Após cinco dias de buscas, rapaz desaparecido no Pico Paraná é resgatado por bombeiros

Após 5 dias de buscas, Maicon William Batista, de 28 anos, desaparecido no Pico Paraná desde o último feriado de 6 de setembro, foi resgatado pela equipe do GOST – Grupo de Operações de Socorro Tático, do Corpo de Bombeiros do Estado Paraná e voluntários.

Durante as buscas, o GOST descobriu a assinatura de Maicon no cume. Ele foi reconhecido por um montanhista às 19 horas do dia de seu desaparecimento no acampamento 2 do Pico Paraná, chamando atenção por estar sozinho e de bermuda.

Diante destas evidências, o grupamento de bombeiros e voluntários vasculharam locais distantes da trilha e do cume e encontraram a vítima no quinto dia de busca no médio curso do rio Cacatu, um vale extremamente acidentado que começa no colo que separa o Pico Paraná da segunda montanha mais alta do Estado, o Pico do Caratuva.

Maicon foi encontrado bastante debilitado. Tinha um ferimento na cabeça e não se lembrava do que aconteceu. Ele foi alimentado e hidratado pelos resgatistas, que o conduziu até o Acampamento 2 do Pico Paraná, onde foi removido de helicóptero e conduzido até o Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, onde se recupera, região metropolitana de Curitiba.

O desaparecimento

Junto com duas amigas, Maicon realizou uma caminhada até o Morro do Getúlio, localizado há cerca de duas horas do início da trilha que leva ao Pico Paraná, que é a montanha mais alta do Sul do Brasil com 1877 metros de altitude localizada na Serra do Mar paranaense.

No Morro do Getúlio, Maicon decidiu ir sozinho até o cume da montanha, que fica há cerca de 4 horas de caminhada dali, porém não regressou ao local de seu acampamento.

Durante as buscas, o GOST descobriu a assinatura de Maicon no cume. O mesmo foi reconhecido por um montanhista às 19 horas do dia de seu desaparecimento no acampamento 2 do Pico Paraná, chamando atenção por estar sozinho e de bermuda. Diante destas evidências, o grupamento de bombeiros e voluntários investiram seus esforços em vasculhar locais distantes da trilha e do cume e encontraram a vítima no quinto dia de busca no médio curso do rio Cacatu, um vale extremamente acidentado que começa no colo que separa o Pico Paraná da segunda montanha mais alta do Estado, o Pico do Caratuva.

Maicon foi encontrado bastante debilitado, ele tinha um ferimento na cabeça e não se lembrava do que aconteceu. Ele foi alimentado e hidratado pelos resgatistas, que o conduziu até o Acampamento 2 do Pico Paraná, onde ele foi removido de helicóptero e conduzido até o Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, onde se recupera.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fundadora da rede de supermercados Jacomar morre aos 87 anos em Curitiba

Maria Pankratz, conhecida por ser uma das fundadoras do grupo da rede de supermercados Jacomar, morreu aos 87 anos, no último sábado (25), em Curitiba. A família optou por não divulgar a causa do óbito em publicação feita na rede social Facebook, nesta segunda-feira (27).

Dona Maria, como foi conhecida pelo Grupo Jacomar, nasceu no dia 7 de setembro de 1934. O Grupo Jacomar diz em nota a homenagem à Pankratz que ela teve uma vida de muitas batalhas, sendo que desde pequena já trabalhava para ajudar no sustento de sua família.

Ela se casou com Jacob Pankratz Filho em 12 de abril de 1958, e a união durou 63 anos “na qual sempre prevaleceu o amor, o respeito, a cumplicidade, a honestidade e a fidelidade”, aponta parte da homenagem feita pelo Grupo na rede social Facebook.

A vida foi muito desafiadora para ela, pois além de educar os filhos e cuidar da casa, ela sempre foi um apoio incondicional para o marido que batalhava para sustentar a família. Como dizem seus filhos, ela foi um pilar essencial para o desenvolvimento e crescimento da Rede Jacomar. Não há dúvidas de que a Dona Maria era muito amada pela sua família. Com uma fé inabalável e uma dedicação constante no cuidado de todos ao seu redor, ela agora descansa em Deus, deixando seu marido, 8 filhos, noras e genros, netos e bisnetos. É certo que sempre será amada e especial na vida de toda a família Jacomar. Sentiremos saudades!

diz trecho da nota do Grupo em homenagem à Maria, divulgada na Rede Social Facebook.

Maria deixa o esposo e co-fundador do Grupo Jacomar, Jacob Pankratz Filho, e oito filhos. A Banda B presta condolências a amigos e familiares.

Grupo Jacomar

A história do Jacomar teve início em dezembro de 1966, em Curitiba, quando Jacob Pankratz Filho decidiu comprar um Armazém de Secos e Molhados, que recebeu seu nome.

Com muito esforço e dedicação, o armazém foi ampliado e, ao seu lado, foi aberto, em outubro de 1976, o Supermercado Jacomar, nome que deriva de Jacob Maria, proprietários da empresa.

Em 1984, o Jacomar adquiriu mais uma loja, dessa vez em São José dos Pinhais. Com a vontade de crescer e atender às necessidades de seu público, adquiriu, em março de 1993, o imóvel da antiga Cooperativa Mista do Boqueirão, em Curitiba.

Surgiu, então, o desejo de oferecer a seus clientes uma loja mais arrojada e moderna, ampliando ainda mais a qualidade dos serviços. Foi quando teve início a construção de um super projeto, que atenderia sua clientela de modo ainda mais especial, pela confiança que sempre depositaram no Jacomar.

O projeto foi concluído em setembro de 1998, com a inauguração da nova loja no Boqueirão, um amplo espaço com um grande investimento em equipamentos de última geração e com a melhor oferta de produtos e serviços da região.

Desde então, o Supermercado Jacomar não parou mais de crescer e está sempre investindo em inovação, tecnologia e qualidade. A missão é sempre oferecer o melhor atendimento a todos os clientes, sem esquecer de seus costumes e crenças, como a prática de não abrir aos domingos. A intenção é valorizar o colaborador, dando a ele um dia de descanso para “dedicar-se à família”, como diz o fundador.

Vídeo

Veja um vídeo institucional em que o casal de fundadores fala sobre a rede de supermercados.

Autódromo de Curitiba será transformado em bairro planejado

A partir de dezembro, o Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), instalado em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba será desativado para dar lugar a um bairro planejado. A nova construção terá residências, comércios e áreas de lazer.

A informação foi confirmada pela administração do local à BandNews FM.

As obras devem iniciar no começo de 2022 e serão divididas em duas etapas. A primeira deve ser concluída em 1 ano e meio e o restante até 2031.