Paraná derrota Ponte Preta e chega à vice-liderança da Série B

No duelo de duas equipes que almejam o topo da tabela, o Paraná derrotou a Ponte Preta por 2 a 1, no estádio Durival Britto nesta terça (1), e chegou à vice-liderança da série B do Campeonato Brasileiro, com 14 pontos conquistados.

Jogando em casa, o Paraná partiu para cima nos primeiros momentos e abriu o placar com apenas 2 minutos de jogo. A Ponte Preta tentou sair pelo lado esquerdo de defesa, mas a marcação alta do Tricolor funcionou. Lazaroni perdeu a bola para Paulo Henrique, que tocou para Meritão. Ele viu a chegada de Renan Bressan, que, de perna direita, prensado com a zaga, acertou o canto esquerdo do goleiro Ivan.

O Paraná quase ampliou três minutos depois. Bruno Gomes passou para Meritão, que chutou de primeira, de canhota. Ivan fez boa defesa com o pé direito e salvou. A Ponte Preta entrou na partida por volta dos 8 minutos e passou a chegar mais na área dos donos da casa. Aos 14 minutos, João Paulo avançou pela esquerda e cruzou na medida, na cabeça de Matheus Peixoto, que tocou com categoria para empatar.

A Ponte Preta já tinha equilibrado a partida e passou a dominar depois da saída de Renan Bressan, camisa 10 do Paraná, que deixou o campo com dores na coxa. A Macaca teve a chance da virada aos 43 minutos. Moisés fez bela jogada pelo meio e abriu para Guilherme Pato. O atacante cruzou, a bola passou por toda a defesa e Matheus Peixoto acabou perdendo o gol dentro da pequena área.

O segundo tempo começou equilibrado. A Ponte Preta foi a primeira a levar perigo. Logo aos 4 minutos, Moisés fez boa jogada pela esquerda, cruzou na área e Fabrício desviou mal. A sorte do Paraná foi que Mateus Peixoto não acreditou na falha do zagueiro e a bola saiu pela linha de fundo.

O Paraná também partiu para cima e respondeu aos 28 minutos, com uma boa cobrança de falta de longa distância de Fabrício, que Ivan espalmou. O goleiro da Ponte Preta apareceu novamente aos 36 minutos. Jhony chutou de fora da área e Ivan fez uma grande defesa para salvar a Ponte Preta.

Ivan conseguiu evitar as tentativas dos jogadores do Paraná, mas quando o ataque foi do próprio zagueiro, o goleiro acabou sofrendo o gol. Aos 42 minutos do segundo tempo, Paulo Henrique avançou pela direita e cruzou na área da Ponte Preta para Bruno Gomes. Luizão tentou se antecipar e acabou jogando contra o patrimônio. Gol contra que valeu a vitória do Paraná.

Com o resultado, o Paraná chegou a 14 pontos e ocupa a vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. A Ponte Preta permanece com 11 pontos, caiu para a sexta posição e ainda pode ser ultrapassada até o fim da 7ª rodada.

Veja a classificação atualizada da Série B do Brasileiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil passa de 170 mil mortes por covid-19 desde o início da pandemia

O Brasil passou de 170 mil mortes em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, foram registradas 630 mortes, fazendo com o que o número tenha chegado a 170.115. Até segunda-feira, o sistema marcava 169.183 falecimentos. Ainda há 2.202 mortes em investigação, este dado relativo a segunda (23).

O balanço foi divulgado pelo Ministério da Saúde na noite desta terça-feira (24). O órgão divulga a cada dia uma atualização a partir de informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde.

A pandemia já provocou também a infecção de 6.118.708 pessoas no Brasil desde o primeiro caso, em fevereiro. Entre ontem e hoje, as autoridades de saúde notificaram 31.100 novos diagnósticos positivos. Ontem, o sistema marcava 6.087.608 casos acumulados.

Ainda conforme o balanço da pasta, há 472.575 pacientes em acompanhamento. Outras 5.476.018 pessoas já se recuperaram da doença.

Em geral, os casos são menores aos domingos e segundas-feiras em função da dificuldade de alimentação pelas secretarias estaduais de saúde. Já às terças-feiras, eles podem subir mais em função do acúmulo de registros atualizado.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais mortes pela covid-19 são São Paulo (41.455), Rio de Janeiro (22.141), Minas Gerais (9.804), Ceará (9.492), dado relativo a ontem, e Pernambuco (8.951). As Unidades da Federação com menos óbitos pela doença são Acre (715), Roraima (721), Amapá (795), Tocantins (1.151) e Rondônia (1.529).

 

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil 24/11/2020

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil 24/11/2020 – 24/11/2020/Divulgação/Ministério da Saúde

Com um a menos, Flamengo segura empate com o Racing


O Flamengo foi, nesta terça (24), ao estádio Presidente Perón para enfrentar o Racing (Argentina) na partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. O objetivo era a vitória, mas o empate em 1 a 1 acabou sendo um bom resultado pelas circunstâncias, em especial a expulsão do zagueiro Thuler.

Gols no primeiro tempo

O jogo começou sob chuva intensa, que não atrapalhou em nada o confronto, realizado no ótimo gramado do El Cilindro de Avellaneda. Nos primeiros minutos o time argentino se postou de forma adiantada, pressionando a saída de bola da equipe brasileira.

E essa pressão dá resultado aos 12 minutos, quando Fabricio Domínguez domina a bola no meio campo e arranca pela direita. O lateral direito chega à linha de fundo e cruza rasteiro para Fértoli, que escora para vencer o goleiro Diego Alves.

O Flamengo nem dá tempo de o Racing se acostumar com a vantagem, e empata dois minutos depois. Bruno Henrique recebe lançamento na ponta esquerda, se livra da marcação e cruza, de três dedos, para Gabriel deixar tudo igual.

Aos 33 minutos o time brasileiro ficou muito perto da virada, quando Bruno Henrique recebe novamente na esquerda, corta o marcador, mas, ao invés de tocar novamente para o camisa 9, bate com categoria. Mas a bola, por capricho, explode no travessão. Grande lance do atacante. Assim, a igualdade permanece até o intervalo.

Expulsão de Thuler

Quem inicia melhor a etapa final é o Racing, que aos 4 minutos chega a balançar a rede da meta defendida por Diego Alves, mas o gol é anulado por falta no decorrer da jogada.

Aos 11 minutos Gabriel deixa o gramado para entrada de Vitinho. Quatro minutos depois o camisa 11 faz um lindo lance, quando, após receber lançamento, dá um balão em um zagueiro e toca para Arrascaeta marcar. Porém, o lance é anulado pelo árbitro, que assinala impedimento do atacante do Rubro-Negro.

A partir daí o Flamengo começa a valorizar a posse de bola, aumentando seu volume de jogo. E aos 27 minutos o time da Gávea chega novamente com perigo, quando, após boa troca de passes, Filipe Luís recebe na esquerda e cruza para Everton Ribeiro chegar cabeceando.

Três minutos depois a equipe brasileira cria chance clara, quando Vitinho toca para Arrascaeta, que devolve para o camisa 11 chutar, mas a bola vai para fora.

Aos 36 minutos a situação do Flamengo muda completamente, quando o zagueiro Thuler é expulso ao receber cartão vermelho direto após entrar de carrinho em um jogador do Racing. A marcação foi confimada com auxílio do VAR (árbitro de vídeo).

Com um homem a mais, o Racing cresce na partida, mas não consegue transformar a maior posse de bola em oportunidades claras. Assim, o empate perdura até o apito final do árbitro.

Jogo de volta

Agora, a vaga para as quartas de final será definida na próxima terça-feira (1), quando o Flamengo recebe o Racing no estádio do Maracanã.

Veja a tabela atualizada da Copa Libertadores.