Athletico Paranaense é tricampeão paranaense

Nos acréscimos o Clube Athletico Paranaense garantiu o título paranaense 2020 sobre o Coritiba. O jogo de volta aconteceu no Estádio Couto Pereira e ia para os pênaltis até os 45 do segundo tempo, mas o rubro negro marcou 2 gols no final e mudou totalmente a história do jogo.

O jogo terminou em 2×1 – gol de pênalti de Sabino para o Coxa no final do primeiro tempo e dois gols do Athletico nos acréscimos do segundo tempo com Khellven e Nikão.

O Furacão garante o tricampeonato paranaense. Parabéns, Clube Athletico Paranaense!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Athletico-PR e Flamengo fazem duelo de estreia na Copa do Brasil

O duelo de rubro-negros agita a noite desta quarta-feira (28). Athletico-PR e Flamengo estreiam na Copa do Brasil às 21h30 (horário de Brasília), na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). O jogo válido pelas oitavas de final será a reedição das quartas de final do ano passado, quando os paranaenses eliminaram os cariocas, e depois colecionaram vitórias até conquistarem o título de 2019. A partida terá início às 21h30 (horário de Brasília) e será transmitida ao vivo, na Rádio Nacional. 

O Flamengo que entra em campo esta noite vive um momento melhor do que o Furacão na temporada 2020. No Campeonato Brasileiro, o time carioca ocupa a vice-liderança. Já os athleticanos estão na zona de rebaixamento, em 18º lugar. As duas equipes já estiveram frente a frente este ano pelo Brasileirão, e o Flamengo levou a melhor no Maracanã, ao vencer o Furacão por 3 a 1.

Em relação à Copa Liberadores, ambas as equipes avançaram às oitavas de final. Contudo, a equipe carioca comandada pelo técnico Domènec Torrent se classificou na primeira colocação do Grupo A, enquanto o time de Paulo Autuori ficou em segundo lugar no Grupo C. 

Flamengo e Athletico-PR também se enfrentaram em em fevereiro, pela Supercopa do Brasil, competição entre os campeões da Libertadores e da Copa do Brasil  no ano seguinte a conquista dos títulos. O Rubro-Negro carioca venceu o Furacão, por 3 a 0 no estádio Mané Garrincha, em Brasília (BR).

Confira aqui a tabela de classificação da Copa do Brasil.


Athletico demite Eduardo Barros e confirma Paulo Autuori como técnico até o fim da temporada

Rogério Corrêa deixa o cargo de assistente; português Antônio Oliveira é o substituto

O Athletico demitiu o técnico interino Eduardo Barros e o auxiliar Rogério Corrêa após a sequência de sete resultados sem vitórias por Libertadores e Campeonato Brasileiro. Além disso, o clube confirmou que Paulo Autuori, contratado como diretor técnico, será o treinador até o final da temporada.

A informação sobre a dupla função de Autuori foi anunciada pelo presidente Mario Celso Petraglia em uma mensagem publicada nas redes sociais. “Chegamos com o Paulo André e o William Thomas a conclusão que o melhor será que o Paulo Autuori acumule a função até o término desses campeonatos que estamos disputando”, afirmou.

Petraglia ainda destacou que um novo treinador será contratado em fevereiro para a temporada de 2021. “A partir do ano que vem, nós já estamos buscando soluções e contrataremos um treinador de campo. O Paulo ficará exclusivamente como diretor técnico cuidando dos treinadores”, disse.

Outras mudanças

Com as alterações no departamento de futebol, o técnico Eduardo Barros e o assistente Rogério Corrêa foram desligados do clube. Barros era auxiliar e assumiu o comando de maneira interina após a demissão de Dorival Júnior. Desde então, o Athletico disputou 14 jogos, com quatro vitórias, cinco empates e cinco derrotas.

Na nova comissão técnica, o auxiliar será o português Antônio Oliveira. Ele que já está em Curitiba e deve comandar o Athletico nas próximas três partidas – duas pelo Campeonato Brasileiro e uma pela Copa do Brasil. Paulo Autuori foi suspenso pelo STJD por declarações dadas ainda na época do Botafogo.

Quem é o novo assistente?

O português Antônio Oliveira já trabalhou como técnico do Kazma, do Kuwait, e assistente no Tractor, do Irã, no Rudar, da Eslovênia, e no Santos. No clube paulista, ele trabalhou na comissão de Jesualdo Ferreira no começo da temporada, mas deixou o clube após a demissão do experiente treinador.

Informações Banda B.