Briga entre torcedores após Atletiba

Briga entre torcedores após Atletiba


Briga entre torcedores após Atletiba

Briga entre torcedores após Atletiba

Imagens flagram momento em que biarticulado com atleticanos é cercado por torcedores do Coritiba:

Torcedores de Atlético e Coritiba entraram em confronto nas proximidades do Couto Pereira após o Atletiba do último domingo, disputado no estádio coxa-branca. Um vídeo postado no site de compartilhamento Youtube mostra o momento em que um biarticulado da linha Santa Cândida-Capão Raso, com atleticanos, é cercado por torcedores do Coritiba.

O encontro ocorreu na Avenida João Gualberto, próximo à estação tubo Maria Clara. Os envolvidos na confusão entram em confronto e sinalizadores chegam a ser lançados no local. Depois que o ônibus consegue sair, alguns coxas-brancas ainda perseguem o veículo.

PM divulga balanço do clássico

A Polícia Militar (PM) divulgou nesta segunda-feira (25) o balanço da ‘Operação Atletiba’, responsável pela segurança do clássico de domingo, no Couto Pereira. Ao todo, segundo o relatório, foram 26 atendimentos envolvendo torcedores, a maioria envolvendo tumulto (7 casos) e rixa (6 ocorrências). Também houve seis casos de abordagem a suspeitos, duas vias de fato, duas ocorrências por dano de veículos, uma baderna e uma de perturbação do sossego.

A ocorrência mais grave aconteceu nas proximidades do Terminal do Guadalupe, onde, segundo informações da PM, dois torcedores do Coritiba, de 18 e 19 anos, foram esfaqueados após tentarem impedir um assalto. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Cajuru, sem risco de morte. Ninguém foi preso.

Os principais atendimentos foram nos bairros Sítio Cercado, Atuba, Capão da Imbuia e Tatuquara. Por volta das 14 horas, um ônibus com torcedores do Coritiba que trafegava pela Avenida Getúlio Vargas foi apedrejado. Apesar disso, segundo a PM, ninguém ficou ferido. Houve registro, no entanto, de outros casos de ataques a ônibus que não constam no balanço incial da PM.

O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano e Metropolitano de Passageiros de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) prometeu um levantamento da quantidade de ônibus depredados no Atletiba ainda para a tarde desta segunda.

A ‘Operação Atletiba’ contou com 800 policiais militares, sendo 600 dentro e fora do estádio e mais 200 na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Reportagem de Gazeta do Povo.

0 Comments

  1. Isso só mostra como certos tipos de pessoa não estão preparadas para ser público de competições esportivas. Mostra também que não só torcedores atleticanos e coxas tem esse pensamento medíocre de violência gratuita por causa de uma partida de futebol. O Brasil está infectado com essa nojeira. O esporte era sinônimo de confraternização, agora virou sinônimo de estupidez, burrice, violência e muito mais. Sou atleticana, tenho vários amigos que torcem para o Coritiba, já namorei um coxa-branca, temos todos brincadeiras a parte, mas não é porque um time tem a vitória sobre o maior rival que temos que nos achar no direito de destruir a cidade e machucar os outros só pelo fato de ter ganho/perdido a partida.

  2. Quem não quer briga não vá ao estadio, todo mundo sabe q atletiba da bosta e não é de hj, e naum é só aqui qualquer classico da bosta…sempre.Se não quer briga passe longe de estadios em dia de jogo

  3. 800 PMs envolvidos na operação e será que ninguém do Comando de Policiamento da Capital pensa em fazer escolta das principais linhas de acesso antes e DEPOIS dos jogos também?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.