Paraná apresenta destinos turísticos no Meeting Brasil 2020

O Paraná vai apresentar seus destinos turísticos no Meeting Brasil Online – Latin America 2020, primeiro grande evento virtual do semestre, com transmissão simultânea para doze países da América Latina, que acontece de 10 a 13 de agosto.

O Estado mostrará seus atrativos, com destaques para o Litoral, Parque Vila Velha, cachoeiras e turismo de negócios e eventos, que tem atraído visitantes de várias partes do mundo. Curitiba e Foz do Iguaçu, considerados portões de entrada paranaenses, também participam com seus atrativos.

O evento reúne operadores e agentes de viagens de doze países da América Latina. A meta é compor os portfólios dos operadores internacionais de turismo para o biênio 2021 e 2022. A edição do Meeting Brasil deste ano acontecerá de forma virtual. Está prevista a participação do governador Carlos Massa Ratinho, na abertura, para falar sobre o Paraná.

Pela primeira vez, o evento será transmitido simultaneamente para os países participantes – México, Guatemala, Costa Rita, Panamá, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Chile, Paraguai, Argentina e Uruguai.

De olho na retomada do setor no período pós-pandemia, o trade turístico está otimista com a abrangência do evento que tem a internet como uma grande aliada, na busca de novas ferramentas de divulgação. As plataformas digitais oferecem canais gratuitos e de longo alcance de interação para troca de experiências e realização de negócios.

 

Oportunidade

O secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, ressaltou que o turismo é um gerador de rendas e o Meeting Brasil 2020 uma grande oportunidade para que o Paraná apresente todo o potencial do Estado e abra novos mercados.

“Além de movimentar a economia, com a geração de emprego e renda, o turismo mexe com a vida das pessoas, diretamente. Está relacionado ao lazer e a qualidade de vida”, disse Nunes. “E esse evento acontece num momento delicado, devido à pandemia, quando todo o setor está carente de boas iniciativas”, afirmou.

Ele enfatizou que que o Paraná estará presente com seus mais importantes destinos. “Curitiba com toda a sua potência como capital, cheia de diversidade, e Foz do Iguaçu, o nosso carro chefe do Turismo, farão uma apresentação das suas principais atrações”, concluiu.

 

Polos Latinos

Jacob Mehl, presidente da Paraná Turismo, também destacou a importância do evento. “É um orgulho poder mostrar o Paraná nesse meeting para nos aproximar de todos os polos latinos, responsáveis por 70% dos nossos visitantes”, disse. “O Estado tem belezas naturais incomparáveis”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paraná ultrapassa a marca de 500 mil casos de Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta terça-feira (19) mais 4.838 novos casos e 87 mortes pela Covid-19. Há ajustes ao final do texto. Os dados acumulados do monitoramento da doença mostram que o Estado soma agora 504.605 diagnósticos confirmados e 9.060 mortos, desde o início da pandemia.

Os casos divulgados nesta terça-feira são de janeiro de 2021 (4.525) e dos seguintes meses de 2020: junho (2), julho (9), agosto (6), outubro (5), novembro (58) e dezembro (233).

INTERNADOS – O boletim divulga que há 1.601 pessoas com diagnóstico confirmado internadas. São 1.284 pacientes em leitos SUS (607 em UTI e 677 em enfermaria) e  317 em na rede particular (130 em UTI e 187  em enfermaria).

Há outros 1.242 pacientes internados, 490 em UTI e 752 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

ÓBITOS – Os 87 pacientes que faleceram, relatados no boletim, são 31 mulheres e 56 homens, com idades que variam de 20 a 93 anos. Os óbitos ocorreram entre 12 de agosto de 2020 a 19 de janeiro de 2021.

Os pacientes que foram a óbito residiam em Curitiba (16), Maringá (6), Araucária (5), Ubiratã (5), Apucarana (3), Pontal do Paraná (3), Arapongas (2), Campo Largo (2), Carambeí (2), Cianorte (2), Nova Esperança (2), Rolândia (2), São José dos Pinhais (2), Telêmaco Borba (2) e Toledo (2).

A Secretaria da Saúde registra, ainda, a morte de uma pessoa em cada um dos municípios de Adrianópolis, Andirá, Barbosa Ferraz, Bom Sucesso, Campo Mourão, Cascavel, Colombo, Colorado, Cruzeiro do Oeste, Dois Vizinhos, Engenheiro Beltrão, Faxinal, Fazenda Rio Grande, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Guaratuba, Imbau, Lapa, Maripá, Medianeira, Nova Aurora, Paranaguá, Ponta Grossa, Rio Branco do Sul, Santa Helena, Santa Tereza do Oeste, Santana do Itararé, Sarandi, Umuarama, Ventania e Vitorino.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Saúde registra 3.965 casos de residentes de fora,  sendo que 72 pessoas foram a óbito.

AJUSTES:

Exclusões

Total de exclusão: 10 casos residente no Paraná. 9 óbitos residente no Paraná

Um caso e óbito confirmado (homem, 88 anos) no dia 17 de junho em Londrina foi excluído por erro de notificação

Um caso e óbito confirmado (Homem, 90) no dia 02 de julho de 2020, em Maringá foi excluído por erro de notificação

Um caso e óbito confirmado (Homem, 28) no dia 24 de julho de 2020 em Maringá foi excluído por erro de notificação

Um caso e óbito confirmado (Mulher, 49) no dia 19 de agosto em Marialva foi excluído por erro de notificação

Um caso e óbito confirmado (Homem, 84) no dia 27 de agosto de 2020 em Foz do Iguaçu foi excluído por erro de notificação

Um caso confirmado (Homem,20) no dia 03 de setembro de 2020 em Colombo foi excluído por erro de notificação

Um caso e óbito confirmado (Mulher,72) no dia 03 de setembro de 2020 em Maringá foi excluído por erro de notificação

Um caso e óbito confirmado (Homem,39) no dia 28 de setembro de 2020 em Sarandi foi excluído por erro de notificação

Um caso e óbito confirmado (Homem,69) no dia 18 de novembro de 2020 em Cianorte foi excluído por erro de notificação

Um caso e óbito confirmado (Mulher,87) no dia 17 de dezembro de 2020 em Maringá foi excluído por erro de notificação

Confira o informe completo clicando  AQUI

Informações AEN.

População deve manter uso de máscara e evitar aglomeração, reforça governador do Paraná

O governador Carlos Massa Ratinho Junior destacou nesta terça-feira (19) a importância de a população continuar com as medidas de proteção contra o novo coronavírus, mesmo com o início da vacinação no Estado. Em entrevista ao telejornal Meio-Dia Paraná, da RPC TV, ele ressaltou que há ainda muitas fases a serem vencidas.

No mesmo dia em que as doses do imunizante começam a ser distribuídas às 22 Regionais de Saúde do Paraná, o governador explicou como funciona a logística organizada pelo Governo do Estado para que as vacinas cheguem aos 399 municípios do Estado.

“Ontem foi um dia de muita alegria para os paranaenses, pois conseguimos fazer a primeira vacinação no Hospital do Trabalhador, que como tantos outros do Paraná, tem nos ajudado muito a combater o coronavírus desde o início da pandemia. Uma luz no fim do túnel, toda a população esperava por esse dia”, afirmou Ratinho Junior.

“Mas é importante reforçar que o início da vacinação não quer dizer que as pessoas podem relaxar, andar sem máscara, fazer aglomeração. Temos ainda algumas fases a serem vencidas, que envolvem a produção da vacina. Ainda levará alguns meses para que toda a população seja imunizada”, salientou. “Esses cuidados que a população do Paraná tem tido ao longo dos meses têm que ser reforçados até que a maioria esteja vacinada. Vencemos uma batalha, mas não a guerra contra a Covid-19”, destacou.

Ratinho Junior lembrou que, neste primeiro momento, serão vacinados no Paraná os profissionais da saúde, indígenas, idosos institucionalizados e pessoas com deficiência severa. “Os trabalhadores da saúde estão há 10 meses fazendo frente à pandemia e precisam estar saudáveis e seguros para continuar esse excelente trabalho”, destacou o governador.

“Dobramos o número de leitos de UTI no Paraná, mas é importante lembrar que as unidades intensivas não são feitas só de equipamentos, mas compostas por uma série de profissionais. Se você perde um membro da equipe, já compromete o funcionamento dessa UTI”, disse. “O cuidado neste primeiro momento é fazer com que os profissionais da saúde possam ser vacinados e tenham segurança de que não vão ficar doentes”, salientou.

LOGÍSTICA – Ratinho Junior explicou que o Governo do Estado começou o planejamento para a aquisição e distribuição dos insumos e imunizantes ainda no ano passado, em um trabalho conjunto envolvendo a Secretaria de Estado da Saúde, a Casa Militar e outros órgãos estaduais. “Programamos primeiro a logística dos insumos. Tínhamos que fazer chegar as agulhas, algodão, álcool e seringas a todos os municípios do Paraná”, explicou.

Iniciada no sábado (16), a entrega de 1,7 milhão de itens de insumos para abastecer as 1.850 salas de vacinação do Estado foi concluída em menos de 48 horas. Agora foi iniciada a distribuição de 132.540 doses dos imunizantes, metade das 265,6 mil recebidas pelo Paraná, em uma logística que envolve três aeronaves e caminhões da frota do governo. A expectativa é que na noite desta terça-feira todos os municípios estejam com as doses em mãos para iniciar vacinação já na quarta-feira (20).

“Às 8h as vacinas começaram a ser despachadas. Nossa estratégia foi desenhada usando as aeronaves do Estado, mas com um plano B para garantir que elas cheguem apesar do mau tempo”, disse. “Os municípios do Paraná também são muito organizados para esse processo. Temos um sistema de saúde no Paraná que é descentralizado, com atuação regional dos consórcios de saúde, o que facilita a vacinação simultânea”, afirmou.

O restante das vacinas está armazenado no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), para serem enviadas para a aplicação da segunda dose nos primeiros grupos que serão imunizados. O governador explicou que esse plano de atuação é necessário para evitar perdas ou desvios dos imunizantes e para desafogar os estoques dos municípios. Os novos lotes devem ser enviados nos próximos 20 dias, antes de iniciar a segunda etapa.

Informações AEN.