Que tal um chocolatinho?!

Quem não gosta de um chocolatinho, não é? Para comemorar esse queridinho, no dia 7 de julho é celebrado o Dia Mundial do Chocolate. Com uma importância social e cultural enorme, o chocolate também é protagonista na economia brasileira.

O setor cresce a cada ano. Em 2021, faturou R$ 11,4 bilhões – alta de 16% em comparação ao ano anterior. Os dados são de recente pesquisa da Kantar, líder em dados, insights e consultoria, que ainda aponta o chocolate na lista de compras de 88% dos lares brasileiros. Em média, o brasileiro gastou R$ 90,00 com chocolate em 2021, o que representa alta de mais de 10% em relação a 2020.

Em Curitiba, uma parte deste consumo está no Mercado Municipal, onde há opções de estabelecimentos que oferecem chocolates diferenciados e com qualidade. Destaque para as empresas curitibanas especializadas em chocolates, Icab Chocolates, D’ Fuhrmann e Barion e também para os chocolates importados comercializados nos empórios e mercearias.

Segundo Cleverson Augusto Schilipacke, presidente da Ascesme (Associação dos Comerciantes Estabelecidos no Mercado Municipal de Curitiba), a ideia é oferecer aos clientes do Mercado Municipal opções com muita qualidade.  

“Nosso atendimento não é apenas a venda, mas também a experiências que os clientes têm com as cores, aromas e sabores destes produtos e aqui no Mercado Municipal de Curitiba é possível encontrar sabores diferentes e opções exclusivas”, assegura Schilipacke.

Ainda segundo a pesquisa Kantar, nas sete praças estudadas, o chocolate é mais consumido nas regiões do sul brasileiro, responsável por 22% do volume com destaque principalmente para compradores de 30 a 49 anos.

Curiosidades
• Em 1971, Tim Maia cantou “Eu só quero chocolate” em um jingle para a  Associação Brasileira dos Produtores de Cacau. A música comercial quebrou barreiras e embalou muitas lembranças dos brasileiros.

• No Brasil, a iguaria mais popular com chocolate é o brigadeiro. Essa criação nacional surgiu durante a campanha presidencial do Brigadeiro Eduardo Gomes, candidato da UDN nas eleições presidenciais de 1945. O docinho, criado por apoiadores, era vendido para arrecadar fundos para a campanha e rapidamente se popularizou, conquistando o país. Já alguns estudiosos acreditam que a origem do doce venha do Sul.

• A palavra “chocolate” tem origem grega e significa “alimento dos deuses”.

• Foi em 1875 que uma fábrica de chocolate suíça chamada Cailler resolveu adicionar leite em pó à preparação, criando assim o chocolate ao leite.

SERVIÇO:
Mercado Municipal de Curitiba
Avenida Sete de Setembro, 1865, Curitiba / PR
(41) 3363-3764
(41) 98534-9852
www.mercadomuncipaldecuritiba.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ex-sushiman do HAI YO assume cozinha do Ken’eki ao lado de Josias Souza e Marcos Katsumi

O catarinense Carlos Eduardo da Costa – um dos grandes nomes do cenário gastronômico oriental do sul do Brasil – acaba de assumir a cozinha do Ken’eki, restaurante de culinária japonesa contemporânea do chef Dudu Sperandio, em Curitiba (PR), ao lado de Josias Souza e Marcos Katsumi. Com apenas 27 anos, Costa já atuou por dois anos em Lima, no Peru, passou pelo Nuu Nikkei e, mais recentemente, pelo HAI YO, do Grand Mercury Curitiba Rayon.

Mesclando técnica e uso de ingredientes frescos, o chef traz para o Ken’eki um novo conceito de atendimento ao cliente, o Omakase, que significa confiança. “No Omakase, o cliente confia sua experiência nas mãos do chef. E tudo que é servido tem um porquê e uma história, que são explicados durante o processo criativo dos pratos”, explica. “O objetivo é cativar e ensinar o cliente curiosidades e costumes da culinária japonesa”, complementa.

Além do Omakase, exclusivo para o balcão, o jovem chef traz também toda a sua experiência e criatividade para o cardápio fixo da casa, que ficará disponível para pedidos no salão e delivery. “Todos os pratos serão voltados para a alta gastronomia, com padrões minimalistas e decorações delicadas e harmônicas”, comenta Carlos.

O Ken’eki está localizado na Rua Myltho Anselmo da Silva, nº 1439, com horário de funcionamento de terça a domingo, das 18h30 às 23h. Mais informações no Instagram oficial do empreendimento (@keneki.sushi).

Antonina 336 tem menu de entradas com cinco pratos por apenas R$ 79

Com um conceito que celebra a gastronomia tradicional do litoral e da Serra do Mar paranaense, o restaurante Antonina 336 reproduz de forma criativa e original a essência da cozinha caiçara com um toque contemporâneo. Com versões únicas de pratos baseadas nas iguarias de cidades como Morretes, Antonina e Paranaguá, o empreendimento oferece o Menu de Entradas do Antonina, com preparos exclusivos que ressaltam os sabores de uma das culinárias mais ricas do país.

A opção estará disponível todas as quintas-feiras de agosto no jantar, com uma sequência de 5 etapas que inclui caldinho de peixe do Antonina; bruschetta de polvo defumado e pesto de azeitonas pretas; fish’n chips; tempurá de camarão e pimenta agridoce; e banana e goiabada flambada na cachaça. Tudo pelo preço único de R$79 por pessoa. A cada mês, o restaurante oferece uma sequência diferente contemplando diversos preparos inspirados na gastronomia caiçara. “O menu de entradinhas é elaborado para ser degustado de forma descontraída, comendo com as mãos e isso nos permite explorar diferentes receitas. Queremos ir além de uma única seleção de pratos fixa e sempre apresentar opções novas e variadas para o público curitibano”, conta o chef Rafael Krieger, responsável pela cozinha da casa.

Localizado no bairro Juvevê, um dos mais tradicionais da capital paranaense, o Antonina 336 ainda oferece diversas opções únicas que mesclam pratos típicos e especiarias da costa paranaense, com um toque de modernidade e requinte. Além de uma carta de drinks autorais, que trazem como protagonista a típica cachaça paranaense, em versões para todos os paladares, e também opções de cervejas e uma incrível carta de espumantes e vinhos brancos, tintos e rosés.

O restaurante Antonina 336 funciona na Rua Conselheiro Carrão (nº 336), no bairro Juvevê, durante o jantar, de quarta a sábado, das 19h às 23h, e durante o almoço, nas sextas, sábados e domingos, das 12h às 15h30. Mais informações no perfil oficial da casa no Instagram (@antonina336_).