Bá Educa promove live sobre importância da terapia de fala nos tratamentos de TEA

Nesta quarta-feira (16), a Bá Educa promove um debate em live sobre a importância da fonoaudiologia nos tratamentos de Transtorno de Espectro Autista (TEA).

A live que começa às 19h, conta com a participação de Lilian Kuhn, Fonoaudióloga clínica e pesquisadora em ciências da fala.

O bate-papo ao vivo acontece no instagram da Bá Educa, nesta quarta-feira às 19h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com foto icônica de Salles, fotógrafo paranaense concorre no prestigiado prêmio Brasília Photo Show

O fotógrafo curitibano Eduardo Matysiak, colaborador da Fórum, foi indicado em duas categorias do prêmio Brasília Photo Show, evento que é considerado o maior festival de fotografia do Brasil – chamado por alguns de “o Oscar da fotografia brasileira”.

Matysiak estará concorrendo em duas categorias. Em “fotojornalismo documental”, ele participa com uma foto polêmica do ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, na que ele aparece com dois “chifrinhos”, formados pelas pontas dos mastros das bandeiras, que aparecem no fundo da foto, publicada em diversos veículos de comunicação.

O fotojornalista também está indicado na categoria “lockdown”, que inclui fotos sobre a pandemia do coronavírus, com a foto abaixo.

Foto: Eduardo Matysiak

O Brasília Photo Show reúne os principais profissionais da fotografia do Brasil e do mundo, e conta com a participação do público, que pode interagir com sugestões e apoios através das redes sociais, que são fundamentais para a escolha dos vencedores. A imagem de Salles feita por Matysiak e que concorre ao prêmio foi publicada na página oficial do Brasília Photo Show no Facebook, e é neste link que os internautas podem fazer a interação e demonstrar apoio ao fotógrafo. Também possível reagir à foto que concorre na categoria “lockdown” aqui.

A página do evento, para obter maiores informações a respeito, pode ser acessada clicando neste link.

Você abriria seus segredos mais profundos a uma desconhecida por mensagem no Instagram?

E quando o seu problema virasse um assunto de vídeo, você aguentaria os comentários, mesmo sem ser identificado? Pense bem antes de responder que “não, pois a psicóloga Maria Rafart tem milhares de seguidores compartilham com ela diariamente grandes segredos, seja nas mensagens diretas, seja nos comentários de seus polêmicos vídeos. E poucos a conhecem pessoalmente.

“Todo mundo tem uma ou outra questão sobre a qual não tem coragem de se abrir facilmente, e quando aparece uma oportunidade como a minha, de ajuda gratuita especializada, muitos aproveitam para se revelar”.

Maria Rafart tem longa experiência em rádio, e há 17 anos responde às demandas de seus ouvintes em seu programa diário na Rádio Transamérica Light em Curitiba.

Foi em 2018, com o surgimento do Igtv, o canal de vídeos do Instagram, que Maria Rafart, que já publicava vídeos em suas redes sociais, decidiu fazer uma publicação diária, sem falhar. “No início, explica ela, eram vídeos sobre temas genéricos, como namoro, casamento, ciúmes ou traição”. Contudo, à medida em que os comentários e visualizações aumentavam, de maneira natural, explica ela, as pessoas começaram a colocar suas problemáticas da vida real, às quais ela ia respondendo vídeo após vídeo.

Seu bordão inicial: “A seguidora que eu vou identificar aqui pela letra…” é imitado pelos fãs, que abrem um fórum de discussão orgânico em cada uma de suas postagens, discutindo os casos, as soluções apontadas, e criticando, muitas vezes, o consulente. “Às vezes, a pessoa que me escreve em busca de ajuda (que eu nunca identifico – frisa ela – inclusive mudando alguns dados como inicial e profissão) fica chateada pelos comentários dos demais seguidores nos vídeos em que seu problema é amplamente discutido. Eu acho inclusive terapêutico, porque a pessoa começa a ter uma ideia do que representam as suas atitudes perante os demais.

No último ano, foram mais de 3 milhões de visualizações recebidas pelos vídeos da Maria Rafart, seja em sua conta no Instagram @mariarafart1 (38 mil seguidores), seja no Youtube, Facebook e Twitter.

“É muita gente que escreve, muita gente que eu respondo, apontando para uma solução da Psicologia, e muita gente que me agradece”, afirma Maria Rafart, mostrando que muitos responderiam “sim” à pergunta que fizemos acima.