BBB: Quem deve sair da casa: Babu, Manu ou Victor Hugo? Vote na enquete

A semana do Big Brother Brasil(BBB) 20 foi agitada nos últimos dias. Com muita treta depois do quarto branco que não deu certo e colocou Manu Gavassi na primeira vaga do paredão. O líder Pyong indicou Victor Hugo, depois de vários desentendimentos na casa e na votação coletiva Babu foi o último a compor a berlinda da semana.

[poll id=”3″]

Para participar da votação, acesse o site: http://gshow.com/bbb

União Europeia pode liberar distribuição de vacinas da BioNTech e Moderna em dezembro

UE já fechou contratos com Sanofi, Johnson&Johnson, BioNTech, Curevac e AstraZeneca

A presidente da Comissão Europeia (CE), Ursula von der Leyen, afirmou que a Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) pode autorizar a comercialização das vacinas da BioNTech-Pfizer e Moderna já na segunda metade de dezembro de 2020, em discurso após reunião com chefes de Estados europeus. A dirigente ressaltou, porém, que isso só ocorrerá caso “tudo proceda sem problemas” até a data.

Segundo ela, o EMA concederia uma “autorização condicional de venda” para os imunizantes, dispositivo usado pela agência em situações em que os benefícios da liberação rápida do medicamento superam o risco de ter informações “menos abrangentes do que normalmente exigido”. Von der Leyen também destacou que, em um primeiro momento, é esperado um número menor de doses das vacinas, e por isso os países do bloco devem traçar planos de vacinação. “Nossa recomendação é vacinar primeiro trabalhadores do setor de saúde e demais áreas essenciais, idosos e pessoas com comorbidades”, disse a presidente.

A União Europeia já fechou contratos com Sanofi, Johnson&Johnson, BioNTech, Curevac e AstraZeneca por doses de suas candidatas à vacina contra o novo coronavírus, e segundo von der Leyen, o bloco mantém negociações com Moderna e está em conversas com a Novavax.

A presidente da CE também mostrou preocupação quanto aos números da segunda onda de covid-19 na Europa, e alertou para um possível novo ressurgimento do vírus no continente caso o relaxamento das medidas restritivas recém-adotadas aconteça de maneira apressada. “Proporemos um plano de relaxamento gradual para evitar que uma terceira onda atinja a Europa”, informou von der Leyen.

Estímulo fiscal

Ao comentar a decisão da Polônia e Hungria, membros da UE, de vetar o orçamento de 1,8 trilhão de euros para o plano de recuperação da Europa após a crise da covid-19, von der Leyen afirmou que a situação é preocupante e as empresas e negócios do continente “esperam urgentemente por estímulos fiscais”. O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, reiterou a posição da dirigente e afirmou que a União Europeia precisa “colocar em prática” o plano acordado anteriormente.

Informações Banda B.

Primeiro lote da CoronaVac com 120 mil doses chega ao Brasil

As 120 mil primeiras doses da CoronaVac, vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, chegaram na manhã de hoje (19) a São Paulo. O material foi importado da China pelo governo de São Paulo e desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

A CoronaVac é uma das quatro vacinas contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) que estão sendo testadas no Brasil. O governo de São Paulo firmou acordo para a compra de 46 milhões de doses e para a transferência de tecnologia para o Instituto Butantan. Entretanto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ainda não autorizou a utilização da vacina, que está na terceira fase de testes, quando é aplicada em humanos. Até o momento a vacina mostrou segurança e eficácia, segundo os estudos.

O governador João Doria, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, e o secretário Estadual de Saúde, Jean Gorinchtey, acompanharam a chegada do lote.

Informações Agência Brasil.