Rua 24 Horas, a primeira do Brasil, completa 30 anos neste domingo

Fundada em 1991, pelo ex-prefeito de Curitiba Jaime Lerner a Rua 24 Horas completa neste domingo (12) 30 anos de muitas histórias. O espaço que é uma galeria e que foi a primeira do gênero no Brasil marcou época em Curitiba ao oferecer atendimento dia e noite, no tempo em que o comércio noturno era muito pequeno.

Ao longo dos anos, a Rua 24 Horas consolidou-se como um dos principais pontos de encontro dos curitibanos e pelo estilo e arquitetura também um ponto de referência e cenário para muitas fotos de casamentos, formaturas, e lembranças de turistas.

Durante todo este tempo a Rua foi também ponto de encontro em eventos esportivos como as Copas do Mundo, aliás foram comemorados 2 títulos mundiais da Seleção Brasileira por lá.

Fundada em 1991, pelo ex-prefeito de Curitiba Jaime Lerner a Rua 24 Horas completa neste domingo (12/9) 30 anos de muitas histórias. Foto: Ricardo Marajó/FAS

Em 2011, após 20 anos de sua inauguração, a Rua 24 Horas foi reaberta ao público após passar por uma completa revitalização que durou 2 anos e manteve os mesmos detalhes arquitetônicos que a tornaram conhecida no mundo inteiro.

Ao longo destes 30 anos a Rua passou por diversas fases e hoje funciona das 9h até as 23h. Na atual gestão do prefeito Rafael Greca também estão sendo feitas uma série de melhorias, como a modernização dos sanitários e também da iluminação para que os visitantes tenham convívio ainda mais agradável e prazeroso.

“A Rua 24 horas é um marco da inovação curitibana”, diz o prefeito Rafael Greca. “Com tanto tempo de atividade, passou por várias fases, mas ainda hoje atrai turistas e curitibanos para um espaço de convívio social e urbano que toda boa cidade precisa ter.”

Fundada em 1991, pelo ex-prefeito de Curitiba Jaime Lerner a Rua 24 Horas completa neste domingo (12/9) 30 anos de muitas histórias. Foto: Pedro Ribas/SMCS (arquivo)

Arquitetura

Localizada no Centro de Curitiba a Rua 24 Horas liga as ruas Visconde de Nácar e Visconde do Rio Branco, possui 116 metros de extensão e foi construída em estrutura metálica tubular em forma de arcos.  Dois grandes relógios, um em cada entrada são também atrações à parte, já que marcam as horas em 24 intervalos, ao invés de 12.

O projeto arquitetônico foi desenvolvido por Abrão Assad (que também projetou a estufa do Jardim Botânico de Curitiba), Célia Bim e Simone Soares. A estrutura é formada por 32 arcos de material metálico tubular, brancos, revestidos por vidro.

Fundada em 1991, pelo ex-prefeito de Curitiba Jaime Lerner a Rua 24 Horas completa neste domingo (12/9) 30 anos de muitas histórias. Foto: Brunno Covello/SMCS(arquivo)

Comemorações

Devido à pandemia de covid-19 as homenagens a este marco da cidade serão singelas. Tomando todos os cuidados e respeitando os protocolos sanitários e evitando aglomerações no sábado (11/9) acontecerá uma apresentação da banda Lyra curitibana e também serão distribuídas 30 mudas de árvores nativas simbolizando cada ano da rua.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rede abre agendamentos para castrações de cães e gatos em novembro

Nesta sexta-feira (15/10), às 12h, começam os agendamentos para 325 castrações de cães e gatos em clínicas contratadas pelo município. As cirurgias fazem parte do Programa Municipal de Castração Gratuita e podem ser marcadas pelo site da Rede de Proteção Animal da Prefeitura de Curitiba

Para escolher a data, o cidadão, protetor ou responsável pela ONG deve estar logado em seu cadastro. “Apenas dessa forma é possível ter acesso às vagas disponíveis”, reforça o diretor do departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, Edson Evaristo. 

Outras 2,7 mil vagas ainda serão ofertadas no mês de novembro, no mutirão de castração da Regional Pinheirinho. Agendamentos serão abertos a partir do dia 8 de novembro (segunda-feira). 

Cuidados

A Rede de Proteção Animal reforça que os tutores devem ir sozinhos ou com, no máximo, um acompanhante ao agendamento e respeitar a antecedência recomendada para evitar aglomerações e manter o distanciamento necessário para prevenção ao contágio da covid-19. 

O uso de máscaras e a higienização frequente das mãos também são obrigatórios durante todo o tempo de permanência nos locais. Quem apresentar sintomas de infecção respiratória, deve pedir para outra pessoa levar o animal ou cancelar o atendimento.
 

Instabilidade começa a se afastar, mas ainda há risco de temporais na região de Curitiba

As áreas de instabilidade que chegaram ao Paraná na última quinta-feira (14) começam a se afastar, mas ainda há previsão de temporais em alguns setores do estado. Segundo o Instituto Meteorológico Simepar, o fim de semana promete ainda ser úmido na metade leste, mas o risco de chuvas fortes diminui bastante a partir deste sábado (16).

Reprodução

O meteorologista Lizandro Jacóbsen explica que muitos raios ainda são esperados nesta sexta-feira. “A frente fria que evolui pelo Sul do país, somada pelas áreas de instabilidade presentes entre o Paraguai e o Mato Grosso do Sul, reforça a condição de tempo muito instável. Para o fim de semana, o sistema frontal se afasta”, explica.

Para algumas regiões, porém, como no caso da Região Metropolitana de Curitiba, chuvas ainda são esperadas de forma persistente, mas com instensidade bem mais fraca.

Na capital, a temperatura varia pouco e as máximas não passam dos 16°C.

A partir de terça-feira, a perspectiva é se sol na região.