Autuações por excesso de velocidade crescem 507% nas rodovias estaduais no 1º semestre

Um balanço divulgado nesta segunda-feira (19) pelo Batalhão de Polícia Rodoviária, unidade da Polícia Militar do Paraná, aponta aumento de 507% nos registros de excesso de velocidade e de 27% de prisões por embriaguez ao volante nas estradas estaduais no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2020. 

O levantamento também mostra que o trabalho de prevenção a crimes nas rodovias resultou na apreensão de quase 20 toneladas de drogas e no crescimento de 120% nas apreensões de armas de fogo. O número de prisões feitas pelo batalhão no período, somando autuações de trânsito e combate ao narcotráfico, subiu de 196 no primeiro semestre do ano passado para 257, um aumento de 31%.

A fiscalização reforçada em pontos estratégicos da malha estadual e o uso de etilômetros resultaram no crescimento de registros de infrações relacionadas à direção sob influência do álcool (artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro-CTB) e de crimes mais graves de embriaguez ao volante, em que o motorista tem sua capacidade psicomotora alterada (artigo 306 do CTB).

Segundo o estudo do batalhão, nos primeiros seis meses deste ano foram lavrados 199 autos de infração para motoristas sob influência do álcool, contra 175 lavrados em 2020 – um aumento de 14%. Já nos casos mais graves, o crescimento foi de 83 casos (2020) para 105, acréscimo de 27%.

VELOCIDADE 

O excesso de velocidade é uma das maiores preocupações do Batalhão Rodoviário. No primeiro semestre houve maciça aplicação de radares móveis para flagrar motoristas irresponsáveis.

“Esta infração ainda é a maior inimiga a ser combatida nas rodovias estaduais e, nesse aspecto, temos conseguido evitar acidentes de maior gravidade a partir das fiscalizações e autuações”, afirmou o comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária, tenente-coronel Wellenton Joserli Selmer.

O resultado deste trabalho foi o registro de 177.875 imagens de excesso de velocidade, aumento de 507% se comparado com o mesmo período de 2020, quando foram 29.324 imagens registradas.

O número também é explicado pelo reforço na presença dos policiais militares nas rodovias estaduais e as autuações a condutores e veículos irregulares passou de 57.050 no primeiro semestre de 2020 para 73.317 no mesmo período deste ano, acréscimo de 29%.

O tenente-coronel Selmer explica que o crescimento expressivo nos registros de imagens de radares eletrônicos e autuações está relacionado às operações desenvolvidas pela unidade ao longo destes meses.

“Desencadeamos a Operação Ciclo, que parte de um levantamento feito pelo nosso setor de planejamento sobre os locais e os horários com maior incidência de acidentes de trânsito nas rodovias estaduais, principalmente as que cortam as cidades e, a partir disso, readequamos os pontos em que nosso efetivo será aplicado, além da inserção de radares onde a sinalização permite”, explicou.

EIXOS 

Segundo o comandante, a aplicação do efetivo se dá em dois eixos. “O primeiro é ligado à parte de segurança pública, ou seja, policiamento por meio de abordagens a veículos e pessoas, o que explica o aumento nas apreensões de entorpecentes, armas de fogo e contrabando”, disse.

O segundo é o trabalho voltado à fiscalização no trânsito, principalmente em postos da Polícia Rodoviária ou locais específicos com altos índices de acidentes, com o uso de radares móveis, por exemplo.

No primeiro semestre deste ano, o batalhão rodoviário intensificou a atuação operacional graças às Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), grupo de policiamento com capacidade de resposta mais ampla contra o crime organizado, principalmente em relação à apreensão de drogas, armas e contrabando. Esta nova modalidade soma-se ao patrulhamento regular já utilizado pelo BPRv e contribui para o incremento nas apreensões.

Como resultado de operações específicas de combate ao tráfico, ações de fiscalização e de policiamento ostensivo rodoviário, foram apreendidas 19,7 toneladas de drogas nos primeiros seis meses deste ano — 2,1 toneladas a mais que no mesmo período do ano anterior, com 17,6 toneladas.

No final de março, o Batalhão de Polícia Rodoviária apreendeu 4,7 toneladas de maconha em meio a uma carga de sementes, em Iporã, no Noroeste. A situação aconteceu durante uma abordagem de rotina, porém na vistoria ao caminhão de carga foi possível localizar 418 fardos da droga em meio às sacas de sementes de chia.

Em junho, outra equipe do Batalhão Rodoviário apreendeu mais 1,4 tonelada de maconha nas cidades de Cianorte e Pérola, também no Noroeste do Estado. Aproximadamente 500 quilos foram localizados com o auxílio de denúncias sobre um veículo abandonado na via, e o restante foi encontrado após um atendimento a acidente de trânsito.

Já a apreensão de armas de fogo nas estradas estaduais mais que dobrou em 2021. Foram cinco nos primeiros seis meses deste ano e 11 no mesmo período de 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bolsonaro anuncia apoio para 750 mil caminhoneiros comprarem diesel

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (21), em Sertânia (PE), que o governo pretende pagar um auxílio a cerca de 750 mil caminhoneiros para compensar o aumento do diesel. Segundo ele, os números relacionados à medida serão informados nos próximos dias. A declaração foi dada durante evento de inauguração do Ramal do Agreste das obras de transposição do Rio São Francisco.

“O preço do combustível lá fora está o dobro do Brasil. Sabemos que aqui é um outro país, mas grande parte do que consumimos em combustível, ou melhor, uma parte considerável, nós importamos e temos que pagar o preço deles lá de fora. Decidimos, então, atender aos caminhoneiros autônomos. Em torno de 750 mil caminhoneiros receberão uma ajuda para compensar o aumento do diesel. Fazemos isso porque é através deles que as mercadorias e os alimentos chegam nos quatro cantos do país”, disse o presidente

Horas após a agenda em Pernambuco, durante sua live semanal nas redes sociais, o presidente voltou a comentar a medida e acrescentou que o programa de apoio aos caminhoneiros deve pagar um auxílio de R$ 400 por mês, ao custo de R$ 3 bilhões.

O último reajuste definido pela Petrobras no preço do diesel entrou em vigor no dia 1º de outubro. O combustível acumula alta de mais de 30% este ano. Até a semana passada, o preço médio do produto vendido nos postos era de R$ 4,97, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Transposição

O Ramal do Agreste, inaugurado pelo presidente Jair Bolsonaro, recebeu R$ 1,6 bilhão em recursos públicos. Maior obra hídrica em andamento no estado de Pernambuco, o trecho tem 70 quilômetros (km) de extensão, entre as cidades de Sertânia e Arcoverde, e vai atender um total de 68 municípios onde vivem cerca de 2 milhões de habitantes.

O governo federal também inaugurou, na Barragem de Campos, a captação definitiva do Ramal de Sertânia, estrutura da Adutora do Pajeú. Com isso, serão atendidas 37 mil pessoas da cidade de Sertânia. O investimento federal nesta obra foi de R$ 10 milhões.

Jornada das Águas

Pela manhã, Jair Bolsonaro participou da inauguração das obras do trecho final do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. A inauguração aconteceu em São José de Piranhas, na Paraíba, durante evento da Jornada das Águas.

A Jornada das Águas começou na segunda-feira (18), em São Roque de Minas, no norte de Minas Gerais, região da nascente do Rio São Francisco, e vai terminar em Propriá, em Sergipe, no dia 28 de outubro.

A viagem de dez dias, liderada pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, percorrerá os nove estados do Nordeste com anúncios e entrega de obras de infraestrutura, preservação e recuperação de nascentes e cursos d’água, saneamento, irrigação, apoio ao setor produtivo e aos municípios, além de ações de governança, com propostas de mudanças normativas no setor.

Bolsonaro anuncia apoio para 750 mil caminhoneiros comprarem diesel

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (21), em Sertânia (PE), que o governo pretende pagar um auxílio a cerca de 750 mil caminhoneiros para compensar o aumento do diesel. Segundo ele, os números relacionados à medida serão informados nos próximos dias. A declaração foi dada durante evento de inauguração do Ramal do Agreste das obras de transposição do Rio São Francisco.

“O preço do combustível lá fora está o dobro do Brasil. Sabemos que aqui é um outro país, mas grande parte do que consumimos em combustível, ou melhor, uma parte considerável, nós importamos e temos que pagar o preço deles lá de fora. Decidimos, então, atender aos caminhoneiros autônomos. Em torno de 750 mil caminhoneiros receberão uma ajuda para compensar o aumento do diesel. Fazemos isso porque é através deles que as mercadorias e os alimentos chegam nos quatro cantos do país”, disse o presidente.

Horas após a agenda em Pernambuco, durante sua live semanal nas redes sociais, o presidente voltou a comentar a medida e acrescentou que o programa de apoio aos caminhoneiros deve pagar um auxílio de R$ 400 por mês, ao custo de R$ 3 bilhões.

O último reajuste definido pela Petrobras no preço do diesel entrou em vigor no dia 1º de outubro. O combustível acumula alta de mais de 30% este ano. Até a semana passada, o preço médio do produto vendido nos postos era de R$ 4,97, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Transposição

O Ramal do Agreste, inaugurado pelo presidente Jair Bolsonaro, recebeu R$ 1,6 bilhão em recursos públicos. Maior obra hídrica em andamento no estado de Pernambuco, o trecho tem 70 quilômetros (km) de extensão, entre as cidades de Sertânia e Arcoverde, e vai atender um total de 68 municípios onde vivem cerca de 2 milhões de habitantes.

O governo federal também inaugurou, na Barragem de Campos, a captação definitiva do Ramal de Sertânia, estrutura da Adutora do Pajeú. Com isso, serão atendidas 37 mil pessoas da cidade de Sertânia. O investimento federal nesta obra foi de R$ 10 milhões.

Jornada das Águas

Pela manhã, Jair Bolsonaro participou da inauguração das obras do trecho final do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. A inauguração aconteceu em São José de Piranhas, na Paraíba, durante evento da Jornada das Águas.

A Jornada das Águas começou na segunda-feira (18), em São Roque de Minas, no norte de Minas Gerais, região da nascente do Rio São Francisco, e vai terminar em Propriá, em Sergipe, no dia 28 de outubro.

A viagem de dez dias, liderada pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, percorrerá os nove estados do Nordeste com anúncios e entrega de obras de infraestrutura, preservação e recuperação de nascentes e cursos d’água, saneamento, irrigação, apoio ao setor produtivo e aos municípios, além de ações de governança, com propostas de mudanças normativas no setor.