Athletico-PR vence de virada na Libertadores

Publicidade
Publicidade

No retorno da Libertadores da América, o Athletico-PR venceu o Jorge Wilstermann (Bolívia) por 3 a 2 na noite desta terça-feira (15). O jogo aconteceu no Estádio Félix Caprilles, na cidade boliviana de Cochabamba, que fica a 2.560 metros acima do nível do mar.

As duas equipes estão no equilibrado Grupo C do torneio continental, ao lado do Penãrol (Uruguai) e do Colo-Colo (Chile). Os donos da casa não jogavam há seis meses por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), e só retornaram há um mês aos treinos. Com este resultado, o Furacão quebrou o tabu de não conseguir vitórias na altitude.

Os anfitriões partiram para o ataque, assim que o juiz apitou. Logo aos 9 minutos, Gilbert Alvarez abriu o marcador. O atacante recebeu lançamento dentro da área e chutou para superar o goleiro Santos. Aos 37, escanteio a favor dos brasileiros. Na cobrança, Fabinho é puxado e o juiz marca pênalti. O experiente argentino Lucho González, de 39 anos, não desperdiça e empata para o Furacão.

Na segunda etapa, em jogada coletiva, Fabinho coloca novamente os bolivianos na frente. O Rubro-negro paranaense não desiste e iguala o placar. Aos 27, Christian passa por dois e desloca o arqueiro Gimenez. Quase no fim do jogo, Serginho é expulso e deixa o Jorge Wilstermann com menos um.

Aos 45, Walter recebe cruzamento da direita, ajeita a bola e chuta para a virada do time paranaense. O atacante não conteve a emoção, pois voltou a jogar após cumprir suspensão por doping, em razão do uso de uma substância para emagrecer. A punição foi de dois anos, e só acabou em julho deste ano. Com 30 anos, a contratação de Walter foi aprovada pela maior parte da torcida, que mostrou ter razão ao dar mais uma chance ao jogador.

Via: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Athletico vai com time alternativo para Montevidéu enfrentar o Peñarol pela Libertadores

Publicidade
Publicidade

Seis jogadores serão poupados para esta partida, Furacão já está classificado para as oitavas de final

Já classificado para as disputas das oitavas de final da Libertadores da América, o Athletico prioriza, agora, o Campeonato Brasileiro. Esta decisão foi confirmada após a divulgação dos relacionados para a partida contra o Peñarol, nesta terça-feira (20), às 21h30, em Montevidéu, no Estádio Campeón del Siglo.

Jogadores embarcaram, por volta das 13h no Aeroporto Afonso pena, no avião com destino ao Uruguai. Quando perguntado sobre se estaria no banco de reservas, comandando a equipe do Furacão, Paulo Autuori se limitou a afirmar que “vocês vão ver, estou muito feliz com o retorno ao Athletico”.

Do onze titular que vem atuando no Brasileirão, Eduardo Barros em conjunto com Paulo Autuori, que deve ficar no banco de reservas, definiram que mais da metade será poupada. A classificação antecipada deu segurança ao Furacão, que prefere agora buscar um resultado positivo no campeonato nacional para sair da zona de rebaixamento.

Com Márcio Azevedo e Jonathan vetados pelo departamento médico por conta de lesão, a lista de titulares que não irão jogar contra os uruguaios é extensa. Thiago Heleno, Pedro Henrique, Abner Vinicius, Wellington, Léo Cittadini e Christian serão poupados para o confronto. Já o atacante Renato Kayzer, não foi inscrito para a competição e por enquanto fica de fora.

Sendo assim, o mistério fica por conta da lateral esquerda, sem Márcio Azevedo e Abner Vinícius, a tendência é um improviso na posição, Khellven que é destro, pode atuar no setor. No meio de campo, Lucho González deverá ser a novidade, na vaga de Léo Cittadini. E para o ataque, sem Kayzer, o Furacão poderá contar com a dupla Geuvânio e Carlos Eduardo, além de um Nikão como avançado ofensivo na direita.

Veja a lista de relacionados

Goleiros: Santos, Jandrei e Anderson;

Defensores: Felipe Aguilar, Lucas Halter e Zé Ivaldo; Léo Gomes e Khellven;

Meio de campo: Bruno Leite, Erick, Fernando Canesin, Jaime Alvarado, Richard e Lucho;

Ofensivos: Carlos Eduardo, Fabinho, Geuvânio, Guilherme Bissoli, Nikão, Pedrinho, Ravanelli e Walter.

Informações Banda B.

No Maracanã, Flamengo e Athletico duelam pelo Brasileirão

Publicidade
Publicidade

O Flamengo recebe o Athletico-PR neste domingo (4) no estádio do Maracanã em jogo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida, que começa às 16h, será mais um capítulo de uma rivalidade que cresceu no ano de 2019.

Rivalidade crescente

Em julho do último ano, o time do Paraná eliminou os cariocas nas quartas de final da Copa do Brasil em pleno Maracanã, triunfo que abriu caminho para o título. Porém, em fevereiro de 2020 foi a vez de o Rubro-negro dar o troco. O Flamengo fez 3 a 0 no Furacão e conquistou o título da Supercopa do Brasil.

Além disso, o sorteio dos confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil desse ano colocou novamente frente a frente as duas equipes. O primeiro jogo será na Arena em Curitiba no final de outubro. E, no início de novembro no Maracanã, o Flamengo decide quem permanece vivo na competição.

Partida que vale muito

O jogo de logo mais pelo Brasileiro vale muito para as duas equipes. Vencendo a partida, o Flamengo, atual sexto lugar (com 18 pontos), pode encostar nas primeiras posições. Para o Athletico o jogo vale a sequência da campanha de recuperação do time no torneio. Se conseguir a terceira vitória seguida, o time chegará aos 17 pontos e ficará perto do G6 (zona de classificação à Libertadores de 2021).

Além da vitória de goleada de 4 a 0 sobre o Independiente del Valle (Equador), que classificou o Rubro-negro para as oitavas da Libertadores, a semana foi de outras boas notícias para os cariocas. Everton Ribeiro, Rodrigo Caio, Léo Pereira, Gustavo Henrique, Thuler, Arão, Renê, Gabriel Batista, Pepê e Gomes completaram, na sexta-feira, dez dias de quarentena. Assim, segundo o protocolo médico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), estão liberados para o jogo desde que estejam assintomáticos. Assim, uma provável escalação do Flamengo para o confronto desta tarde é: Hugo; Isla, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Ramon; Thiago Maia, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Pedro.

Assim como o Flamengo, o Athletico também garantiu passagem para as oitavas da competição continental. A classificação veio com o empate em 0 a 0 com o Jorge Wilstermann (Bolívia).

Diante de uma verdadeira maratona de jogos, o técnico Eduardo Barros não descarta a possibilidade de colocar uma equipe alternativa, o que faz com que a provável escalação seja: Santos; Erick, Pedro Henrique, Lucas Halter e Abner; Jaime Alvarado, Christian, Jorginho e Ravanelli; Fabinho e Kayzer.