A burrata perfeita: você sabe quais são itens que fazem a verdadeira burrata?

O prato tipicamente italiano surgiu no norte da Itália, na Puglia, em 1956. Basicamente, a receita da burrata consiste em uma espécie de bolsa de mozzarella italiana fresca e creme de leite recheada com pedaços de queijo. E, hoje, é reconhecida como uma iguaria italiana pelo mundo todo. Mas você sabe quais são os principais itens para tornar a burrata perfeita? Cada etapa do processo exige cuidados essenciais para atingir a perfeição desse prato.

Com origem na Itália, a Mozzarellart é uma loja fábrica de produção artesanal italiana que teve uma unidade instaurada em Curitiba e preza pelas tradições do país europeu com produtos frescos e artesanais. A sócia-proprietária Renata Bueno trouxe o casaro Luca Ludovico, que veio diretamente da Puglia, para produzir queijos como nodino, ricota e a famosa burrata.

Confira alguns pontos que fazem com que esse prato seja famoso em vários cantos do mundo:

Leite de vaca ou leite de búfala?

Existe a ideia de que a verdadeira burrata é produzida com o leite de búfala. Porém, segundo a empresária Renata Bueno, a receita original da Itália é feita com o leite de vaca. “90% da produção de queijos são originários do leite de vaca, pois é muito mais cremoso e saboroso, com menos de acidez se comparado ao de búfala”, afirma.

“Muitas pessoas pensam que é o leite de búfala, pois a mozzarella de búfala foi muito divulgada no mundo com a imagem da mozzarella branquinha redonda, que remete à de búfala. Por conta dos costumes italianos, nossa produção é toda feita com leite de vaca”, explica Renata.

Matéria-prima de qualidade

Por ser um prato servido fresco, a matéria-prima precisa ter qualidade: “a região de Curitiba é uma das maiores bacias leiteiras do Brasil e a qualidade desse leite é excelente. Um produtor artesanal depende muito da qualidade do leite. Por isso, ele precisa ser fresco todos os dias, o que garante o diferencial do sabor da burrata.”

Em comparação ao produto artesanal, o industrializado perde no sabor, pois, geralmente, o leite já é industrializado com uma alta quantidade de conservantes. Por isso, o vencimento dos produtos não é prolongado.

Técnica utilizada

Não basta ingredientes de qualidade se a técnica não for bem utilizada. Conhecidos como casaros, na Itália, mais do que técnicos, são pessoas que já nascem em um ambiente de leiteria e fabricação de queijo. Na comuna italiana Gioia del Collie, região do norte da Puglia, 70% das pessoas são envolvidas na produção de mozzarella e burratas.

“Nós acreditamos na importância do casaro. Pelo fato do leite ser uma matéria-prima viva, cada dia ele chega com uma acidez diferente e sofre alterações no transporte. Então, o técnico é quem vai neutralizar o leite para chegar ao produto final”, conta a empresária.

Creme de leite fresco e mozzarella desfiada fresca

Como ingredientes essenciais da burrata, a Straciatella, o creme de leite e a mozzarella desfiada frescos fazem toda a diferença para o sabor do prato. “Historicamente, a burrata surgiu através de restos dos queijos que sobravam, que era misturado no creme de leite para rechear a burrata.” afirma. Por isso, é importante produtos bons e frescos.

Armazenamento

O armazenamento do prato italiano não é feito de forma prolongado, pois é um produto feito fresco todos os dias e que deve ser vendido no dia da produção. “No Mozzarellart, nós damos uma validade de 5 dias e a conservação é feita de uma forma muito artesanal, como na Itália, para manter o sabor e a essência da verdadeira burrata”, explica Renata Bueno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Doceria famosa de São Paulo terá loja em Curitiba

Depois de ficar famosa em São Paulo – inclusive entre as celebridades -, a Nanica Brasil, terá sua primeira loja em Curitiba, a partir do dia 19 de setembro, no bairro Batel. O empreendimento será inaugurado pelos sócios curitibanos Leonardo Macedo e Tito Barcelos, também pelo ator Tiago Abravanel, que é investidor do negócio.

Foto: Divulgação

O que a Nanica tem de diferencial? A loja será dentro de um jardim secreto, com capacidade para 18 lugares. A nova doceria funcionará todos os dias e terá todas as tortas que conquistaram São Paulo e agora prometem conquistar o paladar dos curitibanos. Além da tradicional Banoffe, de banana, também será possível experimentar a Monoffe, com morango, a Uvoffee, com uva e a torta de nutella, no lugar do doce de leite. 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

As tortas da Nanica também poderão ser pedidas pelo delivery da Rappi.

Mais informação aqui.

Vem aí o Festival da Parmegiana da Cantina do Délio

Restaurante referência em culinária italiana em Curitiba aproveita festival com início no dia 14 de setembro para lançar o aplicativo de delivery próprio no seu site oficial, com direito a desconto de  15% no primeiro pedido e 10% nos demais

A Cantina do Délio, um dos restaurantes italianos mais tradicionais de Curitiba, comandada pelo icônico chef Délio Canabrava, está preparando uma novidade de dar água na boca. Um dos pratos mais queridos do brasileiro, a Parmegiana, ganhará cinco versões com valores que vão variar de R$ 49 a 119. O festival começa na próxima segunda-feira (14), vai até o dia 14 de outubro e marca o lançamento do aplicativo de delivery próprio da Cantina no site oficial do restaurante, com direito a desconto de 15% para o primeiro pedido e 10% nos outros.

Entre as opções, o que muda é o tipo de empanado: os curitibanos certamente terão uma preferência pela versão preparada com mignon, sempre a mais pedida do restaurante, mas para quem quiser variar, é possível escolher entre frango, tilápia, porco e até berinjela – esta última, que na verdade, é a “parmegiana italiana original”, já que no país da bota não existiam versões com carne, uma invenção autenticamente brasileira.

Os pratos são acompanhados de talharim na manteiga de sálvia e podem ser preparados em versões para uma ou duas pessoas. Os interessados terão três opções de aproveitar o festival: pedir pelo aplicativo de delivery próprio, com direito a desconto de 10% no pedido, que pode ser acessado através do site oficial da Cantina (clique aqui); retirando no balcão, mediante pedido antecipado pelo telefone 3078-0010 e no próprio aplicativo ou consumir no restaurante – localizado na Rua Itupava, 1094 – que está respeitando e cumprindo as regras sanitárias vigentes.

PREPARO ARTESANAL

O chef Délio Canabrava explica que o prato é preparado no restaurante de forma caseira, como uma autêntica cantina italiana deve ser. “Por semana, produzimos cerca de 200 quilos desse molho. Basicamente, assamos os tomates rasteiros com alho e manjericão e depois batemos no liquidificador. Isso garante um molho mais adocicado e menos ácido. Já o talharim é produzido diariamente em nossa cozinha e utiliza apenas farinha de trigo, de sêmola e ovos caipiras orgânicos”, ressalta o cozinheiro.

SERVIÇO

Festival da Parmegiana da Cantina do Délio

Opções e valores (para uma ou duas pessoas): Frango (R$49/R$72), Tilápia (R$72/R$119), Porco (R$49/R$72), Berinjela (R$49/72) e Mignon (R$72/R$119)

Duração: de 14 de setembro a 14 de outubro

Como aproveitar o festival:

– delivery através de aplicativo próprio, com direito a desconto de 10%, que pode ser acesso pelo site da Cantina (clique aqui).

– retirada no balcão, mediante pedido antecipado pelo aplicativo próprio ou pelo telefone 3078-0010 ( também com direito a desconto de 10%);

– no próprio restaurante, localizado na Rua Itupava, 1094 (reservas através do telefone 3078-0010;