Praça de Curitiba é transformada em área de esporte e lazer

Com nova área de estar, canchas e parquinho de areia, a Praça Altair Rodrigues de Jesus, foi oficialmente entregue aos moradores do bairro Tatuquara. A solenidade foi marcada, ainda, pelo plantio de novas mudas de árvores no local, que já ganhou 50 arbustos e árvores nativas na revitalização.

O projeto completo de melhorias dos mais de 3,5 mil metros quadrados de área foi feito pela equipe do Departamento de Parques e Praças da Secretaria do Meio Ambiente.

Foto: Daniel Castellano / SMCS

O local ganhou canchas de futebol e vôlei de areia, com alambrado, parquinho de areia completo, gradil de proteção, estar com bancos e pergolado, além de 160 metros de pista compartilhada – para caminhada e ciclovia e uma academia ao ar livre.
O Departamento de Iluminação da Secretaria Municipal de Obras Públicas fez a implantação de postes e luminárias nas quadras esportivas e na até de lazer.

“É mais uma área de lazer para Curitiba, mais um processo de melhoria que a Prefeitura implanta em nossa cidade, priorizando áreas periféricas como o Jardim da Ordem”, destacou a secretária do Meio Ambiente Marilza Dias.

Homenagem

Altair Rodrigues de Jesus, que dá nome à praça, foi liderança comunitária do bairro Tatuquara nos anos 1990. Morador da Vila Jardim da Ordem, comerciante, contribuiu para o desenvolvimento econômico em toda a região e, sempre que possível, batalhou, investiu e reivindicou melhorias para o crescimento do bairro.

Estavam presentes a viúva do homenageado Marilene, a filha Andreia, o genro Jeferson Júnior e as netas Maria Luiza e Maria Eduarda. Além do diretor de Parques e Praças da Secretaria do Meio Ambiente, Jean Brasil.

Via: Prefeitura de Curitiba

Especialista em secas, pesquisador da UFPR alerta para mais três meses com poucas chuvas

No último dia 10 a National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) confirmou que estamos passando por um período de La Niña, que diminui a quantidade de chuva

Especialista em secas, o professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Pedro Fontão, afirmou à Banda B nesta segunda-feira (21) que a primavera, que começa nesta terça (22), deverá ter chuvas abaixo da média, o que preocupa devido à estiagem que Curitiba e região metropolitana estão passando. Segundo Fontão, no último dia 10 a National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) confirmou que estamos passando por um período de La Niña, que diminui a quantidade de chuva.

“O grande problema deste ano é realmente a ocorrência do La Ninã e pelos modelos não há previsão de chuvas volumosas para pelo menos os próximos três meses”, explicou o especialista, destacando que passamos por um período de seca localizada. “É uma questão regional de uma seca localizada no Paraná. Rio Grande do Sul estava mal também, mas deu uma boa recuperada em agosto, diferente de Curitiba”, salientou.

De acordo com Fontão, chuvas em grande quantidade apenas para o mês de janeiro. “Em termos de climatologia fica difícil de falar, mas tudo indica que em janeiro e fevereiro possam acontecer anomalias mais positivas, ajudando a recuperar os mananciais”, destacou.

Para o mês de setembro, onde pouco choveu, uma chuva mais forte deve acontecer apenas no próximo fim de semana, de acordo com os institutos meteorológicos.

Informações Banda B.

Curitiba tem 405 novos casos e 13 mortes por covid-19

O boletim divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) nesta quinta-feira (17/9) registou 405 novos casos de covid-19 e 13 óbitos de moradores de Curitiba pela infecção causada pelo novo coronavírus.

As novas vítimas são quatro homens e nove mulheres, com idades entre 55 e 94 anos. Dos novos óbitos 12 ocorreram nas últimas 48 horas e um aconteceu no dia 13 de setembro.

Todas as novas vítimas tinham fator de risco para as complicações da covid-19 e estavam internadas.

Até agora são 1.169 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia. 

Novos casos

Com os novos casos confirmados, 40.036 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia – 34.199 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

São 4.668 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

UTIs do SUS

Nesta quarta-feira (17/9), a taxa de ocupação dos 334 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 é de 83%. Todos os pacientes que são internados com quadro de síndrome respiratória aguda grave vão para os leitos exclusivos covid-19 e não apenas os casos confirmados da doença. Há 57 leitos livres.

Números da covid-19 em 17 de setembro

405 novos casos
13 novos óbitos

Números totais

Confirmados – 40.036 
Investigação: 643
Recuperados – 34.199
Óbitos – 1.169