Vinil de Funk brasileiro?

O meu grande amigo LUCAS COELHO teve uma ideia interessante de fazer capas de vinis de artistas do atual Funk Brasileiro, confira como ficou:

– MAIS TRABALHOS DO LUCAS: https://www.flickr.com/photos/coelholucas7/

10393853_1018766964819319_7728329570046112342_n 10929058_1018766461486036_9132573958849270987_n 10931107_1018766534819362_7477111685988581192_n 10940481_1018766561486026_864096252966715056_n 10987379_1018767078152641_4988225461579382386_n 10993482_1018766411486041_1593118719175571371_n 11001748_1018766408152708_1749555758184939434_n

 

Com IPVA mais caro em 2023, modelo de negócio de carro por assinatura é alternativa para brasileiros que priorizam uso

O começo do ano é caracterizado por relevantes despesas fixas como renovação de seguro, matrícula escolar e impostos, em especial aqueles cobrados sobre propriedades, como o IPTU, DPVAT e IPVA. O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) é recolhido pelos Estados e Distrito Federal e calculado de acordo com cada veículo, podendo variar pelo modelo e ano de fabricação. Com a valorização dos carros novos e usados no Brasil, o IPVA aumentou nos últimos anos e será ainda mais caro em 2023. Corroborando ainda mais o entendimento de que adquirir um carro é custoso, um estudo inédito sobre a relação do brasileiro com o automóvel, realizado pela Serasa em parceria com o instituto Opinion Box em dezembro de 2022, revelou que os custos que envolvem a aquisição e manutenção de um carro estão entre os três maiores gastos anuais em 63% dos lares brasileiros. Ainda, 40% dos brasileiros consideram complexo realizar contas sobre os custos para manter o automóvel. Todavia, existe um novo modelo de locação mais prático, menos burocrático e que dispensa as despesas de manutenção e compra do carro.

Os carros por assinatura são uma modalidade relativamente nova no setor de locação de veículos e com ótima aceitação. Dados da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA) revelaram que a frota das empresas de locação destinada ao carro por assinatura cresceu 20,8%, entre janeiro e outubro de 2022. Uma das empresas associadas à ABLA é o V1, uma plataforma de mobilidade urbana que atua em locação e assinatura de carros 100% digital, gestão de frotas terceirizadas para empresas, fleet service, translado de pessoas e outras soluções. Considerado um dos maiores players do setor no país, o V1 faz parte do Grupo Águia Branca.

O aplicativo V1 oferece dois tipos de serviço: aluguel de carros 100% digital e veículos por assinatura, pagando apenas a mensalidade. Ambos os serviços propostos funcionam via aplicativo em um formato 100% digital. No ano passado, o V1 disponibilizou 1.650 veículos para a modalidade por assinatura. “Como uma espécie de streaming, você assina o veículo por tempo determinado, sem se preocupar com revisões, seguro, documentação, tributos, manutenção, financiamento e possíveis desafios na hora de revender o automóvel”, explica o diretor de negócios do V1, Leonardo Balestrassi.

Assinatura difere do aluguel: carro 0 km sem depreciação

Neste formato de negócio de carro por assinatura, ao invés de adquirir um veículo próprio, o cliente assina o carro por até 24 meses. A modalidade é baseada no conceito de “uso” e não de “posse”, com a vantagem de dirigir apenas carros 0km. “Diferente da modalidade de locação, o carro contratado na assinatura será sempre zero quilômetro”, explica Leonardo

“Entendemos que essa é uma das principais diferenças da assinatura: garantir um veículo zero-quilômetro, já que é possível trocar e circular com um novo modelo”, destaca Leonardo. Além da possibilidade de garantir um modelo mais atual, o cliente não precisará se preocupar em investir em um veículo próprio que irá depreciar com o passar do tempo. “O índice de desvalorização é o ritmo no qual um automóvel perde valor com o tempo. Existem duas formas de cálculo para avaliar a depreciação do carro: a primeira, com base na média de mercado do automóvel, por meio da Tabela Fipe. Neste caso, basta analisar os valores ano a ano a fim de chegar ao índice de desvalorização. Ou é possível usar o sistema da Receita Federal, que divulga um método para calcular o índice de depreciação contábil de um carro”, complementa.

Vale ponderar antes de adquirir um automóvel próprio que o carro é um bem patrimonial de uso contínuo e, consequentemente, apresenta um índice depreciativo. “No caso dos automóveis, estima-se que eles perdem cerca de 20% de seu valor no momento em que saem da concessionária”, alerta o diretor.

Na ponta do lápis: investir o dinheiro é financeiramente mais benéfico

Em termos de precificação, o valor pago mensalmente pelo cliente é único, sem arcar com IPVA, licenciamento, seguro, depreciação, custo de manutenção e troca de pneus, revenda, etc. O V1 ainda garante assistência 24 horas, caso o carro precise de qualquer reparo, seguro, emplacamento e impostos.

Na compra de um carro, é importante salientar que o valor anunciado pela concessionária ou proprietário é apenas a primeira despesa a ser considerada. Outros custos como manutenção, estacionamento, impostos, seguro, revisões, emplacamento e licenciamento também incidem sobre o bem. “Além dos custos habituais na compra e preservação de um automóvel, vale lembrar que um item que preocupa quem decide comprar carros 0 km é a desvalorização. A desvalorização se refere à redução do valor de um veículo com o passar do tempo, principalmente nos três primeiros anos após a fabricação. Exemplificando, com uma SUV como o T-Cross, que é um modelo visado atualmente e, estimando uma desvalorização média de 15% ao ano, podemos calcular uma depreciação anual de R$ 21 mil. Já o Mobi, modelo da Fiat mais acessível que custa em torno de R$ 67 mil, desvaloriza, em média, R$ 10 mil ao ano”, calcula Guilherme Marques Moura, doutor em Desenvolvimento Econômico e professor da Escola de Negócios da Universidade Positivo.

O modelo de negócios por assinatura é mais benéfico, especialmente quando se considera o dinheiro gasto na compra do automóvel, que poderia ser investido. “No caso da compra do carro zero km, custo de oportunidade indica outras coisas que poderíamos fazer com o dinheiro. Por exemplo, o consumidor poderia utilizar o capital para dar entrada em uma casa, realizar uma viagem, reformar a casa, dentre outros. Seja o caso do modelo T-Cross que está hoje R$ 141.810 (valor da montadora), o cliente pode optar por um carro por assinatura e investir o valor em algum produto financeiro. Admitindo um investimento em um Certificado de Depósito Bancário (CDB) de 14% a.a., taxa pouco arriscada e com retorno bem comum, poderia ser obtido um retorno de R$ 1.364,92/mês, ou R$ 16.379,06/ano”, complementa.

“O mercado de assinatura de veículos tem especulação de crescimento para 2023, visto que a compra de carros no Brasil envolve hoje uma consciência de arcar com juros altos para garantir a posse do veículo. O V1 está comprando novos modelos de veículos neste ano, para atender todas essas necessidades. Apenas no primeiro trimestre, iremos investir R$ 36 milhões no aumento e na renovação da frota, com a compra de carros novos que chegam para substituir modelos já usados em final de contrato e devolvidos por clientes”, finaliza Leonardo.

Série original da Rádio Evangelizar leva ao ar histórias inspiradoras e emocionantes de sobreviventes

“Eu sou um milagre vivo”, afirma o caminhoneiro José Biscaia, de 43 anos, sobrevivente de um dos maiores desastres naturais da história do Paraná: o deslizamento de terra que soterrou diversos veículos na BR-376, no dia 28 de novembro de 2022 em Guaratuba, Litoral do Paraná. A imagem de um vídeo que Biscaia gravou de dentro da cabine de seu caminhão, sob sete mil metros cúbicos de terra, viralizou na internet e correu o mundo nos programas jornalísticos. Em outro registro, que fez nas mais de quatro horas em que ficou mergulhado na escuridão, o caminhoneiro chegou a se despedir da família, pensando que não voltaria mais para casa. Toda a carga emocional daqueles momentos e a serenidade que ele ancorou na fé, soterrado de medos e incertezas, são trazidas em detalhes na entrevista que Biscaia concedeu ao jornalista e diretor da Rádio Evangelizar, Marcelo Medeiros. “A minha fé teve de ser maior que o medo”, revela em um dos trechos do depoimento.

Testemunhos inspiradores como o do caminhoneiro sobrevivente são a matéria-prima da série inédita e original “Milagres”, criada pela equipe de produtores das emissoras de rádio que integram a Rede Evangelizar e que foi lançada nesta semana, com veiculação em mais de 1.600 emissoras de todo o Brasil, pertencentes ao sistema de expansão da Associação Evangelizar É Preciso. No total, quatro episódios já estão prontos e programados para serem transmitidos semanalmente. Além do primeiro, com o testemunho de fé e de esperança de José Biscaia, “Milagres” vai apresentar outros personagens do mundo real e narrar fatos inspiradores do cotidiano de pessoas comuns, que se agigantam na superação das dificuldades humanas, na confiança do poder divino e na valorização da vida.

A série amplifica a voz e o exemplo desses tantos “milagres vivos”. A repercussão do lançamento foi positiva e emocionou os ouvintes da Rádio Evangelizar na estreia da série, colocada no ar nos programas “Viva a Alegria”, às 9h da manhã, nas emissoras de frequência modulada (FM), e “A Hora do Associado”, transmitido às 11h, em amplitude modulada (AM).

A equipe de produção da série lembra que o caminhoneiro do desastre ambiental de Guaratuba, católico e devoto de Nossa Senhora de Aparecida, disse estar muito feliz em contar sua história para abrir “Milagres”, uma vez que ele teve um tempo maior para transmitir com riqueza de detalhes o que viveu. A mensagem de despedida à família, o motorista nem chegou a mostrar. Ele substituiu por outra, de agradecimento, que viaja mais longe, por meio dos microfones da série original da Rádio Evangelizar: “O que fica é que você nunca sabe qual será o último abraço, a última mensagem, o último adeus e começa, a partir desse momento, a dar mais valor às pequenas coisas”, conclui.

Na segunda-feira, 23 de janeiro, nos mesmos programas e horários, a Rádio Evangelizar transmitiu o segundo episódio da série “Milagres”, narrando as experiências do soldado voluntário Adilson Ganzer, de 43 anos, morador da cidade de Piraquara, que lutou na guerra entre a Ucrânia e a Rússia no ano passado. Mesmo em meio ao cenário de destruição do conflito no Leste Europeu, Adilson presenciou milagres e encontrou espaço para exercer a caridade católica, levando conforto às pessoas à sua volta, incluindo outros soldados e moradores das comunidades na mira dos bombardeios.

O terceiro episódio da série vai ao ar no dia 30 de janeiro e o quarto, no dia 6 de fevereiro. O episódio 4 ganhará um formato também de videocast para veiculação no canal do YouTube da Rádio Evangelizar. E há mais estreias à vista: a série vai virar podcast para ampliar o alcance e contemplar a audiência dos conteúdos das plataformas de streaming e aplicativos da Evangelizar. “Milagres vem para emocionar e inspirar as pessoas. Ao mostrar personagens que passaram por grandes provações e enfrentaram situações dramáticas, a intenção é transmitir uma mensagem de esperança, de confiança para o público, apontando caminhos de força e de iluminação para que não desistam diante dos primeiros obstáculos encontrados”, diz Medeiros.

A Rádio Evangelizar pode ser sintonizada na AM 1060 MHz, AM 1430 MHz, FM 99.5, para a Região Metropolitana de Curitiba, e FM 90.9, que abrange o Planalto Norte de Santa Catarina.

SERVIÇO:

Série “Milagres” da Rádio Evangelizar

Quatro (4) episódios, que vão ao ar às segundas-feiras

Às 9h no programa “Viva Alegria”, pelas rádios FM 99.5, para Curitiba e Região Metropolitana, e FM 90.5, para Lapa e região do Planalto Norte de Santa Catarina. Ou pelo aplicativo da Associação Evangelizar É Preciso e neste horário.

Às 11h, no programa “A Hora do Associado”, das rádios AM 1060 e 1430, em Curitiba e Região Metropolitana. Ou pelo aplicativo da Associação Evangelizar É Preciso neste horário.

Mais de 1.600 emissoras da rede de expansão da Evangelizar também retransmitem a série na sua grade de programação.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com