Santuário no Hauer recebe estátua de 4 metros em homenagem à Santa Rita de Cássia

Uma estátua de mais de 4 metros será inaugurada neste sábado (22) no Santuário Santa Rita de Cássia, no bairro Hauer em Curitiba. Com o pedestal, a imagem pode chegar a 5 metros e 40 de altura. O evento acontece por conta dos 35 anos do Santuário e 60 de paróquia. Santa Rita de Cássia é considerada pelo Vaticano a terceira santa mais popular do mundo.

A escultura da “santa das causas impossíveis” – como Rita de Cássia é conhecida – ficará posicionada bem à frente do santuário. Assim, todas as pessoas que circulam pelas ruas e praça Alfredo Hauer – em frente à igreja – poderão fazer suas orações, pedidos e agradecimentos.

“A gente queria fazer um evento por conta dos 35 anos de santuário e 60 anos de paróquia. Com a pandemia, tudo ficou atrasado, mas vamos este ano dar a benção para esta imagem de 4 metros de altura, com o pedestal dá 5 metros e 40 para ser este mar do jubileu do santuário”, disse em entrevista à Banda B na manhã desta quinta-feira (20)”.

Nesta quinta-feira acontecerá a benção à imagem. “A imagem já foi fixada no pedestal, mas hoje à noite durante a missa que nós daremos a benção. Não faremos um evento, nem missa campal, nada, pelo fato de não poder haver aglomeração, né? Mas a imagem será apresentada hoje à noite e no sábado ela poderá ficar para as pessoas verem”, contou o padre.


“Veja que a imagem, na verdade, é apenas uma lembrança daquilo que nós podemos viver na fé. Nós não adoramos, não é uma substituição de Jesus pela imagem. Mas ela é um marco que identifica o nosso santuário. Por ela estar na frente da igreja, as pessoas ao passarem pela rua, com certeza, elas saberão que ali é o Santuário de Santa Rita De Cássia”, explicou o padre.

Almoço festivo

Para evitar aglomerações, o almoço festivo que reunia multidões foi substituído. Neste ano, os devotos e visitantes podem adquirir antecipadamente o bilhete para o churrasco de filé ao preço de R$ 55,00. As encomendas devem ser feitas até o dia 21 de maio, na secretaria do santuário. No dia 23, o público deve ir ao local buscar a encomenda – a partir das 11h30 – e retornar aos lares, pois não será permitido consumo no local.

Programação

Entre os dias 13 a 21 de maio haverá novenas presenciais – com limitação de público – e transmissão pelo Facebook.com/staritactba, sempre às 19h.

Nos dias 20, 21 e 22 de maio acontece a venda de bolo com imagens em miniatura da santa. Já a missa solene campal e a chuva de pétalas de rosas – que atraiam milhares de visitantes e romeiros de várias cidades e estados do Brasil – foram suspensas para evitar aglomerações.

Mesmo com as restrições impostas pela pandemia, os devotos terão uma atração especial. No dia 21, após a missa das 19h, o pároco-reitor Carlos Alberto Rodrigues, scj, e o vigário Maicon Frasson, scj, inauguram um monumento de 4 metros de altura com a imagem da padroeira.

Feita em fibra de vidro e resistente às intempéries climáticas, o trabalho foi realizado pelo artista plástico Luiz Carlos Brazzale e a equipe da Pietá – uma das maiores fabricantes de artefatos e arte sacra do país – que fica em Londrina-PR e atua há 30 anos no mercado.

Religiosidade e popularidade

A festa em honra à Santa Rita de Cássia – celebrada em 22 de maio – é um dos eventos mais tradicionais do bairro Hauer, uma vez que a devoção à santa está presente desde a chegada dos pioneiros colonizadores da região, em 1863.

O santuário recebe devotos de todo o Brasil ao longo do ano. “Muitos fiéis chegam para agradecer a intercessão de Santa Rita de Cássia junto a Deus. E é por isso que a igreja também está sempre florida, especialmente às quintas-feiras, quando temos os dias devocionais e as novenas. As flores representam gratidão”, explica o vigário.

O Santuário de Santa Rita de Cássia também é conhecido por manter, todas as quintas-feiras, uma novena perpétua em honra à padroeira às 9h, 16h e 19h. As celebrações das 9h e 19h são acompanhadas de missas.

De acordo com o Vaticano, atualmente Santa Rita de Cássia é considerada como a terceira santa mais popular do mundo.

Vídeo

Confira a imagem sendo recebida na paróquia.

Informações Banda B

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Órgão do Ministério Público decide demitir procurador da Lava Jato por outdoor em Curitiba

O CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) decidiu nesta segunda-feira (18) aplicar pena de demissão ao procurador Diogo Castor de Mattos, membro da antiga força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, pela contratação de um outdoor em homenagem à operação.

Por 6 votos a 5, o plenário do conselho entendeu que o procurador cometeu ato de improbidade administrativa. Segundo o entendimento, a infração impõe a pena de demissão.

O corregedor nacional Rinaldo Reis Lima e o conselheiro Sílvio Amorim Júnior propuseram a conversão da pena em suspensão –o primeiro sugeriu 90 dias e o segundo, 16. Contudo, foram vencidos na discussão sobre a possibilidade de aplicação dessa pena.

Após a decisão, o procurador-geral da República, Augusto Aras, precisa designar um procurador para ajuizar ação de perda de cargo.

A decisão do CNMP ocorre em meio ao debate sobre a PEC (proposta de emenda à Constituição) que altera a composição do órgão.

A propaganda foi colocada na saída do aeroporto de Curitiba no início de 2019.

“Bem-vindo a República de Curitiba. Terra da Operação Lava Jato, a investigação que mudou o país. Aqui a Lei se cumpre”, afirmava o outdoor por ocasião dos cinco anos da investigação.

O procurador disse que teve a iniciativa “em financiar a contratação de uma mídia para elogiar e levantar o moral do grupo, que não viu nenhum problema nessa sua conduta, que pagou com recursos próprios algo em torno de R$ 4.000”.

Embora tenha reconhecido que assumiu os custos da propaganda com recursos próprios, Castor de Mattos alegou que não participou de detalhes da contratação.

O conselheiro Amorim Júnior afirmou que considerava atenuantes o fato de o procurador sofrer, à época dos fatos, de grave quadro depressivo, além de ter confessado o pagamento pelo outdoor.

A conselheira Fernanda Santos, relatora do caso, entendeu, porém, que a norma não permitiria a conversão da pena em casos em que o cometimento de improbidade administrativa foi reconhecido.

“Entendo que o ato foi grave pelos danos ao Ministério Público como um todo”, afirmou ela.

Com chuva, rodízio de água pode ser aliviado no final de novembro em Curitiba e RMC

A sequência de dias chuvosos no mês de outubro aliviou os efeitos da estiagem ao Sistema de Abastecimento de Água Integrado de Curitiba e Região Metropolitana. Em entrevista à Banda B nesta segunda-feira (18), o diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Julio Gonchorosky, afirmou que no final de novembro uma flexibilização do rodízio de abastecimento poderá ser novamente discutida dependendo de como se mantiver o tempo.

Segundo Gonchorosky, o volume de chuvas em outubro está na média histórica e com isso o nível dos reservatórios subiu mais de 7%. Porém, em novembro e dezembro o prognóstico meteorológico é de poucas chuvas.

“Então o que vamos fazer é esperar um pouco a chegada da previsão para o mês de novembro e tendo uma perspectiva de chuvas pelo menos próximas da média histórica a tendência é da gente discutir uma flexibilização para o final do mês. Mas claro, tudo depende das chuvas de novembro, de qualquer maneira, o cenário é mais favorável”, explicou o diretor da Sanepar à Banda B.

Economia

Gonchorosky ainda elogiou a economia de água realizada pela população paranaense e disse que um conjunto de ações será responsável pela estabilidade no nível dos reservatórios.

“Nós desejamos aliviar o modelo de rodizio o mais rápido possível, porque todo esse processo é prejudicial para a Sanepar também. Quando a tendência de chuva é de manter a média ou ficar próximo da média histórica para o mês o cenário é extremamente favorável. A economia da população tem ajudado muito. Mês passado nos aproximamos novamente dos 20% de redução no consumo. Então esse conjunto de ações vão levar a uma estabilidade nos reservatórios e com isso será possível flexibilizar o rodízio”, afirmou ele.

Até o final da noite desta segunda-feira, o nível dos reservatórios estava em 57,50% e o rodízio no esquema de 36h com abastecimento e 36h sem água segue valendo.

Informações Banda B