Athletico-PR vence de virada na Libertadores

No retorno da Libertadores da América, o Athletico-PR venceu o Jorge Wilstermann (Bolívia) por 3 a 2 na noite desta terça-feira (15). O jogo aconteceu no Estádio Félix Caprilles, na cidade boliviana de Cochabamba, que fica a 2.560 metros acima do nível do mar.

As duas equipes estão no equilibrado Grupo C do torneio continental, ao lado do Penãrol (Uruguai) e do Colo-Colo (Chile). Os donos da casa não jogavam há seis meses por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), e só retornaram há um mês aos treinos. Com este resultado, o Furacão quebrou o tabu de não conseguir vitórias na altitude.

Os anfitriões partiram para o ataque, assim que o juiz apitou. Logo aos 9 minutos, Gilbert Alvarez abriu o marcador. O atacante recebeu lançamento dentro da área e chutou para superar o goleiro Santos. Aos 37, escanteio a favor dos brasileiros. Na cobrança, Fabinho é puxado e o juiz marca pênalti. O experiente argentino Lucho González, de 39 anos, não desperdiça e empata para o Furacão.

Na segunda etapa, em jogada coletiva, Fabinho coloca novamente os bolivianos na frente. O Rubro-negro paranaense não desiste e iguala o placar. Aos 27, Christian passa por dois e desloca o arqueiro Gimenez. Quase no fim do jogo, Serginho é expulso e deixa o Jorge Wilstermann com menos um.

Aos 45, Walter recebe cruzamento da direita, ajeita a bola e chuta para a virada do time paranaense. O atacante não conteve a emoção, pois voltou a jogar após cumprir suspensão por doping, em razão do uso de uma substância para emagrecer. A punição foi de dois anos, e só acabou em julho deste ano. Com 30 anos, a contratação de Walter foi aprovada pela maior parte da torcida, que mostrou ter razão ao dar mais uma chance ao jogador.

Via: Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Em jogo fraco, Coritiba e Athletico não saem do zero pelo Brasileiro

O empate sem gols deste sábado (9), no estádio Couto Pereira, não foi bom para as pretensões nem de Coritiba, nem de Athletico-PR na Série A do Campeonato Brasileiro. O primeiro dos clássicos reservados para a 29ª rodada foi marcado por oportunidades escassas de gol e baixo nível técnico.

Sem vencer há 10 jogos, o Coxa segue na lanterna da competição, com 22 pontos, sete pontos atrás do Vasco, primeiro time fora da zona de rebaixamento. Se o Cruzmaltino e o Bahia vencerem as respectivas partidas neste domingo (10), a diferença para deixar o Z-4 pode subir para nove pontos. O Furacão, por sua vez, teve uma sequência de três vitórias seguidas interrompida e perdeu a chance de se aproximar das seis primeiras colocações, que classificam à próxima edição da Libertadores. O clube rubro-negro é o décimo, com 38 pontos, mas ainda pode cair uma posição no complemento da rodada.

Os primeiros 45 minutos foram de um Athletico com muitas dificuldades para sair jogando e um Coritiba apresentando mais volume e transpiração, mas sem inspiração. Aos 17 minutos, na única chance real de gol, o meia Martín Sarrafiore bateu de longe e o goleiro Santos espalmou. De resto, foi uma primeira etapa de muitos erros. Segundo números do Sofascore, site de estatísticas de futebol, os alviverdes só acertaram metade dos 30 lançamentos que tentaram e tiveram êxito em duas das 15 bolas que levantaram na área adversária. O time rubro-negro finalizou somente uma vez (para fora, nos acréscimos) e perdeu as oito bolas aéreas ofensivas que buscou.

O cenário não se alterou no segundo tempo. O Coritiba seguiu mais agressivo, mas sem finalizar com precisão. A exceção foi uma chute de fora da área do atacante Robson, aos nove minutos, que parou na trave direita de Santos. O Furacão sequer conseguiu assustar o goleiro Wilson, com a única tentativa – uma batida do meia Christian, da entrada da área – travada pela zaga alviverde. Pouco, muito pouco, para o que as duas equipes almejam no Brasileirão.

Os rivais voltam a campo somente no próximo fim de semana. No sábado (16), o Coritiba visita o Vasco às 21h (horário de Brasília), em São Januário, no Rio de Janeiro. No domingo (17), o Athletico recebe o líder São Paulo na Arena da Baixada, em Curitiba, às 16h. Os duelos são válidos pela 30ª rodada do Brasileiro.

Confira a classificação da Série A do Campeonato Brasileiro.

Videoaulas seguem até 18 de dezembro, quando se encerra o ano letivo

O ano letivo de 2020 se encerra no dia 18 de dezembro. Até lá, crianças e estudantes da rede municipal de ensino precisam acompanhar as videoaulas da TV Escola Curitiba e fazer as atividades pedagógicas preparadas pelos professores e disponibilizadas nas unidades a cada 15 dias.

As videoaulas iniciaram em 13 de abril, devido ao isolamento provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Desde a estreia, em 13 de abril, já são mais de 27,9 milhões de visualizações e 112 mil inscritos no canal.

A transmissão é pela TV aberta (canal 9.2 UHF da TV Paraná Turismo e 4.2 Rede Massa em Curitiba), das 8h às 21h, e no YouTube, pelo canal TV Escola Curitiba.

Estão disponíveis propostas da educação infantil e videoaulas de matemática, língua portuguesa, robótica, geografia, educação física, arte, ciências, história, ensino religioso, práticas da educação integral, literatura, direitos humanos e família, programa Linhas do Conhecimento, Curitibinhas Poliglotas, além da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Aos sábados são veiculadas aulas com adequação metodológica com intérprete de Libras.

No YouTube as aulas estão catalogadas por componente curricular (playlists de Matemática ou História, por exemplo). Basta acessar o canal e assistir à aula referente ao ano no qual o estudante está matriculado.

Intensivo

Até 18 de dezembro também está sendo veiculado um intensivo de alfabetização de Língua Portuguesa e Matemática, do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, com conteúdos que foram trabalhados ao longo deste ano letivo.

Na  TV aberta a programação especial vai ao ar depois da proposta da pré-escola (que passa para 45 minutos ao invés de uma hora e meia), das 12h45 até 13h30. E, de tarde, tem intensivo das 17h30 às 18h15 (o pré vai das 18h15 às 19h).

No YouTube essas videoaulas estarão em arquivos à parte dos demais componentes curriculares, em playlist específica chamada “Intensivo”.

“Garantir a aprendizagem significativa e consistente de nossos estudantes é nosso principal objetivo. Por isso estamos exibindo, desde o dia 30 de novembro, momentos de retomada de conteúdos”, afirma a superintendente de Gestão Educacional, Andressa Pereira.