Startup lança serviço de aluguel de bicicletas e patinetes

A startup Yellow passou a oferecer, nesta terça-feira (22/1), um inédito sistema de compartilhamento e aluguel de bicicletas e patinetes elétricos em Curitiba. Inicialmente, serão 400 bikes e 100 patinetes disponíveis para locação. “Peço aos curitibanos que abracem essa ideia para que tornemos a cidade mais amigável às bicicletas”, salientou o prefeito Rafael Greca, ao receber Renato Freitas, um dos fundadores da Yellow.

Greca lembrou que o município está revisando seu Plano Cicloviário, com o objetivo de integrar este importante componente do transporte multimodal da cidade, conectando-o com a rede de ônibus. “Este é o caminho natural de uma cidade moderna e inteligente como Curitiba”, reforçou o prefeito.

A startup Yellow passou a oferecer, nesta terça-feira (22/1), um inédito sistema de compartilhamento e aluguel de bicicletas e patinetes elétricos em Curitiba.
Foto:Valdecir Galor/SMCS

Freitas afirmou que a ideia é, mesmo, que as bicicletas e os patinetes da Yellow sejam um complemento do transporte público, sendo usados não para deslocamentos longos, mas para pequenas distâncias, de um ou dois quilômetros. “Por exemplo, para ir de casa aos terminais de ônibus, ou da saída dos terminais ao trabalho”, reforçou o empreendedor, um dos cofundadores do aplicativo 99 Táxis, vendido à chinesa Didi Chuxing no início do ano passado e considerado o primeiro “unicórnio” (startups que valem mais de US$ 1 bilhão) brasileiro.

Área

A Yellow inicia a operação de bicicletas no sistema dockless (sem estação para retirada e devolução) nos bairros Centro, Centro Cívico, Ahu, Cabral, Juvevê, Alto da Glória, Hugo Lange, Alto da Rua XV, Batel, Seminário, Rebouças e Campina do Siqueira. Já a locação de patinetes começa na região do Alto da Glória (2,5km²).

O preço é R$ 1 a cada 10 minutos para as bikes. Para o patinete é R$ 3 o desbloqueio mais R$ 0,50 a cada minuto de uso. A Yellow funciona via aplicativo, disponível para Android e iOS. O usuário pode encontrar uma bike ou patinete na rua ou localizar o mais próximo por um mapa no aplicativo.

Milton Achel, diretor de Relações com o Governo da Yellow, explica que as bicicletas estão disponíveis, inicialmente, em pontos privados parceiros (farmácias, restaurantes, pequenos comércios e lojas), 24 horas por dia. “Não precisarão ser devolvidas. Poderão ser estacionadas em qualquer lugar dentro da área de atuação da Yellow na cidade, mas em locais onde o estacionamento de bicicletas é permitido, como paraciclos e vagas comum de veículos, perpendicularmente ao sentido da via”, esclareceu o executivo.

Já os patinetes elétricos estão disponíveis todos os dias da semana das 7h às 21h em um dos 40 pontos parceiros. “A Yellow vai disponibilizar todas as manhãs os patinetes nesses locais. O usuário, por outro lado, poderá encerrar a corrida em um desses pontos ou em qualquer local da área de atendimento, contanto que tome cuidado para não atrapalhar o fluxo de pedestres”, frisou Achel.

No final do dia, a Yellow recolhe os patinetes para recarga, manutenção e limpeza. E na manhã seguinte, os disponibiliza novamente para uso nos pontos privados.

Vale do Pinhão

Assim como em São Paulo e outras seis cidades onde o serviço já está disponível, as corridas Yellow em Curitiba podem ser pagas com cartão de crédito e dinheiro. Os créditos para uso das bicicletas poderão ser comprados em dinheiro em bancas de jornal e lojas, entre outros estabelecimentos parceiros espalhados pela cidade, como lanchonetes, que vão receber o valor em espécie e transferir, na hora, o montante para o app do usuário, como já acontece com as recargas de celular.

Também participaram da apresentação da Yellow a presidente da Agência Curitiba, Cris Alessi; e a superintendente de Trânsito da Secretaria Municipal de Defesa Social, Rosangela Maria Battistella. “A solução de mobilidade oferecida pela Yellow segue o conceito do Vale do Pinhão, o movimento da Prefeitura e do ecossistema para incentivar ainda mais o ambiente da inovação e de cidade inteligente em Curitiba”, completou Cris, que comanda o órgão ligado ao município e responsável pela política de inovação e empreendedorismo da capital.

 

Via: AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DA PREFEITURA DE CURITIBA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Grupo MiniPreço inaugura nova loja em Colombo

A corrida para comprar material escolar em 2023 vai contar com uma opção e tanto: a nova loja do Grupo MiniPreço, que será inaugurada no próximo dia 14 de janeiro, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. O espaço tem 1.300 metros quadrados e fica localizado na Estrada da Ribeira, na BR-476, ao lado da loja Marisa. O principal atrativo durante a inauguração será a venda de material escolar – o MiniPreço pretende levar à região de Colombo “a maior e mais barata volta às aulas do Brasil”.

A loja vai contar também com itens variados de utilidades do lar e decoração, além de brinquedos, papelaria, ferramentas, entre outros: são ao todo mais de 65 mil itens, com preços extremamente vantajosos, a exemplo do que já acontece nas outras lojas da rede. “Acreditamos que será um sucesso, pois a loja está localizada em uma região carente de um estabelecimento em que o cliente encontre tudo que precisa em um só lugar. Agora, Colombo vai contar com uma loja completa para toda família e todos os gostos, e com preços imbatíveis”, afirma o gerente comercial do Grupo MiniPreço, Beni Gelhorn.

A nova loja de Colombo, que terá estacionamento exclusivo, também deve aquecer a geração de empregos do município, já que serão criadas 30 vagas de trabalho diretas e outras dezenas de indiretas. O empreendimento faz parte de um plano de expansão do Grupo MiniPreço – rede que inclui as marcas Dcor & Gift e Rei dos Salvados – que prevê a inauguração de três a quatro lojas por ano, até 2027. Neste momento, cinco destas novas lojas estão em análise em Curitiba e Região Metropolitana, sendo que duas delas já poderão ser inauguradas no primeiro semestre de 2023. Todas são unidades do MiniPreço.

Com a inauguração em Colombo, o Grupo MiniPreço passa a ter 28 pontos de venda, localizados no Paraná e em mais três estados – Santa Catarina, Bahia e Espírito Santo.

Serviço:

Inauguração MiniPreço Colombo

Endereço: Estrada da Ribeira, 3.001 – Bairro Maracanã – Colombo (PR)

Data: 14 de janeiro de 2023

Horários de funcionamento: segunda-feira a sábado, das 8h às 20h; domingo, das 10h às 18h

Janeiro Branco destaca importância da saúde mental no Paraná

Estamos em janeiro, mês em que se busca a mobilização da sociedade em favor da saúde mental. A campanha ocorre em vários estados do Brasil e aqui no Paraná não é diferente.  A lei estadual nº 19.430/2018, do deputado Requião Filho (PT), instituiu o Janeiro Branco como mês de campanhas e conscientização da saúde mental no Estado.

“É um projeto muito importante que trata da importância da prevenção e da necessidade de acesso a serviços de saúde. A campanha Janeiro Branco tem o apoio do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR), de forma que, neste período, as pessoas possam ser inspiradas e incentivadas a pensarem sobre a saúde mental em uma perspectiva preventiva, integral e em termos tanto individuais, quanto coletivos”, destaca o deputado.

O que é saúde mental

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, pessoas mentalmente saudáveis compreendem que ninguém é perfeito, que todos possuem limites e que não se pode ser tudo para todos. Elas vivenciam diariamente uma série de emoções como alegria, amor, satisfação, tristeza, raiva e frustração. São capazes de enfrentar os desafios e as mudanças da vida cotidiana com equilíbrio e sabem procurar ajuda quando têm dificuldade em lidar com conflitos, perturbações, traumas ou transições importantes nos diferentes ciclos da vida.

A saúde metal de uma pessoa está relacionada à forma como ela reage às exigências da vida e ao modo como harmoniza seus desejos, capacidades, ambições, ideias e emoções. Ter saúde mental é estar bem consigo mesmo e com os outros; aceitar as exigências da vida; saber lidar com as boas emoções e também com aquelas desagradáveis, mas que fazem parte da vida; reconhecer seus limites e buscar ajuda quando necessário.

Legislação

A lei em vigor desde 2018 prevê que durante todo mês devem ser desenvolvidas campanhas de esclarecimento e outras ações educativas e preventivas tanto pelo poder público como pela iniciativa privada com o objetivo de difundir a saúde mental.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com