7ª edição do Festival de Inverno tem música, arte roteiros turísticos e feira gastronômica no Centro Histórico de Curitiba

Gastronomia, música e arte. Com esse tema acontece a sétima edição do Festival de Inverno. De 18 a 27 de Julho oitenta atrações trazem muitas opções para degustar, curtir e se encantar. O Festival de Inverno do Centro Histórico é uma iniciativa da Rede Empresarial do Centro Histórico, uma associação dos empresários da região, com o apoio da Prefeitura de Curitiba.

Dentre os principais chamarizes desta edição estão shows musicais gratuitos, roteiros a pé contando a história da região para turista nenhum botar defeito e ainda a feira Curitiba Sabores, que acontece pela primeira vez no calçadão do Largo da Ordem com gastronomia a preço máximo de R$ 20.

“É muito bonito ver o poder público e o privado se unirem para celebrar a cidade e dar esse presente para todos que curtem o inverno curitibano. A cada ano estamos mais fortalecidos e trazendo atrações mais bacanas para o público aproveitar”, fala a presidente da Rede Empresarial, Maria Bonamigo.

A abertura oficial do evento acontece no dia 18, no Cine Passeio, com show do Regional Orquestra à Base de Cordas, formado por músicos integrantes da Orquestra que tem no choro seu objeto de pesquisa e performance. No repertório composições de Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo, além de músicas próprias. O evento, só para convidados, marca o início de uma série de atrações.

 

Gastronomia de inverno

E se estamos falando de frio, com certeza a gastronomia é um dos principais atrativos. A feira Curitiba Sabores, realizada em parceria com a Abrasel, Prefeitura de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba e Instituto Municipal de Turismo será realizada nos dias 19 e 20 de julho. Dezoito restaurantes terão suas barraquinhas espalhadas ao longo da Rua Dr. Claudino dos Santos, entre a Rua do Rosário e o bebedouro, com pratos a preços fixos de R$ 20. São eles: A Caiçara, Bar do Alemão, Quintal do Monge, Bella Vivenda, Espaço Carmela, Nonna Giovana, Peruano, Pizza, Bar do Edmundo, Quitutto, Sushi Central, The 80’s, Al Sutan, Aero Burguers, Mister Churros, Dog Man, Pastelaria de Curitiba (Yfa) do Mercado Municipal e Altman Gastronomia Mexicana. O meio de pagamento oficial do evento é a Pag Seguro.

O chá e o vinho, duas bebidas que têm tudo a ver com o inverno, são protagonistas de dois momentos do Festival de Inverno: o Chá com Música e o curso de harmonização de queijos e vinhos. O primeiro, na Bella Vivenda, será uma degustação de chás com a Chá e Arte harmonizados com tortas. O valor para esta deliciosa tarde é de R$ 30. Já o curso de harmonização de queijos e vinhos acontece em dois momentos: no Jokers, dia 20, e no Quintal do Monge, dia 24. O encontro que traz quatro vinhos e cinco tipos de queijos franceses será comandado pelo professor francês Ronan Kerrest. Com duração de 2h30, tem o valor de R$ 150.

Outra novidade gastronômica do Festival de Inverno deste ano serão as oficinas práticas que o restaurante Porcadeiro vai realizar. A primeira delas acontece no dia 23 e vai ensinar o participante como fazer linguiça em casa. Quem ministra a aula prática é Marcelo Empinotti, da Salumeria Monte Bello. Outras duas oficinas acontecem na casa. Dia 25 com Carla Gualano da Queijaria Sapori para aprender a fazer queijo em casa. E a última é dia 27 com a cozinheira e educadora Jéssica Lorena sobre corantes naturais para alimentos. Todas as oficinas são pagas e as inscrições devem ser feitas direto no local.

Além de tudo isso, onze estabelecimentos do entorno prepararam um prato com preço especial ou com um desconto aplicado durante o evento. O público poderá se deliciar com sopas, tortas, combos e jantares à luz de velas. Os valores variam entre R$ 9,90 e R$ 130 (para duas pessoas).

 

Cultura, turismo e solidariedade para todos

Uma programação recheada de cultura e música também fará parte do Festival. Espaços públicos como Sesc Paço da Liberdade, Teatro Londrina, Cinemateca de Curitiba, Cine Passeio e Museu Paranaense recebem atrações. Dentre elas estão shows musicais, recital de piano, roda de samba, espetáculo teatral, teatro de bonecos, exibição de filmes e exposições.

As empresas que fazem parte da Rede Empresarial do Centro Histórico também prepararam momentos especiais. Um deles, por exemplo, no Hotel Blumenau, traz um encontro com dicas de viagens de inverno. O Bar do Alemão promove no dia 27 o bate-papo “Consumo Consciente: E Aí Você Pratica?”, com especialistas compartilhando suas experiências sobre práticas de consumo Sustentável. A inscrição é R$ 29,90.

E quem está de passagem por Curitiba ou até mesmo é da capital e quer conhecer melhor a cidade, vai poder fazer gratuitamente o Free Walking ou então as visitas mediadas pelo setor histórico oferecidas pela Fundação Cultural ou o tour sobre o legado alemão, em parceria com a Comunidade Redentor.

As empresas que fazem parte da Rede e estão promovendo atividades são: A Caiçara, Bar do Alemão, Balaio de Gato Brechó, Bella Vivenda, Jeito Mineiro, Jokers, Oriente Árabe, Palco dos 5 Sentidos, Porcadeiro – De Tudo um Porco, Quintal do Monge e Hotel Blumenau.

A cada ano o Festival de Inverno também prioriza uma ação social. Na sétima edição do evento uma parceria com a FAS (Fundação da Ação Social) vai levar em torno de 100 idosos que moram em asilos para um dia no Festival dedicado a eles. A tarde começa com um recepção com violinos e segue com oficina de tricô, apresentação musical e lanche da tarde com chá e deliciosas tortas.  Os estabelecimentos da Rede também estarão com postos de arrecadação de roupas, calçados e cobertores em bom estado.

O Festival de Inverno do Centro Histórico conta com o Patrocínio do Projeto Investe Turismo, Ministério do Turismo, Embratur, Paraná Turismo, Sebrae, Cerveja Preaya e ELO.Apoios e parceiros: Fecomércio Sesc, Senac, Curitiba Convention & Visitors Bureau, FAE, Amazzoni, Curta Curitiba,  Instituto Municipal de Turismo(IMT), Instituto Curitiba de Arte e Cultura(ICAC), Fundação Cultural de Curitiba (FCC), Prefeitura Municipal de Curitiba, Abrasel, UNIFM, Curitiba Free Walking, Grupo As Fiandeiras, Grupo  Arte da Comédia, Copy City. Produção: Artemísia Produções e Eventos.

Confira a programação completa, combos e descontos emwww.centrohistoricodecuritiba.com.br .

 

Sobre a Rede Empresarial do Centro Histórico de Curitiba

A Rede Empresarial do Centro Histórico de Curitiba foi criada em 2012 para promover uma maior ocupação e melhorias na região Central da capital paranaense através de ações. Hoje, a Rede tornou-se uma referência comercial, cultural e gastronômica, atraindo e promovendo o turismo no local. A Rede organiza dois eventos anuais: o Festival de Inverno do Centro Histórico e o Centro Histórico Divertido, que já estão consagrados pelo público e fazem parte do calendário oficial da cidade.

Fazem parte da Associação do Centro Histórico: A Caiçara, Artemisia Produções e Eventos, Barbearia Rei Trajano, Bar do Alemão, Balaio de Gato Brechó, Bella Vivenda, Brasileirinho Bar, Casa do Fumo, Jeito Mineiro, Jokers, Nonna Giovanna, Oriente Árabe, Palco dos 5 Sentidos, Porcadeiro – De Tudo um Porco, Quintal do Monge, Restaurante Mikado, Hotel Blumenau e Hotel Miller Flat.

Conheça mais, saiba dos eventos e promoções dos associados:
www.centrohistoricodecuritiba.com.br
facebook.com/centrohistoricocuritiba
Instagram.com/centrohistoricocuritiba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde vai antecipar dose de reforço na próxima semana. Veja o cronograma

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) divulga o cronograma da próxima semana para aplicação da dose de reforço da vacina anticovid. Deverão ser atendidas quase 78 mil pessoas que receberam a segunda dose entre 7 e 23 de julho (programação abaixo).

Com o novo cronograma, Curitiba antecipa a dose de reforço em até dez dias para os novos convocados. A decisão segue uma recomendação do Comitê de Técnica e Ética Médica da Secretaria Municipal da Saúde, que considerou a disponibilidade atual de doses em estoques, a chegada de uma nova variante de preocupação aos país (ômicron), além da proximidade das comemorações de festas de fim de ano e viagens.

“A dose de reforço ajuda a manter o sistema imunológico ativo contra a covid-19, o que é fundamental neste momento, considerando a chegada da nova variante e as festas e viagens do fim do ano. Como atualmente temos essas doses em estoque, tomamos a decisão de adiantar o reforço alguns dias para que nossa população fique mais protegida”, afirma a secretária municipal da saúde de Curitiba, Márcia Huçulak.

Os convocados para receber a dose de reforço na próxima semana receberão uma mensagem pelo aplicativo Saúde Já até esta sexta-feira (3/12), avisando que estão elegíveis para retornar aos pontos de vacinação.

Quem não puder comparecer no dia da convocação ou quem está com a dose de reforço em atraso pode buscar os pontos de vacinação, de segunda a sexta-feira. A Saúde tem mantido a repescagem contínua para primeira dose, segunda dose e dose de reforço.

Confirme os endereços

Os locais de vacinação podem sofrer alterações de acordo com o público estimado para receber vacina a cada dia. Antes de procurar uma unidade, confira as que farão a aplicação no site Imuniza Já.

Janssen

Pessoas vacinadas com imunizantes da farmacêutica Janssen ainda não poderão tomar a dose de reforço neste momento. A indicação atual do Ministério da Saúde é que estas pessoas recebam uma outra dose do mesmo imunizante num período entre dois a seis meses após a primeira aplicação. O município ainda aguarda o recebimento de doses para esta convocação.

Orientação para receber a dose de reforço

Para receber a dose de reforço, basta procurar um dos pontos de vacinação da cidade, das 8h às 17h, levar um documento de identificação com foto e CPF.

Quem pode receber a dose de reforço na próxima semana

– Segunda-feira, 6 de dezembro: todos com 18 anos ou mais vacinados com a segunda dose até 14 de julho;
– Terça-feira, 7 de dezembro: todos com 18 anos ou mais vacinados com a segunda dose até 17 de julho;
– Quarta-feira, 8 de dezembro: todos com 18 anos ou mais vacinados com a segunda dose até 20 de julho;
– Quinta-feira, 9 de dezembro: todos com 18 anos ou mais vacinados com a segunda dose até 21 de julho;
– Sexta-feira, 10 de dezembro: todos com 18 anos ou mais vacinados com a segunda dose até 23 de julho.

Outros grupos e repescagens

Os pontos de vacinação também seguem aplicando nos dias úteis:

Primeira dose
– Primeira dose para pessoas com 12 anos completos ou mais;

Segunda dose
– Segunda dose agendada;
– Repescagem de segunda dose de pessoas anteriormente convocadas;

Dose de reforço
– Dose de reforço agendada;
– Repescagem de dose de reforço de pessoas anteriormente convocadas.

Curitiba prorroga bandeira amarela por mais 15 dias e mantém obrigatoriedade da máscara

Em bandeira amarela há 147 dias, Curitiba mantém medidas restritivas de combate à pandemia de covid-19 na cidade e prorroga as regras atualmente vigentes por mais 15 dias.

O Decreto 1.970/2021, que prorroga as medidas do decreto 1.850/2021, será publicado nesta quinta-feira (2) e começa a valer a partir da publicação. As medidas terão vigência até 16 de dezembro.

O uso da máscara continua obrigatório em espaços de uso público ou de uso coletivo. Também foi mantida a regra que proíbe o consumo de bebidas alcóolicas em vias públicas, salvo em feiras livres e de artesanato.

Indicadores

A decisão de prorrogar as medidas foi tomada pelo Comitê de Técnica e Ética Médica da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba, na terça-feira (30/11). Segundo a avaliação técnica, embora o cenário da avaliação da pandemia no município seja positivo nos últimos 14 dias, é necessário manter cuidado por conta da descoberta da nova variante ômicron.

A média móvel do número diário de casos novos apresentou queda de 22,5% nos últimos 14 dias. A média móvel do número de mortes por data de divulgação também apresentou redução de 10% no mesmo período. Também teve queda de 11,5% a média móvel do número de casos ativos, no mesmo período.

A análise dos dados epidemiológicos da última semana (de 23 a 26 de novembro), porém, mostrou ligeira alta na pontuação geral da bandeira, ficando em 1,39. No período de publicação de decreto anterior, a bandeira havia alcançado a pontuação de 1,35, a melhor pontuação desde o lançamento do painel avaliativo da Secretaria Municipal da Saúde.

De acordo com a SMS, a ligeira alta não significa recrudescimento da pandemia, uma vez que foi motivada especificamente pela influência no indicador de leitos, pois houve desativação de leitos exclusivos de covid-19 que não estavam sendo utilizados.

Mesmo com a desativação de leitos exclusivos para covid-19 e a retomada de outros atendimentos eletivos e emergenciais eletivos, as taxas de ocupação permanecem baixas. Nesta quarta-feira (1/12), a taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para covid-19 no SUS é de 33%, com 40 pacientes internados, e nos leitos clínicos a taxa é de 35%, com 40 pacientes internados.

Atualmente, o município conta com 120 leitos de UTI exclusivos de covid-19 e 144 leitos clínicos exclusivos de covid-19 no SUS Curitibano. Em maio e junho deste ano, o município chegou a contar com 548 leitos de UTI exclusivos e 746 leitos clínicos exclusivos.

Veja como ficam as principais atividades

Atividade suspensa

•    Consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas, salvo em feiras livres e de artesanato.

Atividades liberadas com uso obrigatório de máscara e respeitando a capacidade de público prevista no Certificado de Licenciamento do Corpo de Bombeiros (CLCB)

•    Atividades comerciais de rua não essenciais, galerias, centros comerciais e shopping centers;

•    Atividades de prestação de serviços não essenciais, tais como escritórios em geral, salões de beleza, barbearias, atividades de estética, saunas, serviços de banho, tosa e estética de animais, floriculturas e imobiliárias;

•    Academias de ginástica e demais espaços para práticas esportivas individuais e coletivas;

•    Restaurantes, lanchonetes, panificadoras, padarias, confeitarias e bares;

•    Lojas de conveniência em postos de combustíveis;

•    Comércio varejista de hortifrutigranjeiros, quitandas, mercearias, sacolões, distribuidoras de bebidas, peixarias, açougues, e comércio de produtos e alimentos para animais;

•    Mercados, supermercados, hipermercados e lojas de material de construção;

•    Feiras livres;

•    Parques infantis e temáticos;

 Feiras de artesanato, cinemas, museus, circos e teatros para apresentação musical ou teatral;

•    Casas de festas e de recepções, incluídas aquelas com serviços de buffet, salões de festas em clubes sociais e condomínios e estabelecimentos destinados ao entretenimento, tais como casas de shows, casas noturnas e atividades correlatas;

•    Eventos corporativos, de interesse profissional, técnico e/ou científico, como jornadas, seminários, simpósios, workshops, cursos, convenções, fóruns e rodadas de negócios;

•    Mostras comerciais, feirões e feiras de varejo;

•    Serviços de call center e telemarketing;

•    Igrejas e templos;

•    Eventos esportivos profissionais com público externo e de apresentação teatral ou musical em espaços abertos.