percussão e musicalidade.

Assista ao clipe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Supercores estreia com Outros Outubros 

Lançada nas plataformas digitais na última sexta-feira (16), Outros Outubros é a canção de estreia do quarteto curitibano Supercores. Produzida pela banda de maneira independente, a canção vem embalar um momento histórico do país. 

Inspirada no clássico do cinema novo ˜Terra em Transe˜, do diretor Glauber Rocha, a canção se lambuza na poesia marginal para contextualizar e traçar um paralelo entre presente e passado.

A própria banda é quem assina a produção do trabalho, que foi registrado no mês de julho no estúdio Casa do Fundo, em Curitiba, com mixagem e masterização de Matheus Bittencourt.


Fundada em maio de 2022 por Eduardo Souza (bateria), Felix Dee (guitarra e voz), Gustavo X (guitarra) e Renato Rigon (baixo, teclas e voz) a Supercores traz em suas raízes a sede pela música brasileira produzida no fim dos anos 60 e toda a década de 70. Artistas como Os Mutantes, Milton Nascimento, Clube da Esquina e Arnaldo Baptista são a base para as composições do grupo que também mergulha de cabeça na influência dos clássicos do rock’n roll dos anos 60 e toda a onda psicodélica que eles geraram e reverberaram.

A banda planeja mais um lançamento para este ano: a música Verticalidade que, segundo o compositor Felix Dee, fala da vida nas grandes cidades verticalizadas pelos edifícios. A previsão de lançamento é o mês de novembro. Além disso, o grupo comenta que tem se dedicado a novas composições e tem se reunido para fazer a pré-produção de mais um trabalho a ser lançado no ano que vem. 

Para saber mais sobre a Supercores acesse: www.instagram.com/supercoresoficial

Ficha Técnica

Felix Dee: Voz, guitarra e composição.

Gustavo X : Guitarra.

Renato Rigon: Baixo, teclas e voz.

Eduardo Souza: Bateria.

Matheus Bittencourt: Gravação, mixagem e masterização.

Produzida por Supercores.

Aberta seleção de músicas para o 16º Fejacan

Estão abertas até o dia 12 de outubro as inscrições para a 16ª edição do Fejacan – Festival Jacarezinhense da Canção. O evento promovido pelo Sesc PR será realizado em Jacarezinho (PR), nos dias 24 e 25 de novembro, no Sesc Jacarezinho.

Cantores, intérpretes, instrumentistas e compositores de todo o Brasil, maiores de 18 anos, podem submeter para análise até três músicas, de caráter popular ou erudito, em língua portuguesa ou em idiomas indígenas, e que não tenham sido apresentadas no Fejacan em edições anteriores.

Os trabalhos inscritos serão avaliados em conceito, qualidade e execução das obras, formato, linguagem, relevância artística, singularidade e inovação por uma comissão que selecionará até 26 músicas inéditas para apresentação no palco do evento.

Os trabalhos selecionados receberão remuneração de acordo com o número de músicas que foram selecionadas e com a distância da cidade de residência do artista até Jacarezinho. Os valores das remunerações variam de R$ 2.400 a R$ 5.950.

De acordo com os organizadores do evento, o Fejacan é uma oportunidade de apresentação e divulgação de artistas, de intercâmbio entre artistas e produtores, de apreciação musical pelo público.

As inscrições deverão ser realizadas exclusivamente pelo site do Sesc PR, por meio de formulário on-line, até o dia 12 de outubro.

Clique aqui para acessar.  <https://www.sescpr.com.br/edital/edital-de-selecao-fejacan-2022/>