O Grande Circo Místico tem estreia em grande espetáculo no Guairinha

O Grande Circo Místico conta a história de uma dinastia circense. Tudo começa em uma corte europeia, onde o médico da Imperatriz Tereza, antes de morrer, transfere seu diploma e ofício ao filho, Frederico Knieps. Este, avesso às funções de seu pai, foge para uma nova aventura e conhece Agnes, codinome Beatriz. E juntos, iniciam a dinastia do Circo Knieps.

A partir deste encontro, a trajetória do Circo é contada ao longo do espetáculo, por meio das músicas icônicas da MPB. O elenco faz parte da Cia. Projeto Broadway, formada por profissionais do gênero teatro musical. São 18 atores, cantores e dançarinos.

“Apresentar no Guairinha é a possibilidade de mostrar a riqueza dessa história por meio da encenação e dos arranjos instrumentais e vocais compostos especialmente para nossa produção. Além, claro, de ser uma das composições mais icônicas da música brasileira, em todos os tempos, e criada especialmente para o Balé Teatro Guaíra”, afirma Rodrigo Fornos, diretor e produtor do espetáculo.

O Grande Circo Místico, obra inspirada no poema de mesmo nome do poeta Jorge de Lima, do livro A Túnica Inconsútil (1938), foi composta por Chico Buarque e Edu Lobo especialmente para o Balé Teatro Guaíra, em 1982. A estreia ocorreu no Guairão, em março de 1983, e foi um enorme sucesso no Brasil inteiro.

A produção e realização deste espetáculo tem a parceria do Projeto Broadway – escola de teatro musical, com formação em teatro, dança, música e canto, que conta em sua equipe de profissionais preparadores vocais, preparadores de movimento e cena, além dos cantores habilitados e preparados em concepção cênica, dança, história do teatro e canto. 

O espetáculo O Grande Circo Místico tem produção e direção de Rodrigo Fornos. Direção cênica de Ricardo Bührer e Rodrigo Fornos. Direção musical e arranjos instrumentais e vocais de Rodrigo Henrique. Direção coreográfica de Juliana Caillot. Iluminação de Lucas Amado. Produção e realização de Rodrigo Fornos e Projeto Broadway. Apoio do Centro Cultural Teatro Guaíra, Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba.

Serviço:

O Grande Circo Místico

Datas: 23 e 24/9 (6ª feira e sábado) às 20h30 | 25/9 (domingo) às 19h

Local: Teatro Guairinha – R. XV de Novembro, 971 – Centro

Ingressos: R$ 60,00 (inteira + taxas) e R$ 30,00 (meia + taxas)

Vendas pelo site: https://bit.ly/3REnlWt

Classificação indicativa: livre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Dig Dutra estreia espetáculo “Inesgotável” e comemora 30 anos de carreira no Teatro Cena Hum

O monólogo “Inesgotável” inicia turnê na capital paranaense, com apresentações nos dias 17, 18, 23, 24 e 25 de setembro, no Teatro Cena Hum, sob direção do parceiro profissional e amigo de longa data George Sada, diretor e fundador da Cena Hum Academia Multiartes, da qual Dig foi professora. Todas as sessões ocorrem às 20h e os ingressos podem ser adquiridos pelo Sympla, a partir de R$25,00 (meia entrada). Acesse https://www.sympla.com.br/inesgotavel__1702738 .

Com texto assinado por Alice Bacelar, o espetáculo retrata uma mulher ressentida, que faz da obsessão a razão da sua existência. Dig dá vida a uma (per)seguidora voraz, uma stalker, uma vilã contemporânea que pode estar ao seu lado ou dentro de você. Uma mulher com uma personalidade doentia tão forte que, para compô-la, além de desenvolver um trabalho preciso e detalhista de corpo e voz, a atriz passou a receber assessoria psicológica.

“Busquei a psicologia para um maior entendimento sobre os gatilhos e motivações que impulsionam a personagem. Hoje em dia, com tamanha exposição nas redes sociais, é cada vez mais comum desenvolver uma obsessão ou ser vítima dela”, afirma. “Inesgotável é um grito de socorro, mas também, e acima de tudo, é um grito de alerta. Traz à tona um tema atual e polêmico que nos faz refletir sobre quais pensamentos mórbidos podem estar escondidos por trás de um sorriso simpático”.

Sobre a parceria com George Sada, Dig conta que o diretor é fonte constante de inspiração. “Trabalhar com ele é muito enriquecedor. O George é extremamente talentoso, por isso nutro uma profunda admiração por ele. A cada ensaio aprendo mais. Ele me inspira, me motiva e ao mesmo tempo me desafia. O George foi meu professor de teatro há exatos 30 anos e eu não tenho dúvida que foi com ele que aprendi a amar a interpretação cênica. Por isso é tão significativo que esta peça seja dirigida por ele”.

Já George, cuja admiração e carinho por Dig são recíprocos, conta como o espetáculo “Inesgotável” foi criado. Segundo ele, tudo começou a partir de uma conversa sobre o tema stalkeamento entre atriz e diretor durante o período de pandemia. “Não tínhamos absolutamente nada (do espetáculo) no começo. Tudo foi sendo construído e cuidadosamente montado ao longo do tempo. O foco central da peça é o comportamento humano. Através dela, consigo unir minhas duas paixões: teatro e psicologia”, diz o diretor, que também é formado em Psicologia.

Dig Dutra
Dig Dutra já atuou em 27 peças, 15 filmes e fez mais de 90 comerciais de televisão. Participou das novelas Sete Pecados, Senhora do Destino, Alma Gêmea, Da Cor do Pecado, Belíssima, Paraíso Tropical, Duas Caras, Amor e Intrigas, Começar de Novo, Beleza Pura, Pé na Jaca, entre outras. Também marcou presença em A Diarista, Sob Nova Direção, A Grande Família, Faça Sua História, Carga Pesada, Linha Direta Justiça, A Turma do Didi, Xuxa no Mundo da Imaginação e Conto ou Não Conto. No teatro, dividiu o palco com grandes nomes como Chico Anysio, Dercy Gonçalves e Francisco Cuoco. Outra atuação marcante foi na encenação da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, em Pernambuco, como Maria Madalena.  École Rudra Bjàst na Suíca
George Sada
Fundador e diretor da Cena Hum Academia Multiartes, complexo do qual faz parte o Teatro Cena Hum, George Sada é graduado em Artes Cênicas pela PUC-PR (1989) e em Psicologia pela Universidade Federal do Paraná (1985), com pós graduação em Arte Educação pela Faculdade de Artes do Paraná (1993). Professor de interpretação na Escola de Dança do Teatro Guaíra e da École Rudra Bjàst na Suíça. É autor, ator, diretor, sonoplasta, maquiador de espetáculo, figurinista, cenógrafo e professor de teatro. Tem no currículo diversos trabalhos na área das artes cênicas, como por exemplo a direção da Opereta “Sapateira Prodigiosa”, do musical “Vinilidades” e do espetáculo on-line “Farol”.
Ficha Técnica
Texto: Alice Bacelar, com supervisão dramatúrgica de Ivanise Ribeiro
Direção: George Sada
Elenco: Dig Dutra
Cenografia: George Sada
Figurino: Cristiane Conde
Maquiador: Marcelino de Miranda
Preparador Corporal: André Morais
Iluminador: Nádia Luciani
Sonoplasta: Chico Nogueira
Designer Gráfico: André Morais
Imagens audiovisuais: Ricardo Janotto
Visagismo/Videos: Neusa Miranda
Diretor Executivo: Cicero Lira (CL Produções)

Fptografia: Silvia e Cesar Roman

Serviço:

Inesgotável

Quando:  17, 18, 23, 24 e 25 de setembro de 2022

Horário: 20 horas

Onde: Teatro Cena Hum (Rua Sen. Xavier da Silva, 166, São Francisco, Curitiba-PR)

Ingressos: R$ 25,00 (meia) e R$ 50,00 (inteira)

Classificação etária: 12 anos

Mais informações: (41)99943-9396

Últimos dias da mostra de Juarez Machado no MON

Termina no dia 18 de setembro (domingo) a exposição “Juarez Machado – Volta ao Mundo em 80 Anos”, em cartaz na Sala 3 do Museu Oscar Niemeyer (MON). 

Criada em comemoração aos 80 anos do artista, celebrados em 2021, a mostra é o mais completo panorama já apresentado sobre a obra de Juarez Machado, somando mais de 170 itens de pintura, desenho, fotografia, escultura e instalação. 

A exposição abrange desde o início da carreira do pintor em Curitiba, nos anos 1960, até sua fase internacional nos anos 1970 e 1980, já estabelecido como um dos mais relevantes artistas contemporâneos do país.

Estão presentes os temas e elementos mais representativos da obra de Juarez – das bicicletas às mulheres, passando por referências biográficas e pela crítica social e política. 

Trajetória

Nascido em Joinville (SC), Juarez Machado estudou na Escola de Música e Belas Artes do Paraná entre 1961 e 1965 e fez suas primeiras exposições na capital paranaense, onde também trabalhou como cenógrafo para teatro e televisão. 

Deste período, podem ser vistos trabalhos como os desenhos feitos com graxa de sapato quando o artista ainda não tinha meios para adquirir materiais, além de sua primeira tela premiada. 

Contemporâneo de nomes como Fernando Velloso, João Osorio Brzezinskie Fernando Calderari, o artista desenvolveu seu estilo único ainda durante seus anos em Curitiba, contribuindo para um importante capítulo da arte moderna da cidade antes de sua mudança para o Rio de Janeiro. 

No Rio, além de integrar o principal circuito das artes, o multiartista ganhou notoriedade como cartunista para publicações como “O Pasquim” e tornou-se popularmente conhecido ao criar um quadro para o programa “Fantástico”, da TV Globo, entre 1973 e 1978.

Até hoje lembrados pelo público, os vídeos em que Juarez Machado atua como mímico e interage com seus desenhos foram integrados à exposição, juntamente com suas criações para formatos como capas de livros e discos. 

A mostra também inclui obras produzidas nos diferentes locais onde o artista estabeleceu ateliês ao deixar o Brasil – o mais famoso deles no famoso bairro de Montmartre, em Paris, para onde o artista se mudou em 1986. 

Catálogo

No dia 15 de setembro, será lançado o catálogo da exposição contendo textos do curador Edson Busch Machado, do crítico de arte Fernando Bini e da marchand Liliana Mendes Cabral – idealizadora da exposição e representante do artista em Curitiba. 

Serviço

Exposição “Juarez Machado – Volta ao Mundo em 80 Anos”

Até 18 de setembro de 2022

Sala 3

Museu Oscar Niemeyer (R. Marechal Hermes, 999), (41) 3350-4400. De terça a domingo, das 10h às 17h30 (permanência até 18h). R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada). Toda quarta-feira, entrada gratuita.

www.museuoscarniemeyer.org.br