Paraná se prepara para receber pela primeira vez doses da vacina da Pfizer

O Paraná está preparado para receber as doses da vacina da Pfizer. O Estado conta com nove freezers para armazenamento do imunizante. Sete são de ultrabaixa temperatura (-80ºC), podendo armazenar as doses por até seis meses, e dois são de temperatura de -20ºC, que podem ser utilizados para armazenamento inicial das doses.

A previsão é de que o Ministério da Saúde encaminhe aos estados no início de maio o primeiro lote das vacinas produzidas pela farmacêutica norte-americana Pfizer, em pareceria com a empresa de biotecnologia alemã BioNtech. O governo federal tem um acordo de compra de 100 milhões de imunizantes da fabricante.

O Paraná está preparado para receber as doses da vacina da Pfizer | Foto: Américo Antonio/SESA

A secretaria estadual aguarda informações do Ministério quanto à temperatura em que o imunizante deverá ser enviado para definir estratégicas de recebimento e, para isso, vários cenários estão sendo planejados.

FREZEERS 

Os sete equipamentos de ultrabaixa temperatura são da rede do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar). Dois já foram deslocados para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), setor da Secretaria de Estado da Saúde responsável pela logística, armazenamento e distribuição das vacinas contra a Covid-19. Os equipamentos atendiam o Hemepar de Londrina e de Ponta Grossa.

As unidades do Hemepar remanejaram os produtos armazenados nestes equipamentos, como kits para testes de segurança de bolsas de sangue e congelamento de plasma, para outros refrigeradores.

O Hemepar tem ainda outros cinco frezeers de ultrabaixa temperatura em Pato Branco, Umuarama, Campo Mourão, Guarapuava e Cascavel, que podem ser disponibilizados para o Cemepar, compondo parte da logística do armazenamento das vacinas da Pfizer. Eles podem ser deslocados para a Capital.

Os outros dois freezers de temperatura -20ºC são do Cemepar e já são utilizados para armazenamento de vacinas, e a partir da chegada do imunizante da Pfizer podem atender apenas a esta demanda.

PREVISÃO 

A Sesa tem a ainda a previsão de receber outros seis equipamentos do Ministério da Saúde, quatro com capacidade entre 500 a 600 litros e dois com capacidade para 700 a 800 litros.

O Paraná está preparado para receber as doses da vacina da Pfizer | Foto: Américo Antonio/SESA

“É mais um grande esforço e movimentação do Governo do Estado e da Sesa para receber estas doses que representarão uma nova opção e imunização contra a Covid-19. Faremos tudo que estiver ao nosso alcance para agilizar este processo”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

O Governo do Estado também realiza outras tratativas que envolvem a aquisição de novos equipamentos de ultrabaixa temperatura na continuidade da aplicação das doses. Neste momento existe a possibilidade de compra de 10 frezeers.

VACINAS 

As vacinas da Pfizer serão enviadas pelo Ministério aos estados em caixas térmicas em temperatura a ser informada e, imediatamente, deverão ser transferidas para os frezeers, conforme as orientações técnicas, antes da distribuição. As aplicações da primeira remessa devem ocorrer apenas nas capitais.

“O Paraná está preparado para esta mais esta força-tarefa. É uma operação que contará o profissionalismo de nossas equipes do Cemepar e do Programa Estadual de Imunizações, seguindo as orientações do Programa Nacional de Imunizações, o PNI”, acrescentou o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paraná confirma mais 5.188 casos de Covid-19 e ultrapassa marca das 23 mil mortes

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quarta-feira (5) mais 5.188 casos confirmados e 258 mortes pela Covid-19 no Paraná. Os números são referentes a meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas. Os dados acumulados do monitoramento da doença mostram que o Estado soma 960.200 casos e 23.103 óbitos.

Os casos confirmados divulgados nesta data são de janeiro (60), fevereiro (195), março (316), abril (1.011) e maio (3.480) de 2021, e dos seguintes meses de 2020: abril (2), junho (6), julho (5), agosto (3), setembro (76), outubro (9), novembro (4) e dezembro (21).

INTERNADOS – O informe relata que 2.343 pacientes com diagnóstico confirmado estão internados. São 1.880 em leitos SUS (951 em UTI e 929 em enfermaria) e 463 em leitos da rede particular (270 em UTI e 193 em enfermaria).

Há outros 2.441 pacientes internados, 954 em leitos UTI e 1.487 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão na rede pública e rede particular e são considerados casos suspeitos.

MORTES – A Secretaria da Saúde informa a morte de mais 258 pacientes. São 121 mulheres e 137 homens, com idades que variam de menos de 1 a 100 anos. Os óbitos ocorreram de 20 de julho de 2020 a 04 de maio de 2021.

Os pacientes que morreram residiam em Curitiba (86), Fazenda Rio Grande (13), Campo Largo (9), Londrina (9), Colombo (7), Paranaguá (6), Ponta Grossa (6), Arapongas (5), Araucária (5), Foz do Iguaçu (5), Castro (4), Maringá (4), Umuarama (4), Almirante Tamandaré (3), Ibiporã (3), Paranavaí (3), Pinhais (3), Piraquara (3), Bandeirantes (2), Cascavel (2), Cianorte (2), Francisco Beltrão (2), Goioerê (2), Itaperuçu (2), Jacarezinho (2), Laranjeiras do Sul (2), Marechal Cândido Rondon (2), Marilândia do Sul (2), Piraí do Sul (2), Santo Antônio da Platina (2) e São José dos Pinhais (2).

O informe registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Altamira do Paraná, Andirá, Apucarana, Assaí, Cafezal do Sul, Cambé, Campo Magro, Campo Mourão, Carlópolis, Centenário do Sul, Congonhinhas, Cornélio Procópio, Cruz Machado, Cruzeiro do Oeste, Douradina, Floraí, Guarapuava, Honório Serpa, Inajá, Irati, Itapejara D’Oeste, Jaguapitã, Joaquim Távora, Mallet, Mandaguari, Mandirituba, Marialva, Mariluz, Mariópolis, Missal, Nova Olímpia, Nova Santa Rosa, Paiçandu, Palmas, Palmeira, Pérola, Piên, Pinhão, Pitangueiras, Prado Ferreira, Rebouças, Renascença, Rio Azul, Rolândia, Salto do Itararé, Santa Cruz de Monte Castelo, Santa Fé, Santa Mariana, Santana do Itararé, São Jorge do Ivaí, Tamarana, Tibagi, Toledo e Tomazina.

FORA DO PARANÁ –O monitoramento registra 5.749 casos de pessoas que não moram no Estado. Destas, 146 pessoas morreram.

Confira o Informe completo AQUI.

Curitiba inicia vacinação de pessoas com comorbidades; veja como será o atendimento

Com o encerramento, nesta quarta-feira (5), da imunização dos idosos, a Secretaria Municipal da Saúde começará nesta quinta (6) a aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 em parte do grupo de pessoas com comorbidades: os pacientes de hemodiálise e as pessoas com deficiência permanente com Benefício de Prestação Continuada. Veja abaixo as datas e os horários.

A previsão inicial da secretaria era fazer, ao mesmo tempo, a imunização para gestantes e puérperas, conforme estabelecido no Plano Nacional de Imunização. No entanto, com o anúncio do Governo do Estado, nesta terça-feira (4), de usar doses deste grupo para antecipar a imunização de professores, o cronograma do município precisou ser ajustado.

“Nossos cronogramas seguem rigorosamente a determinação do Plano Nacional, com controle de primeira e segunda dose para cada grupo imunizado. Fomos surpreendidos com esse anúncio de antecipação de fase, o que diminuiu nossa quantidade de doses previstas”, explica Márcia Huçulak, secretária municipal da Saúde de Curitiba.

Nesta semana, o Estado recebeu 424.260 doses de vacinas Pfizer e Astrazeneca e Curitiba receberá apenas as 32.760 mil da Pfizer destinadas pelo Ministério da Saúde à capital. O município previa receber mais outras cerca de 32 mil doses do imunizante Astrazeneca, podendo assim avançar a imunização também com o grupo de gestantes e puérperas.

As 32.760 doses da Pfizer também serão usadas para Curitiba concluir a vacinação de profissionais de saúde, o primeiro dos grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização.

Como será a vacinação nos próximos dias

Pessoas com deficiência com BPC
Quinta e sexta-feira (6 e 7 de maio): serão vacinadas cerca de 6.500 pessoas de 18 a 59 anos com deficiência permanente  cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lista de pessoas que se enquadram nesta condição será fornecida pela Fundação de Ação Social às unidades de saúde de Curitiba.
Local: a pessoa com deficiência com BPC deve procurar qualquer um dos pontos de vacinação contra covid (lista abaixo), exceto Pavilhão da Cura (Barigui), Ouvidor Pardinho e Centro de Referência, Esportes e Atividade Física (Creaf) do Guaíra, que estarão vacinando exclusivamente profissionais de saúde. 

Pacientes de hemodiálise
Quinta, sexta e sábado (6,7 e 8 de maio): a vacinação deste grupo será feita por equipes de saúde diretamente nas clínicas, nos três turnos. A estimativa é imunizar cerca de 1.200 pessoas.

Profissionais de Saúde
Quinta, sexta e sábado (6, 7 e 8 de maio): a vacinação deste grupo prioritário dos profissionais de saúde deve ser finalizada nos próximos dias. A imunização para este público é apenas mediante agendamento enviado pelo aplicativo Saúde Já Curitiba.
Local: Pavilhão da Cura (Barigui), Ouvidor Pardinho e Centro de Referência, Esportes e Atividade Física (Creaf) do Guaíra, conforme agendamento enviado pelo celular. 

Repescagem de idoso
Quinta e sexta-feira (5 e 6 de maio): pessoas com 60 anos ou mais e aquelas que completarão 60 anos até 30 de junho de 2021 e não conseguiram se vacinar até esta quarta-feira (5) poderão procurar os pontos de vacinação (com exceção do Pavilhão da Cura no Barigui, Creaf no Guaíra e Ouvidor Pardinho)

Pontos de vacinação

– Para pessoas com deficiência permanente entre 18 e 59 anos cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC)
– Repescagem de idosos com 60 anos ou mais e daqueles que completarão 60 anos até 30 de junho de 2021:

LOCAIS FIXOS
Quinta e sexta-feira (6 e 7/5) 
Das 8h às 17h

1 – US Salvador Allende
Rua Celeste Tortato Gabardo, 1.712 – Sítio Cercado

2 – US Parigot de Souza
Rua João Eloy de Souza, 111 – Sítio Cercado

3 – US Vila Diana
Rua René Descartes, 537 – Abranches

4 – US Fernando de Noronha
Rua João Mequetti, 389 – Santa Cândida

5 – Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira
Rua Guilherme Ihlenfeldt, 233 – Bacacheri

6 – US Jardim Paranaense
Rua Pedro Nabosne, 57 – Alto Boqueirão

7 – US Visitação
Rua Dr. Bley Zornig, 3136 – Boqueirão

8 – US Camargo
Rua Pedro Violani, 364 – Cajuru

9 – US Uberaba
Rua Cap. Leônidas Marques, 1392 – Uberaba

10 – Clube da Gente CIC
Rua Hilda Cadilhe de Oliveira

11 – US Vila Feliz
Rua Pedro Gusso, 866 – Novo Mundo

12  – US Aurora
Rua Theofhilo Mansur, 500 – Novo Mundo

13 – US Pinheiros
Rua Joanna Emma Dalpozzo Zardo, 370 – Santa Felicidade

14 – Rua da Cidadania do Tatuquara
Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n

15 – Rua da Cidadania do Fazendinha
Rua Carlos Klemtz, 1.700

DRIVE-THRU (apenas para pessoas com dificuldade de locomoção)
Das 8h30 às 16h30
Parque Barigui (entrada somente pela BR-277)

Para profissionais de saúde, mediante agendamento enviado pelo app Saúde Já:

Quinta, sexta e sábado (6 a 8/5) e segunda e terça (10 e 11/5) 
1 – Pavilhão da Cura
Parque Barigui (entrada somente pela BR-277)

2 – US Ouvidor Pardinho
Rua 24 de Maio, 807 – Praça Ouvidor Pardinho

3 – Centro de Referência, esportes e atividade física
Rua  Augusto de Mari, 2.150 – Guaíra