Vídeo mostra como vai ficar a nova orla de Matinhos após revitalização; confira

A revitalização de 6,3 quilômetros entre a Avenida Paraná e o Balneário Flórida, em Matinhos, no Litoral do Estado, começa nos próximos meses. O prazo de propostas da licitação, lançada nesta segunda-feira (21), é de 30 dias, e as obras serão finalizadas 32 meses a partir da ordem de serviço, que deve ocorrer no segundo semestre. O investimento do Governo do Estado será de R$ 377,85 milhões nessa primeira etapa.

Reprodução

No mesmo evento de abertura do edital, o Governo do Estado apresentou o vídeo de como vai ficar a nova orla. O projeto prevê preservação do meio ambiente, a recuperação da área de restinga, engordamento de 70 a 100 metros da faixa de areia e instalação de estruturas semirígidas sobre o mar. Também haverá canais de macrodrenagem e de microdrenagem.

Serão implantados, ainda, equipamentos urbanos, ciclovia, pista de caminhada e corrida, pista de acessibilidade, novas calçadas, passarelas para acesso à praia (protegendo a restinga), além de paisagismo com árvores nativas.

É a maior obra em andamento no Estado, na perspectiva financeira, e também uma intervenção que faz parte de uma série de projetos planejados para o Litoral, como a Ponte de Guaratuba (com estudos já contratados), a Escola do Mar na Ilha das Obras (obras já iniciadas), novos trapiches na Ilha do Mel, duplicações rodoviárias e modernizações no Porto de Paranaguá. 

Reprodução

“O projeto de recuperação da orla de Matinhos vai mitigar os efeitos provocados pela erosão marinha, além de contribuir para o controle das cheias na região e fortalecer, de maneira inédita, o turismo, os restaurantes e os hotéis do nosso Litoral. É um projeto ambicioso que finalmente conseguimos tirar do papel”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Veja como vai ficar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Reunião alinha operação do ferry boat de Guaratuba durante o verão

Representantes do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) participaram nesta terça-feira (21) da primeira reunião para discutir medidas a serem tomadas na travessia da Baía de Guaratuba durante a operação verão deste ano.

O principal objetivo é reforçar a segurança dos usuários durante esse período de maior movimento na travessia, em que, devido ao grande número de turistas e viajantes no Litoral, o tempo de espera para cruzar a baía não pode ultrapassar os 22 minutos.

Pelo mesmo motivo, ficam proibidos veículos com mais de três eixos e/ou superiores a 14 metros de comprimento nas embarcações. Essa integração geral vai ajudar a embasar as operações de fiscalização e controle a partir de dezembro.

Participaram da reunião a equipe de fiscalização do DER/PR, representantes da Prefeitura de Guaratuba, do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) da Polícia Militar do Paraná e da concessionária que opera a travessia.

Outras reuniões serão agendadas futuramente, para continuar a discussão sobre melhorias no serviço ao longo desses meses de maior procura.

Movimento supera expectativa e aquece turismo em Foz do Iguaçu e Litoral no feriadão

O movimento em Foz do Iguaçu e no Litoral, principais destinos turísticos do Paraná, superou as expectativas neste feriado prolongado, alcançando as melhores marcas no ano, equivalentes ao período pré-pandemia. Foz do Iguaçu (Oeste) recebeu mais de 20 mil visitantes de sábado a terça-feira (4 a 7). No Litoral, a estimativa é de que as sete cidades da região tenham recepcionado mais de 150 mil turistas no período.

Nos quatro dias, apenas as Cataratas do Iguaçu atingiram a marca de 19.273 pessoas, número 39% superior à expectativa inicial, com turistas de todas as regiões do País e de 30 diferentes nacionalidades. O complexo da Usina de Itaipu recebeu 7.801 pessoas, superando em 73,3% a previsão inicial de 4,5 mil visitantes.

O secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, destaca que os atrativos do Oeste, como as Cataratas e a Usina de Itaipu, e do Litoral, principalmente a Ilha do Mel, são portas de entradas de turistas de fora para outros atrativos do Estado. “Os turistas de outros estados e países buscam grandes destinos, como Foz e o Litoral. O Estado trabalha para que esses visitantes conheçam outros atrativos ao redor”, afirma.

Entre as ações para conquistar visitantes aos demais atrativos estão o avanço da vacinação contra a Covid-19 e as campanhas de divulgação realizadas pelo Governo do Estado e também pelo Ministério de Turismo e Itaipu. “O aumento de visitantes será ainda mais acentuado no segundo semestre, com o verão, os próximos feriados e os eventos já marcados”, diz Nunes.

O prefeito de Foz, Chico Brasileiro, enfatiza que os turistas foram recebidos com toda a segurança sanitária. “Nos preparamos para isso”, afirma. “Os primeiros números mostram que Foz do Iguaçu já está sendo um destino muito requisitado e esperamos um segundo semestre acima da média do período pré-pandemia”.

LITORAL – De acordo com dados da concessionária Ecovia, cerca de 110 mil veículos passaram pelas cancelas do pedágio na praça da BR-277, rumo ao Litoral do Estado. O prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, destacou o movimento no calçadão, quiosques, Avenida 29 de Abril e nas praças Central e dos Namorados.

Guaratuba, Litoral do Paraná – Foto: Rafael Soveral/Prefeitura de Guaratuba

“Esse eixo forma a grande atração turística da cidade. O parque municipal também foi bastante procurado. O movimento na cidade como um todo foi acima da média e acima do esperado. A cidade esteve movimentada, com bastante reflexo no comércio”, afirma.

O prefeito destacou, também, o trabalho das forças policiais, principalmente com blitzes. “Tivemos ocorrências de pequeno potencial. Foi um trabalho muito sério de fiscalização e de orientação feito pela Polícia Militar. O feriado foi um termômetro, um indicativo para uma excelente temporada de verão”, completa.