Veículo é autuado com mais de R$ 120 mil em débitos em Curitiba

Uma equipe Guarda Municipal autuou e removeu na noite desta quarta-feira (19/2) um veículo com mais de R$ 120 mil em débitos atrasados. O dono do automóvel da marca Kia foi autuado e o veículo com placa de Colombo, Região Metropolitana de Curitiba, removido por não estar licenciado.

O motorista foi abordado na Rua Ubaldino do Amaral, no Centro. Ao pedir a documentação, os guardas descobriram que o veículo tinha mais de R$ 97 mil em multas, sendo 68 das autuações por excesso de velocidade. Além disso, o proprietário nunca havia pago o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e outras taxas.

Também nesta quarta-feira, um veículo da marca Fiat foi autuado e removido em uma blitz no bairro Barreirinha realizada por agentes da Superintendência de Trânsito de Curitiba (Setran). Depois de analisar a documentação contatou-se que o veículo, também com placa de Colombo, tinha mais de R$ 30 mil em débitos.

Além dos veículos irregulares, um motorista foi encaminhado por embriaguez e por não ter habilitação.

Fiscalização

As equipes técnicas da Superintendência de Trânsito (Setran) trabalham de forma intensa para melhorar a segurança viária. São ações de rotina e blitze organizadas para reprimir situações como excesso de velocidade (com o apoio de radares estáticos), falta de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), veículo em mau estado de conservação e o chamado “infrator em série”, que acumula multaa de todo tipo.

Documentação

Se o IPVA não estiver pago, o licenciamento anual não é emitido. Flagrado em fiscalização de trânsito, o veículo nesta situação pode ser removido. A medida está prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).  

Além do transtorno gerado pelo guinchamento do veículo, para recuperá-lo o responsável vai precisar pagar todos os débitos, o que inclui o IPVA, o licenciamento anual e multas de trânsito vinculadas, somados aos serviços de remoção e às diárias no pátio, cujos valores variam e podem ser conferidos no site da Setran.

Curso “40 dias para amar” promete transformar relacionamentos que estão passando por crise

 

“Descobri que existe uma maneira de passar essa fase e finalizá-la antes que ela termine com sua relação e você nem perceba”, disse Fabiano, fundador e mentor do curso.

Com 15 minutos de duração e 40 dias de aula, o treinamento promete revolucionar relacionamentos, e apresentar as pessoas sentimentos, pensamentos e atos de amor que elas ainda não vivenciaram.

 

Curso

“40 dias para amar” começa no dia 24 de agosto e é totalmente gratuito.

Conteúdo

  • Áudios do organizador
  • Mini-textos reflexivos
  • Tarefas simples para casa
  • Canal de atendimento individual
  • Encontros semanais ao vivo pela plataforma de vídeo

 

Sobre o fundador:

Fabiano Pereira é formado em comunicação social, especialista em análise comportamental e inteligência emocional.

Pós-graduado em neurociência e performance humana. Fabiano também é casado há 17 anos, e conta que, mesmo com a formação acadêmica e o relacionamento duradouro, ele percebeu que não era o suficiente para manter o relacionamento longe das crises.

Inscrições

Para participar do curso basta  acessar os links de grupos no telegram ou whats

Telegram

Whatsapp

Com foto icônica de Salles, fotógrafo paranaense concorre no prestigiado prêmio Brasília Photo Show

O fotógrafo curitibano Eduardo Matysiak, colaborador da Fórum, foi indicado em duas categorias do prêmio Brasília Photo Show, evento que é considerado o maior festival de fotografia do Brasil – chamado por alguns de “o Oscar da fotografia brasileira”.

Matysiak estará concorrendo em duas categorias. Em “fotojornalismo documental”, ele participa com uma foto polêmica do ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, na que ele aparece com dois “chifrinhos”, formados pelas pontas dos mastros das bandeiras, que aparecem no fundo da foto, publicada em diversos veículos de comunicação.

O fotojornalista também está indicado na categoria “lockdown”, que inclui fotos sobre a pandemia do coronavírus, com a foto abaixo.

Foto: Eduardo Matysiak

O Brasília Photo Show reúne os principais profissionais da fotografia do Brasil e do mundo, e conta com a participação do público, que pode interagir com sugestões e apoios através das redes sociais, que são fundamentais para a escolha dos vencedores. A imagem de Salles feita por Matysiak e que concorre ao prêmio foi publicada na página oficial do Brasília Photo Show no Facebook, e é neste link que os internautas podem fazer a interação e demonstrar apoio ao fotógrafo. Também possível reagir à foto que concorre na categoria “lockdown” aqui.

A página do evento, para obter maiores informações a respeito, pode ser acessada clicando neste link.