Após cinco dias de buscas, rapaz desaparecido no Pico Paraná é resgatado por bombeiros

Após 5 dias de buscas, Maicon William Batista, de 28 anos, desaparecido no Pico Paraná desde o último feriado de 6 de setembro, foi resgatado pela equipe do GOST – Grupo de Operações de Socorro Tático, do Corpo de Bombeiros do Estado Paraná e voluntários.

Durante as buscas, o GOST descobriu a assinatura de Maicon no cume. Ele foi reconhecido por um montanhista às 19 horas do dia de seu desaparecimento no acampamento 2 do Pico Paraná, chamando atenção por estar sozinho e de bermuda.

Diante destas evidências, o grupamento de bombeiros e voluntários vasculharam locais distantes da trilha e do cume e encontraram a vítima no quinto dia de busca no médio curso do rio Cacatu, um vale extremamente acidentado que começa no colo que separa o Pico Paraná da segunda montanha mais alta do Estado, o Pico do Caratuva.

Maicon foi encontrado bastante debilitado. Tinha um ferimento na cabeça e não se lembrava do que aconteceu. Ele foi alimentado e hidratado pelos resgatistas, que o conduziu até o Acampamento 2 do Pico Paraná, onde foi removido de helicóptero e conduzido até o Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, onde se recupera, região metropolitana de Curitiba.

O desaparecimento

Junto com duas amigas, Maicon realizou uma caminhada até o Morro do Getúlio, localizado há cerca de duas horas do início da trilha que leva ao Pico Paraná, que é a montanha mais alta do Sul do Brasil com 1877 metros de altitude localizada na Serra do Mar paranaense.

No Morro do Getúlio, Maicon decidiu ir sozinho até o cume da montanha, que fica há cerca de 4 horas de caminhada dali, porém não regressou ao local de seu acampamento.

Durante as buscas, o GOST descobriu a assinatura de Maicon no cume. O mesmo foi reconhecido por um montanhista às 19 horas do dia de seu desaparecimento no acampamento 2 do Pico Paraná, chamando atenção por estar sozinho e de bermuda. Diante destas evidências, o grupamento de bombeiros e voluntários investiram seus esforços em vasculhar locais distantes da trilha e do cume e encontraram a vítima no quinto dia de busca no médio curso do rio Cacatu, um vale extremamente acidentado que começa no colo que separa o Pico Paraná da segunda montanha mais alta do Estado, o Pico do Caratuva.

Maicon foi encontrado bastante debilitado, ele tinha um ferimento na cabeça e não se lembrava do que aconteceu. Ele foi alimentado e hidratado pelos resgatistas, que o conduziu até o Acampamento 2 do Pico Paraná, onde ele foi removido de helicóptero e conduzido até o Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, onde se recupera.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quinta do Mar: em nova edição, evento especial do Grés Gastronomia & serve blini com crudo de atum, coalhada e ovas massagô

Segundo Gaby Schroeder, sócia-proprietária do restaurante, a proposta da Quinta do Mar é a de promover experiências diferentes a cada semana. “Toda quinta nosso chef cria um novo prato, com ingredientes frescos vindos direto do litoral. É uma atração para quem adora frutos do mar e se permite experimentar sabores diferenciados e combinações inusitas”, completa. 

As quantidades são limitadas e a receita é servida apenas nesse dia, a partir das 18h.

Reservas podem ser feitas pelo Telefone e/ou WhatsApp: 41.3402-6270

SERVIÇO

Rua: Saldanha Marinho, 1582

Estacionamento Conveniado

Pet Friendly

Funcionamento da casa: terça a sábado das 9h30 às 23h e aos domingos das 9h30 às 16h. 

Quinta-feira tem menu com preço especial do Antonina 336

Destaques da cozinha caiçara são celebrados em um menu especial do Antonina 336. O restaurante prepara uma sequência exclusiva para a quinta-feira (06), com quatro etapas, e que sai a R$ 79 por pessoa. A cada mês, são selecionados sucessos de público do cardápio regular da casa, combinados nesse menu com valor especial.

Para essa data, logo na entrada pode ser degustado o típico sabor da cozinha litorânea e da Serra do Mar que consagrou o restaurante. A sequência começa com Caldinho de peixe do Antonina. Depois, é servido o Bolinho de moqueca e maionese de coentro. O menu continua com Espetinho de sobrecoxa na brasa e farofinha. É apresentado no quarto momento o Barreado com polentinha cremosa.

Esse formato vem sendo apresentado desde agosto, com renovações mensais. “Queremos ir além de uma única seleção de pratos fixa e sempre apresentar opções novas e variadas para o público curitibano”, conta o chef Rafael Krieger, responsável pela cozinha da casa. O conceito do Antonina 336 resgata a tradição culinária da costa paranaense de forma requintada e moderna. Drinks autorais que valorizam a cachaça paranaense se aliam a vinhos selecionados e cervejas na carta de bebidas.

O menu especial dessa quinta-feira, 06 de outubro, do Antonina 336 é servido a partir das 19h, a R$ 79 por pessoa. A casa funciona na Rua Conselheiro Carrão (nº 336), no bairro Juvevê, durante o jantar, de quarta a sábado, das 19h às 23h, e durante o almoço, nas sextas, sábados e domingos, das 12h às 15h30. Mais informações no perfil oficial da casa no Instagram (@antonina336_).