UFPR está entre as melhores universidades do Brasil, aponta MEC

Pelo quarto ano consecutivo, a Universidade Federal do Paraná (UFPR), obteve o conceito máximo no Índice Geral de Cursos (IGC), divulgado na última sexta-feira (23), pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O índice, referente ao ano de 2019, é o principal indicador de qualidade das instituições de ensino superior brasileiras, da graduação e pós-graduação.

Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de 23 mil candidatos realizaram vestibular da UFPR; devido à pandemia, processo teve fase única

Dos 39.696 candidatos inscritos para o vestibular 2020/2021 da Universidade Federal do Paraná (UFPR), 16.537 mil faltaram. As provas foram realizadas neste domingo (18) em Curitiba, Maringá, Palotina, Toledo, Jandaia do Sul e Matinhos, com início às 14 horas – os portões abriram às 12h30 e fecharam às 13h30. Durante cinco horas e trinta minutos, os vestibulandos responderam 60 questões objetivas e uma Prova de Compreensão e Produção de Textos.

O processo seletivo de 2021 foi adaptado para atender ao cenário imposto pela pandemia de Covid-19, que afeta o Brasil e o mundo desde o início de 2020. A alteração mais relevante é relativa ao número de fases. Tradicionalmente, o Vestibular da UFPR é realizado em dois momentos distintos: na primeira fase os candidatos resolvem questões objetivas e na segunda, a Prova de Compreensão e Produção de Textos, além de atividades de habilidades específicas para alguns cursos.

O distanciamento social foi respeitado durante a prova. Fotos: André Filgueira

Excepcionalmente para esta edição, a universidade adotou a fase única, levando em conta o contexto de restrições, a evolução do quadro epidemiológico da Covid-19 no Paraná, a expectativa dos candidatos em relação ao vestibular e a retomada do calendário acadêmico. Por isso, o modelo aprovado teve uma redução de 30% no número de questões – eram 90 e passaram a ser 60 questões – e os candidatos precisaram realizar, ainda, uma atividade de produção textual, valendo 30% da nota total, no modelo de texto dissertativo argumentativo.

Para os cursos que tinham questões discursivas específicas na segunda fase, será dado um peso maior nas disciplinas da prova objetiva. Por exemplo, no curso de Direito, as questões de História e Sociologia terão peso maior na prova objetiva da fase única. Já os cursos de Música e Arquitetura, que possuem provas de habilidades específicas, terão a situação tratada separadamente pelo Núcleo de Concursos (NC-UFPR).

Para atender aos protocolos de biossegurança, o NC-UFPR aumentou o número de locais de provas, ampliou as cidades de aplicação e a quantidade de profissionais trabalhando. Foram, ao todo, 6.200 colaboradores atuando em 71 locais, divididos em seis cidades paranaenses.

Biossegurança

O Núcleo de Concursos adotou um Protocolo de Biossegurança produzido em conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Para realizar as provas, os candidatos deviam obrigatoriamente usar máscaras e ter, no mínimo, uma reserva para troca. Boca e nariz precisavam estar totalmente cobertos pela máscara, que devia estar bem ajustada ao rosto.

Protocolo de biossegurança incluiu uso de máscara e face shields pelos aplicadores.

Excepcionalmente para esta edição, a universidade adotou a fase única, levando em conta o contexto de restrições, a evolução do quadro epidemiológico da Covid-19 no Paraná, a expectativa dos candidatos em relação ao vestibular e a retomada do calendário acadêmico. Por isso, o modelo aprovado teve uma redução de 30% no número de questões – eram 90 e passaram a ser 60 questões – e os candidatos precisaram realizar, ainda, uma atividade de produção textual, valendo 30% da nota total, no modelo de texto dissertativo argumentativo.

Para os cursos que tinham questões discursivas específicas na segunda fase, será dado um peso maior nas disciplinas da prova objetiva. Por exemplo, no curso de Direito, as questões de História e Sociologia terão peso maior na prova objetiva da fase única. Já os cursos de Música e Arquitetura, que possuem provas de habilidades específicas, terão a situação tratada separadamente pelo Núcleo de Concursos (NC-UFPR).

Para atender aos protocolos de biossegurança, o NC-UFPR aumentou o número de locais de provas, ampliou as cidades de aplicação e a quantidade de profissionais trabalhando. Foram, ao todo, 6.200 colaboradores atuando em 71 locais, divididos em seis cidades paranaenses.

Biossegurança

O Núcleo de Concursos adotou um Protocolo de Biossegurança produzido em conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Para realizar as provas, os candidatos deviam obrigatoriamente usar máscaras e ter, no mínimo, uma reserva para troca. Boca e nariz precisavam estar totalmente cobertos pela máscara, que devia estar bem ajustada ao rosto.

Vagas e inscritos

O vestibular 2020/2021 da UFPR oferece 5.383 vagas de graduação para ingresso em 128 opções de cursos – considerando turno, modalidade e habilitações – e 70 vagas para o Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Polícia Militar do Estado do Paraná.

Do total de vagas, 50% são destinadas à concorrência geral e 50% para quem fez o ensino médio integralmente em escolas públicas, conforme prevê a legislação específica. Essa parcela de vagas é dividida em dois grupos de concorrência: o de candidatos de baixa renda e o de concorrentes com qualquer renda. Esses campos, por sua vez, abrangem listas de concorrência às vagas reservadas para pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência.

Resultados e início do ano letivo

O gabarito será divulgado a partir das 9 horas desta segunda-feira (19). A data prevista para divulgação do resultado do vestibular, tanto dos cursos da UFPR quanto do Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Polícia Militar do Estado do Paraná, é 9 de setembro.

Devido à pandemia, o registro acadêmico será de forma remota (on-line). As datas e informações sobre matrícula para os aprovados no Processo Seletivo 2020/2021 serão divulgadas posteriormente, em edital próprio. O início do ano letivo de 2021 está marcado para o dia 20 de setembro. Todos os resultados serão divulgados no site do Núcleo de Concursos da UFPR e no aplicativo + UFPR.

Histórico

Inicialmente, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe/UFPR) havia considerado a possibilidade de aplicação das provas da primeira fase do vestibular 2020/2021 no dia 10 de janeiro deste ano. Posteriormente, seguindo recomendações da Comissão de Acompanhamento e Controle de Propagação do Coronavírus na UFPR, o mesmo Conselho aprovou a realização da primeira fase no dia 28 de fevereiro e a segunda etapa nos dias 18 e 19 de abril.

Após piora na situação da pandemia no estado do Paraná e considerando a necessidade do cumprimento dos desafios logísticos para assegurar a segurança das provas e a saúde dos candidatos e dos funcionários envolvidos na sua aplicação, o NC-UFPR adiou a primeira fase do processo seletivo para o dia 28 de março e a segunda etapa para os dias 25 e 26 de abril.

Em março, houve novo agravamento no cenário epidemiológico da pandemia no estado, momento em que a Prefeitura de Curitiba e o Governo do Paraná publicaram decretos dispondo sobre medidas restritivas a atividades e serviços para o enfrentamento da Emergência em Saúde Pública ocasionada pelo novo coronavírus. O quadro epidêmico foi considerado como de risco alto de alerta e a Bandeira Vermelha foi instituída em diversas cidades, mantendo-se por um longo período.

Por esse motivo, a universidade adiou novamente o vestibular, agora para 18 de julho, e agendou uma reunião para discutir o formato da prova. Em 30 de abril, o Cepe definiu que o Processo Seletivo 2020/2021 seria realizado, excepcionalmente, em uma única fase, mantendo a data de 18 de julho.

Cem escolas e CMEIs de Curitiba voltam às aulas partir de segunda-feira

Na próxima segunda-feira (19/7), 50 escolas e 50 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) voltam às atividades em formato de ensino híbrido (com aulas presenciais e videoaulas da TV Escola Curitiba).

Estas cem unidades fazem parte do programa Leia+, Liga pela Equidade, Igualdade e Alfabetizações, que inclui ações em favor da equidade e da alfabetização de acordo com a realidade de cada local. As famílias das crianças destas unidades já foram consultadas e optaram pelo formato de ensino híbrido. Com isso, cerca de sete mil estudantes estarão nas atividades presenciais a partir do dia 19.

A partir de 2 de agosto, todas as 415 unidades (185 escolas e 230 CMEIs) da rede municipal deverão retomar as atividades.

Com segurança

Para garantir um retorno seguro e dentro do Protocolo de Retorno das Atividades Presenciais, a Secretaria Municipal da Educação equipou todas as unidades com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), itens de limpeza, totens de álcool em gel 70%, termômetros e tapetes sanitizantes, entre outros produtos.

As escolas e CMEIs também estão recebendo serviços de sanitização com amônia quaternária, para matar fungos, vírus e bactérias. O produto é pulverizado nas superfícies.

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, destaca que já foram investidos mais de R$ 2 milhões em itens de prevenção ao coronavírus, desde o início da pandemia. “E mais aquisições serão feitas conforme a necessidade, incluindo máscaras, itens de higienização e aventais”, explica.

O CMEI Centro Cívico, da Regional Matriz, foi sanitizado nesta sexta-feira (16/7). A diretora Ana Beatriz Cerqueira disse que as salas já estão limpas e organizadas para receber as crianças. “Temos tapetes sanitizantes para limpeza dos pés, álcool e termômetros para aferir a tempetura na entrada”, conta Ana.

Vacinação

A Secretaria Municipal da Saúde já ofertou a vacinação (primeira dose) para todos os profissionais da Educação com mais de 18 anos.

“Pudemos volta ao ensino presencial com o avanço da vacinação para os professores, a bandeira amarela, a queda nos números da covid-19 e o nosso protocolo. Vamos monitorar a situação em todas as unidades”, frisa Maria Sílvia.

Escolha das famílias

A consulta para as famílias escolherem entre os modelos de ensino híbrido (presencial + videoaulas) ou remoto (videoaulas + kits pedagógicos) será disponibilizada de 19 a 23 de julho no site da Secretaria Municipal da Educação, como ocorreu no início deste ano, antes volta às aulas híbrida em fevereiro.

“Enquanto durar a situação de pandemia, a escolha continua sendo das famílias, que decidem se a criança vai frequentar presencialmente uma unidade de ensino ou se permanecerá acompanhando os conteúdos pelo ensino remoto”, pontua a secretária.

Protocolo próprio

Protocolo de Retorno das Atividades Presenciais traz os cuidados necessários nas unidades da rede municipal de ensino. Toda unidade tem um comitê local para organizar e monitorar a nova rotina, de acordo com as orientações do protocolo.

O documento foi construído a partir dos estudos e planejamento de um comitê composto por 28 membros de diversos segmentos e validado pelo Comitê de Técnica e Ética Médica da Secretaria Municipal de Saúde.

O protocolo prevê uso obrigatório de máscara, distanciamento entre as carteiras de 1,5 metro, horários alternados de intervalo, uso de álcool em gel, tapetes sanitizantes, interdição de bebedouros coletivos, aferição de temperatura, entre outros.

A ocupação máxima será de 50% da capacidade, o que varia conforme o tamanho da escola. 

Em caso positivo de covid-19, deve ser feito o isolamento do grupo, que deverá acompanhar as videoaulas e não mais no presencial. As decisões referentes a isolamento e/ou fechamento de turmas ou de uma escola depende da avaliação do distrito sanitário.

Principais cuidados

– Uso obrigatório de máscara para profissionais e estudantes
– Totens e frascos de álcool gel disponíveis
– Horários de entrada, saída, refeições e intervalos escalonados para evitar aglomerações
– Interdição de bebedouros coletivos
– Distanciamento social de 1,5 metro
– Desinfecção de mobiliário e materiais em geral com álcool 70%

Dúvidas?

Procure a unidade onde seu filho está matriculado ou os Núcleos Regionais da Educação

Veja a lista das unidades que retornam dia 19/7:

BAIRRO NOVO

EM Prof.ª Cecília Maria Westphalen

EM Bairro Novo do CAIC Guilherme Lacerda Braga Sobrinho

EM CEI Carlos Drummond de Andrade

EM Professora Maria Neide Gabardo Betiatto

EM Dona LuLu

EM Heraclito F. Sobral Pinto

EM Pedro Viriato P. de Souza

CMEI Novo Horizonte

CMEI Santa Izabel

CMEI Vila Ostenack

CMEI Telma Fontoura

CMEI Arnaldo Agenor Bertone

CMEI Jequtibá

CMEI Parigot de Souza

CMEI Moradias Belém

CMEI Pantanal

CMEI Heloína Greca

CMEI Nossa Senhora de Fátima

CMEI Jardim Aliança

CMEI Cantinho do sol

CMEI Jardim Alegre

CMEI Vila Leonice

CMEI Atuba

BOQUEIRÃO

EM Professor Germano Paciornik

EM Jornalista Arnaldo Alves da Cruz

BOA VISTA

EM Pilarzinho

EM Tanira Regina Sc

EM CEI Augusto Cesar Sandino

EM Raul Gelbeck

EM CEI Bela Vista do Paraíso

EM CEI Romário Martins

EM Prof Erasmo Pilotto

CIC

EM Mansur Guérios

EM Prof. Dario P. de Castro Vellozo

EM Dr. Hamilton Calderari Leal

EM Maria do Carmo Martins

EM do CAIC Cândido Portinari

EM Pró-Morar Barigüi

CMEI Itacolomi/Sabará

CMEI Hugo Peretti

CMEI Moradias Corbélia

CMEI Vila Sandra

CMEI Candido Portinari

CMEI Barigui

CAJURU

EM Prof. Maria Marli Piovezan

EM Ayrton Senna da Silva

EM Rachel Mader Gonçalves

EM Professora Donatilla Caron dos Anjos

EM Michel Khury

EM Coronel Durival Britto e Silva

EM Senador Enéas Faria

EM Prof Maria de L.L. Pegoraro

CMEI Salomé Viegas Machado

CMEI Moradias Iguaçu

CMEI Ana Proveller

CMEI Caramuru

CMEI Doutor Francisco Cunha PereirA Filho

CMEI Trindade

CMEI Professor Osny Dalcol

CMEI Solitude

MATRIZ

EM Vila Torres

EM Noely Simone Avila

CMEI Vila Torres

CMEI Laura Santos

PINHEIRINHO

EM CEI do Expedicionário

EM CEI Belmiro César

CMEI Vila Formosa

CMEI Vila Lindóia

PORTÃO

EM Itacelina Bittencourt

EM Prof.ª Nansyr Cecato Cavichiolo

EM CEI Francisco Klemtz

EM Pe João Cruciani

EM Santos Andrade

CMEI Carlos Alberto Pereira de Oliveira

CMEI Guilherme Canto Darin

CMEI Vila Rosinha

CMEI Vila Rigoni

CMEI Santos Andrade

SANTA FELICIDADE

EM Vereador João Stival

EM CEI Júlio Moreira

CMEI Butiatuvinha

CMEI São Braz

TATUQUARA

EM João Amazonas

EM Osvaldo Arns

EM Prof.ª Joana Raksa

EM Prof. Érica Plewka Mlynarczyk

EM Gov. Leonel de Moura Brizola

EM CEI Prof. Antônio Pietruza

EM Vila Zanon

EM Helena Kolody

EM Dona Pompília

CMEI Maria Gracita Gracia Gonçalves

CMEI Monteiro Lobato

CMEI Caximba

CMEI Dalagassa

CMEI Moradias da ordem

CMEI Palmeiras

CMEI José Carlos Pisani

CMEI Dona Bertha

CMEI Vó Anna