Armazém do Espetinho é eleito o melhor buteco de Curitiba

Localizado no Xaxim, o bar vai representar a capital paranaense na etapa nacional

Curitiba tem um novo campeão. O Armazém do Espetinho foi eleito o melhor buteco da capital paranaense na sexta edição do concurso Comida di Buteco, marcada pelo movimento “Salve os Butecos”, que buscou apoiar os bares muito afetados com as restrições impostas devido à pandemia. Comandado pelo casal Gil e Eliane Martins esse é o segundo ano que o bar participa da competição. Com o tira-gosto “De lamber os dedos” (tulipas de frango assadas na brasa, refogadas na mostarda e mel com gengibre, salpicadas com coentro, acompanhadas de chips de batatas), eles agora disputam o título de melhor buteco do Brasil na eleição nacional. 

“Para nós é maravilhoso receber esse reconhecimento. O concurso mudou a nossa história, fez o nosso bar crescer. Muito emocionante ganhar essa competição, ainda mais em meio à pandemia, que foi muito difícil para todos nós. É gratificante saber que podemos fazer a diferença através da cozinha”, comenta Eliane Martins, a responsável pela criação do petisco campeão, que segue no cardápio disponível de quinta à sábado.

A premiação ainda coroou outros dois velhos conhecidos do Comida di Buteco. O Schnaps Bar, bicampeão (2018-2019) ficou com o segundo lugar, e o Casa Velha (campeão em 2015) levou o terceiro.

O petisco do vice-campeão foi o “Quarteto arregado, Piáaa”: Crispy de batata doce com iscas de mignon ao molho de queijo; trouxinhas de bolinho de carne com queijo e ovo de codorna; trouxinhas de posta ao molho e pasteizinhos de banana com doce de leite e cream cheese. Tudo acompanhado de molhos especiais. 

“Seguimos ainda mais focados para ano que vem. Sabemos que todos aqui merecem ganhar”, diz Silmara Grandal Winheski. “O concurso foi muito importante para nós nesse ano difícil”, complementa Denize Grandal Winheski, que ainda anunciou que a porção segue no cardápio a pedido do próprio público.

O terceiro lugar foi do veterano Aloísio Fernando Mickosz, proprietário do Bar Casa Velha, e foi conquistado com um croquete de carne de panela. “Já ganhamos na primeira edição e ano após ano estamos sempre correndo e nos aperfeiçoando para vencer de novo. Estamos muito felizes com tudo”, comemora.

Como foi o Comida di Buteco 2020-2021

De 30 de julho a 22 de agosto aconteceu a eleição mais gostosa do Brasil. Durante esses 24 dias os clientes puderam participar de três formas: pedindo o prato delivery, levando o petisco para casa (take Away) ou degustando no próprio local. A principal diferença é que apenas quem pedir o petisco e degustar no buteco  votou para eleger o melhor de Curitiba. Isso porque, na votação, além do sabor do prato, é avaliado de 0 a 10 também o atendimento, higiene e temperatura da bebida.  O peso dos votos da população foi de 50%. Os outros 50% foram da avaliação de um corpo de jurados que votou nos mesmos critérios. 

“Foi o primeiro ano nesse formato, com foco no delivery. Mais uma vez Curitiba abraçou o Comida di Buteco e estamos muito gratos e já pensando em fazer bonito em 2022”, comentou Filipe Pereira organizador do concurso. 

Em Curitiba os bares que participaram da eleição foram: Alchemia Bar, Anita Restaurante e Petiscaria, Armazém do Alemão, Armazém do Espetinho, Baba Salim, Bar do Edmundo, Bar do Tatu, Bar do Giraldi, Boteco de Sampa, Casa Velha, Dom Rodrigo, Gordo e Magro, Jambu Bar Jardim, O Portão, Paraguassu, Petiscaria Germânia, Pick Nick Bar, Puinas Bar, Schnaps Bar, Seu Prudente e Zezito’s. 

Etapa Nacional – Com o fim da etapa regional, o Comida di Buteco passa para uma segunda fase: eleger o melhor do Brasil. Após a finalização das premiações em todas as cidades participantes, um comitê de jurados vai viajar pelo Brasil e conhecer todos os vencedores. Cada bar vai receber três jurados: um da sua cidade e dois de outros lugares do Brasil. 

Atualmente são 21 circuitos em mais de 40 cidades. Do estado de Minas Gerais (berço do concurso): Belo Horizonte, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia, Poços de Caldas, Vale do Aço – Timóteo, Ipatinga e Coronel Fabriciano. De São Paulo: São Paulo capital, Campinas, Jaguariúna, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto. Do Rio de Janeiro: Rio Capital, Baixada Fluminense e Niterói. Do Nordeste do Brasil: Salvador (BA), Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes (PE), Fortaleza (CE). Da região Norte: Belém e Ananindeua (PA), Manaus (AM), Da região sul: Florianópolis (SC), Porto Alegre e Canoas (RS) e Curitiba (PR). E da região Centro-Oeste: Brasília, Guará, Aguas Claras, Taguatinga (DF), Goiânia e Aparecida de Goiânia (GO).     

  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paraná abre quase 2 mil vagas para cursos profissionalizantes gratuitos; saiba como participar

O programa Carretas do Conhecimento, que leva cursos profissionalizantes em unidades móveis a todas as regiões do Paraná, está com 1.936 vagas abertas em 36 municípios. A iniciativa do Governo do Estado é executada pela Secretaria estadual da Justiça, Família e Trabalho, em parceria como Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e a Volkswagem. O objetivo é qualificar pessoas para ocuparem postos de trabalho no Estado.

“Priorizamos a geração de empregos. O governo tem realizado trabalho intenso para atrair investimentos e novas empresas para o Paraná, e elas precisam de bons profissionais, de trabalhadores qualificados e preparados para entrar no mercado de trabalho”, afirma o secretário Ney Leprevost.

Essa nova etapa do projeto inicia no próximo dia 27 (segunda-feira) com 75% das aulas online e 25% presenciais, de acordo com os protocolos sanitários determinados pela secretaria estadual da Saúde. Serão 104 turmas nas habilitações de elétrica automotiva, informática básica, refrigeração, mecânica industrial, corte e costura industrial, instalações elétricas, manutenção de motocicletas e panificação.

Nessa etapa os cursos serão oferecidos em Curitiba, Cascavel, Fazenda Rio Grande, Goioerê, Itapejara D’Oeste, Londrina, Marechal Cândido Rondon, Ponta Grossa, Antonina, Balsa Nova, Campo Magro, Capitão Leônidas Marques, Colombo, Contenda, Francisco Beltrão, Pato Branco, Pitanga, União da Vitória, Arapoti, Coronel Vivida, Nova América da Colina, Santa Cecília do Pavão, Itaperuçu, Rio Branco do Sul, São João do Ivaí, São Pedro do Ivaí, Barbosa Ferraz, Nova Prata do Iguaçu, Maria Helena, Pinhais, Campo Largo, Farol, Mariluz, Pinhal do São Bento, Salto do Lontra e Santo Antônio da Platina.

Confira AQUI as informações sobre os locais dos cursos, datas e pré-inscrição.

Informações também podem ser obtidas nas Agências do Trabalhador dos municípios.

Curitiba comemora Dia da Árvore com distribuição de mudas nas regionais

O Dia da Árvore será marcado pela distribuição de mudas do Horto Municipal da Barreirinha nas dez regionais da cidade.  A partir desta terça-feira (21/9), quem quiser colaborar para deixar a cidade mais verde, com temperatura mais agradável e mais receptiva à fauna silvestre, pode buscar a sua muda nativa. Veja os endereços abaixo. 

Esse é o quarto mês que o Horto da Barreirinha descentraliza a entrega para a população. De acordo com o diretor de Produção Vegetal da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, José Roberto Roloff, é uma forma de facilitar o acesso e incentivar a participação no Desafio 100 Mil Árvores para Curitiba. 

Foto: Ricardo Marajó/SMCS

“Estamos muito felizes com a resposta dos curitibanos, que esgotam o estoque de mudas assim que elas chegam”, avalia. Mesmo sem plantios comunitários em função da pandemia do novo coronavírus, a cidade já contabiliza mais de 150 mil mudas plantadas e tem a previsão de chegar a 200 mil neste segundo ano de desafio. 

Foto: Cesar Brustolin/SMCS

 

Como retirar?

Qualquer pessoa pode buscar uma muda de árvore nas administrações regionais. Cada regional terá 500 mudas para distribuição. Será necessário, apenas, o preenchimento de um cadastro simples, com o local e as características do plantio para que seja fornecida a muda mais adequada. 

Poderão ser plantadas espécies como os ipês amarelo, roxo e roxo anão, uvaia, pitanga, araçá vermelho, palmeira imperial, entre outras.

“Em áreas privadas não há restrição de plantio, mas se houver interesse no plantio em via pública – em frente de casa ou em alguma área verde -, é preciso seguir algumas regras”, lembra Roloff. Isso porque a cidade tem normas de urbanização, fiação elétrica e outras características que precisam ser levadas em consideração. 

A informação do local do plantio também servirá para o registro da participação no desafio. 

Onde buscar a sua muda?

REGIONAL BAIRRO NOVO – Rua Tijucas do Sul, 1.700
REGIONAL PINHEIRINHO – Avenida Winston Churchill, 2.033
REGIONAL BOQUEIRÃO – Avenida Marechal Floriano Peixoto, 8.430
REGIONAL TATUQUARA – Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n 
REGIONAL SANTA FELICIDADE – Rua Santa Bertilla Boscardin, 213 
REGIONAL BOA VISTA – Avenida Paraná, 3.600 
REGIONAL CAJURU – Avenida Prefeito Maurício Fruet, 2.150
REGIONAL PORTÃO – Rua Carlos Klemtz, 1.700 
REGIONAL CIC – Rua Manoel Valdomiro de Macedo, 2.460 
REGIONAL MATRIZ – Praça Rui Barbosa, 101