Secretária acredita que fim da pandemia está próximo em Curitiba e espera Estado para liberar máscara

Com 79,8% dos moradores vacinados com ao menos uma dose, a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, acredita que o fim da pandemia de Covid-19 está próxima em Curitiba. A expectativa foi dita em entrevista concedida à Banda B na tarde desta sexta-feira (12). Ao longo da entrevista, ela ainda confirmou que a capital vai aguardar posicionamento do Governo do Paraná para liberar o uso da máscara em ambientes abertos.

Nesta quinta-feira, o sistema de monitoramento por bandeiras de Curitiba atingiu a menor pontuação desde o seu lançamento: 1,35, o que reforça a expectativa por um fim de ano muito mais tranquilo na cidade.

Segundo Márcia Huçulak, o momento é muito promissor. “Acho que estamos no fim da pandemia. Por que? Por causa da vacinação. A gente foi muito criticado no início do ano pela falta de doses, mas o estado do Paraná conseguiu chegar na frente do ponto de vista de esquema vacinal completo. Nós estamos hoje com quase 90% da população com 18 anos ou mais com duas doses de vacina e é isso que nos traz a esse momento de baixa”, disse.

Curitiba completa nesta sexta-feira 128 dias de bandeira amarela, o maior período que a cidade se mantém nesse cenário desde que adotou o sistema.

Liberar máscara

Durante a entrevista, Huçulak ainda destacou a importância do uso da máscara, que segue sendo desrespeitado em vários ambientes. Segundo ela, o equipamento segue sendo uma importante barreira de proteção enquanto o vírus está em nosso ambiente. “Quando a gente tirar a máscara, é para não voltar atrás. A gente viu países, como Israel, Estados Unidos e Reino Unido, que tiraram e voltaram a usar a máscara, então é muito ruim. Se a gente continuar nesse patamar, talvez possamos ter um dezembro sem máscara ao ar livre, o que já é um alívio”, destacou.

Segundo ela, porém, a cidade vai tomar essa medida apenas com alinhamento com o Governo do Paraná. “Curitiba não é uma ilha, eu tenho dito. Eu tenho conversado com o secretário Beto Preto e vamos tomar essa medida alinhada com o estado. A gente recebe pessoas de todo lugar, temos uma região metropolitana com pessoas que trabalham aqui, então é bom a gente ter uma ação integrada”, comentou.

Festas

A secretária da Saúde ainda disse que Curitiba deve ter um fim de ano muito mais parecido com o que todos estão acostumados. “A gente tem insistido na vacinação, porque isso nos dá uma luz no fim do túnel para que as famílias possam se encontrar, e tenho certeza que isso vai acontecer nesse ano. Como nosso prefeito [Rafael Greca] diz, estamos preparando um Natal de gratidão e esperança para o ano que vem”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estrada da Graciosa vai sediar Campeonato Paranaense de Skate Downhill 2021

Nos dias 4 e 5 de dezembro são esperados mais de 50 atletas do Paraná e outros estados para disputas três modalidades do downhill, no Campeonato Paranaense, na Estrada da Graciosa. Além do Skate, Luge e Sled integram a competição, que também conta com treino livre para patinadores de Inline, no dia 04.

Organizado pela DSAP (Downhill Speed Associados do Paraná), o Downhill na Graciosa já é tradição. A estrada já sediou várias etapas do campeonato estadual e nacional. O último evento oficial aconteceu em fevereiro de 2020. Desde então, devido à pandemia, as competições foram suspensas. Agora, com um pouco mais de segurança e boa parte da população vacinada, os skatistas voltam a se encontrar para disputar o título paranaense.

“Será ótimo poder proporcionar uma competição segura e responsável aos atletas
após tanto tempo sem competições. Todo mundo está muito animado com o evento e temos certeza que será um final de semana de muita adrenalina e diversão”, estima o skatista profissional e campeão brasileiro, Daniel Lara, que também faz parte da organização do evento.

A Estrada da Graciosa

A ladeira escolhida para o desafio integra a famosa e histórica Estrada da Graciosa, antiga rota dos tropeiros ao litoral do estado, com um cenário repleto de paisagens que atraem muitos turistas para a região serrana. Entre as montanhas, muitas curvas e uma inclinação perfeita para os praticantes do downhill.

O trecho escolhido pelos skatistas tem aproximadamente 1.5 km de extensão, localizado na Comunidade Rio do Meio em Quatro Barras, bem próximo da fronteira com Curitiba. Os skatistas atingem até 70 km/h na ladeira. Na avaliação do skatista Daniel Lara, “a pista é muito boa e o maior desafio se encontra na última curva, que acaba exigindo mais habilidade dos atletas para pilotar os carrinhos ladeira abaixo”, comenta.

Igualdade de gênero

O Downhill Graciosa também é conhecido como primeiro evento a estabelecer critérios de igualdade de gênero na premiação. Em 2019, o evento foi o primeiro no Downhill a estabelecer a regra que se disseminou em outras ações da DSAP (Downhill Associados do Paraná). Nos treinos organizados pela associação, as vagas também são distribuídas igualmente para homens e mulheres.

Categorias e informações do evento


Longboard: Open masculino; Open feminino; Master e Grand master
Street Sled Open.
Street Luge Open
.
Data: 04 e 05 de dezembro de 2021.
Instagram: @dsap_dh.

Bosque Alemão e Bosque do Papa têm programação do Natal das Etnias

O Oratório de Bach, sala de apresentações no Bosque Alemão, e o Memorial da Imigração Polonesa, no Bosque do Papa, serão palco das festividades natalinas programadas pelas comunidades étnicas de Curitiba. A programação gratuita inclui espetáculo teatral, grupo de valsas vienenses e as tradicionais Festa de São Nicolau, Jaselka e Laternenfest.

Em todas as atrações serão seguidos os protocolos de enfrentamento à pandemia da covid-19. São obrigatórios o uso de máscara corretamente, distanciamento e higienização das mãos com álcool em gel.

Nesta sexta-feira (3/12), às 16h, será encenada no Oratório de Bach a peça Lugar de ser Inútil, do grupo Olho Rasteiro. A história é inspirada na obra do poeta Manoel de Barros. Dois personagens andarilhos viajam pelo mundo rupestre e nesse caminho descobrem a palavra bocó. Não sabem seu significado, mas com a ajuda do público irão atrás dessa descoberta.

No sábado (4/12), a partir das 14h30, no Memorial Polonês, será realizada a festa de São Nicolau, celebrada por eslavos, germânicos e luxemburgueses. Este ano, o Consulado de Luxemburgo promove as atrações, reunindo crianças dessas três etnias.

O programa tem também apresentação de músicas tradicionais luxemburguesas e de grupos folclóricos de Curitiba com destaque para o Grupo Folclórico Polonês Wawel, da Colônia Muricy. O ponto alto será entrega de presentes por São Nicolau às crianças. Todas receberão bolachas de mel e o livro infantil A Rainha Ester, de Júlia Malucelli, com ilustrações do cartunista Ziraldo.

A tradicional Jaselka, da comunidade polonesa, acontece no domingo (5/12), a partir das 14h. Estão confirmadas as participações de grupos folclóricos poloneses, ucraniano, italiano, alemão, árabe, grego, boliviano e espanhol. A programação finaliza com uma encenação de Natal pelo grupo Wisla de Curitiba.

No domingo seguinte (12/12), às 15h, o Memorial Polonês receberá o Grupo de Valsas do Original Einigkeit Tanzgruppe da Sociedade Thalia, que apresentará três coreografias de valsas vienenses. Depois será apresentada uma Cantata de Natal – A História do Natal – com 95 vozes da Igreja Adventista do 7º Dia, seguida de um concerto de canto lírico do Núcleo de Ópera Comunitária de Curitiba.

Festa das lanternas

Tradição germânica, a Laternenfest (Noite das Lanternas), que celebra o Dia de São Martinho, será realizada no dia 12 de dezembro, a partir das 18h30, no Bosque Alemão. Pais e filhos levam suas lanternas, cuja luz simboliza o bom caminho e o exemplo de vida do santo que se dedicou a ajudar o próximo e a ensinar o bem.

As famílias se confraternizam numa caminhada entre o Oratório de Bach e a fachada da Casa Mila, seguindo São Martinho em seu cavalo. Ao final do percurso haverá uma apresentação da Banda da Cachimba e a distribuição de bolachas natalinas.

Para participar da caminhada da Laternenfest é necessário se inscrever pelo e-mail da Coordenação de Etnias da Fundação Cultural de Curitiba: caalmeida@curitiba.pr.gov.br. As lanternas devem ser confeccionadas pelos participantes em suas casas.
 

Serviço: Natal das Etnias

Sexta-feira (3/12)
16h – Peça teatral Lugar de ser Inútil, do grupo Olho Rasteiro
Oratório de Bach – Bosque Alemão (R. Schubert, 175, Vista Alegre)

Sábado (4/12)
14h30 – Festa de São Nicolau
Memorial da Imigração Polonesa – Bosque do Papa (R. Mateus Leme, Centro Cívico)

Domingo (5/12)
14h – Jaselka
Memorial da Imigração Polonesa – Bosque do Papa (R. Mateus Leme, Centro Cívico)

Domingo (12/12)
15h – Cantata de Natal, Canto Lírico e Valsa
Memorial da Imigração Polonesa – Bosque do Papa (R. Mateus Leme, Centro Cívico)

18h30 – Laternenfest – Dia de São Martinho
Oratório de Bach – Bosque Alemão (R. Schubert, 175, Vista Alegre)
Inscrições devem ser realizadas no e-mail da Coordenação de Etnias da FCC (caalmeida@curitiba.pr.gov.br). As lanternas devem ser confeccionadas com os pais em suas casas