Nesta segunda, 31 municípios paranaenses registraram as temperaturas mais baixas de 2021

Oficialmente, ainda faltam 28 dias para o inverno. No entanto, 31 municípios paranaenses registraram as suas temperaturas mais geladas do ano nesta segunda-feira de outono (24), segundo dados do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar). Ao todo, o órgão monitora estações em 51 municípios, configurando recordes de frio em 60% delas.

O frio é consequência de uma massa de ar seco e polar que chegou ao território do Estado ainda no domingo (23) e, embora não tenha causado temperaturas negativas, se estendeu por diversas regiões.

“Essa massa tem origem na Antártida e é trazida ao Paraná por ventos que sopram da Argentina, se deslocando pela Cordilheira dos Andes até chegar ao Sul do País”, explica Reinaldo Kneib, meteorologista do Simepar. “É uma massa intensa, com grande quantidade de ar frio e seco, que provocou quedas de temperatura bastante bruscas”.

A temperatura mais baixa do dia foi registrada em Entre Rios do Oeste, na região Oeste do Paraná, chegando a 1,7°C. Anteriormente, o dia mais frio que o município havia registrado em 2021 era 2,6°C. Toledo foi a segunda colocada do dia, com 1,8°C – sua menor temperatura anterior era de 4,8°C.

As estações do Simepar que registram o frio recorde estão espalhadas por todo o Paraná: no Noroeste (Altônia, Cianorte, Loanda, Londrina, Maringá, Paranavaí e Umuarama), Litoral (Antonina), Vale do Ivaí (Apucarana), Oeste (Assis Chateaubriand, Cascavel, Entre Rios do Oeste, Foz do Iguaçu, Guaíra, Palotina, Santa Helena e Toledo), Sudoeste (Capanema e Pato Branco), Norte Pioneiro (Cambará e Santo Antônio da Platina), Norte (Cornélio Procópio), Centro (Cândido de Abreu), Região Metropolitana de Curitiba (Cerro Azul, Curitiba e Pinhais), Centro-Sul (Fernandes Pinheiro e Laranjeiras do Sul), Campos Gerais (Ponta Grossa e Telêmaco Borba) e Centro-Oeste (Ubiratã).

No Paraná como um todo, as temperaturas mínimas oscilaram entre 1,7°C e 14,6°C. Em 2021, a temperatura mais baixa registrada foi no município de General Carneiro, na região Sul, que atingiu -0,1°C na manhã de 28 de abril.

O frio permanece no Estado ainda na terça-feira (25), e a previsão é que as temperaturas voltem a subir já na quarta (26), à medida em que a massa polar siga para o Oceano Atlântico. No entanto, com a aproximação do inverno, o frio deve ficar cada vez mais frequente. “Essa massa foi mais intensa do que as últimas, e a partir de agora será cada vez mais comum”, reforça meteorologista Kneib.

GEADA 

O Simepar também alerta para possível ocorrência de geadas nesta terça-feira (25) nas regiões Sudoeste, Sul, Centro-Sul, Campos Gerais e Região Metropolitana de Curitiba. Em outras regiões, mesmo sem geada, o frio continua. “No Sudoeste, na região de Pato Branco, Francisco Beltrão e Palmas, e no Centro, em Guarapuava, veremos geadas mais fracas. Já na região Sul, ela pode ser mais forte”, explica Kneib.

Já na quarta-feira (26), a previsão é que a massa fria siga para o Litoral, diminuindo o risco de geada. Mesmo com o frio expressivo, a ocorrência da geada é prevista apenas para fundos de vales, em áreas protegidas do vento.

O meteorologista aponta que as condições necessárias para geada envolvem temperaturas abaixo de 5°C, umidade muito baixa e pouco vento, o que reduz as chances do alerta para fenômeno a partir do afastamento do ar polar. “As temperaturas mínimas para quarta já devem estar acima de 5°C, diminuindo essa possibilidade”, afirma.

Confira abaixo os municípios que atingiram o recorde anual e suas respectivas temperaturas:

Altônia: 8,3°C (menor temperatura anterior: 11°C)

Antonina: 10,7°C (menor temperatura anterior: 13,3°C)

Apucarana: 8,1°C (menor temperatura anterior: 10,4°C)

Assis Chateaubriand: 5,1°C (menor temperatura anterior: 7,5°C)

Capanema: 4°C (menor temperatura anterior: 5,6°C)

Cambará: 3,6°C (menor temperatura anterior: 6,7°C)

Cândido de Abreu: 5,2°C (menor temperatura anterior: 6,1°C)

Cascavel: 2,4°C (menor temperatura anterior: 3°C)

Cerro Azul: 3,7°C (menor temperatura anterior: 7,4°C)

Cianorte: 6,9°C (menor temperatura anterior: 11,1°C)

Cornélio Procópio: 6,9°C (menor temperatura anterior: 10,2°C)

Curitiba: 6,7°C (menor temperatura anterior: 8,6°C)

Entre Rios do Oeste: 1,7°C (menor temperatura anterior: 2,6°C)

Fernandes Pinheiro: 3,6°C (menor temperatura anterior: 6°C)

Foz do Iguaçu: 5,6°C (menor temperatura anterior: 6,8°C)

Guaíra: 6,9°C (menor temperatura anterior: 8,4°C)

Laranjeiras do Sul: 5,2°C (menor temperatura anterior: 6,6°C)

Loanda: 8,1°C (menor temperatura anterior: 11,8°C)

Londrina: 8,1°C (menor temperatura anterior: 10,2°C)

Maringá: 8,3°C (menor temperatura anterior: 8,8°C)

Palotina: 3,4°C (menor temperatura anterior: 4,6°C)

Paranavaí: 7,6°C (menor temperatura anterior: 9,8°C)

Pato Branco: 4,8°C (menor temperatura anterior: 4,8°C)

Pinhais: 6°C (menor temperatura anterior: 7,3°C)

Ponta Grossa: 4,1°C (menor temperatura anterior: 4,7°C)

Santa Helena: 4,6°C (menor temperatura anterior: 7,3°C)

Santo Antônio da Platina: 7,2°C (menor temperatura anterior: 10,9°C)

Telêmaco Borba: 3,1°C (menor temperatura anterior: 4,4°C)

Toledo: 1,8°C (menor temperatura anterior: 4,8°C)

Ubiratã: 5,6°C (menor temperatura anterior: 9,1°C)

Umuarama: 7,4°C (menor temperatura anterior: 11,1°C)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bolsonaro anuncia apoio para 750 mil caminhoneiros comprarem diesel

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (21), em Sertânia (PE), que o governo pretende pagar um auxílio a cerca de 750 mil caminhoneiros para compensar o aumento do diesel. Segundo ele, os números relacionados à medida serão informados nos próximos dias. A declaração foi dada durante evento de inauguração do Ramal do Agreste das obras de transposição do Rio São Francisco.

“O preço do combustível lá fora está o dobro do Brasil. Sabemos que aqui é um outro país, mas grande parte do que consumimos em combustível, ou melhor, uma parte considerável, nós importamos e temos que pagar o preço deles lá de fora. Decidimos, então, atender aos caminhoneiros autônomos. Em torno de 750 mil caminhoneiros receberão uma ajuda para compensar o aumento do diesel. Fazemos isso porque é através deles que as mercadorias e os alimentos chegam nos quatro cantos do país”, disse o presidente

Horas após a agenda em Pernambuco, durante sua live semanal nas redes sociais, o presidente voltou a comentar a medida e acrescentou que o programa de apoio aos caminhoneiros deve pagar um auxílio de R$ 400 por mês, ao custo de R$ 3 bilhões.

O último reajuste definido pela Petrobras no preço do diesel entrou em vigor no dia 1º de outubro. O combustível acumula alta de mais de 30% este ano. Até a semana passada, o preço médio do produto vendido nos postos era de R$ 4,97, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Transposição

O Ramal do Agreste, inaugurado pelo presidente Jair Bolsonaro, recebeu R$ 1,6 bilhão em recursos públicos. Maior obra hídrica em andamento no estado de Pernambuco, o trecho tem 70 quilômetros (km) de extensão, entre as cidades de Sertânia e Arcoverde, e vai atender um total de 68 municípios onde vivem cerca de 2 milhões de habitantes.

O governo federal também inaugurou, na Barragem de Campos, a captação definitiva do Ramal de Sertânia, estrutura da Adutora do Pajeú. Com isso, serão atendidas 37 mil pessoas da cidade de Sertânia. O investimento federal nesta obra foi de R$ 10 milhões.

Jornada das Águas

Pela manhã, Jair Bolsonaro participou da inauguração das obras do trecho final do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. A inauguração aconteceu em São José de Piranhas, na Paraíba, durante evento da Jornada das Águas.

A Jornada das Águas começou na segunda-feira (18), em São Roque de Minas, no norte de Minas Gerais, região da nascente do Rio São Francisco, e vai terminar em Propriá, em Sergipe, no dia 28 de outubro.

A viagem de dez dias, liderada pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, percorrerá os nove estados do Nordeste com anúncios e entrega de obras de infraestrutura, preservação e recuperação de nascentes e cursos d’água, saneamento, irrigação, apoio ao setor produtivo e aos municípios, além de ações de governança, com propostas de mudanças normativas no setor.

Bolsonaro anuncia apoio para 750 mil caminhoneiros comprarem diesel

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (21), em Sertânia (PE), que o governo pretende pagar um auxílio a cerca de 750 mil caminhoneiros para compensar o aumento do diesel. Segundo ele, os números relacionados à medida serão informados nos próximos dias. A declaração foi dada durante evento de inauguração do Ramal do Agreste das obras de transposição do Rio São Francisco.

“O preço do combustível lá fora está o dobro do Brasil. Sabemos que aqui é um outro país, mas grande parte do que consumimos em combustível, ou melhor, uma parte considerável, nós importamos e temos que pagar o preço deles lá de fora. Decidimos, então, atender aos caminhoneiros autônomos. Em torno de 750 mil caminhoneiros receberão uma ajuda para compensar o aumento do diesel. Fazemos isso porque é através deles que as mercadorias e os alimentos chegam nos quatro cantos do país”, disse o presidente.

Horas após a agenda em Pernambuco, durante sua live semanal nas redes sociais, o presidente voltou a comentar a medida e acrescentou que o programa de apoio aos caminhoneiros deve pagar um auxílio de R$ 400 por mês, ao custo de R$ 3 bilhões.

O último reajuste definido pela Petrobras no preço do diesel entrou em vigor no dia 1º de outubro. O combustível acumula alta de mais de 30% este ano. Até a semana passada, o preço médio do produto vendido nos postos era de R$ 4,97, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Transposição

O Ramal do Agreste, inaugurado pelo presidente Jair Bolsonaro, recebeu R$ 1,6 bilhão em recursos públicos. Maior obra hídrica em andamento no estado de Pernambuco, o trecho tem 70 quilômetros (km) de extensão, entre as cidades de Sertânia e Arcoverde, e vai atender um total de 68 municípios onde vivem cerca de 2 milhões de habitantes.

O governo federal também inaugurou, na Barragem de Campos, a captação definitiva do Ramal de Sertânia, estrutura da Adutora do Pajeú. Com isso, serão atendidas 37 mil pessoas da cidade de Sertânia. O investimento federal nesta obra foi de R$ 10 milhões.

Jornada das Águas

Pela manhã, Jair Bolsonaro participou da inauguração das obras do trecho final do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. A inauguração aconteceu em São José de Piranhas, na Paraíba, durante evento da Jornada das Águas.

A Jornada das Águas começou na segunda-feira (18), em São Roque de Minas, no norte de Minas Gerais, região da nascente do Rio São Francisco, e vai terminar em Propriá, em Sergipe, no dia 28 de outubro.

A viagem de dez dias, liderada pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, percorrerá os nove estados do Nordeste com anúncios e entrega de obras de infraestrutura, preservação e recuperação de nascentes e cursos d’água, saneamento, irrigação, apoio ao setor produtivo e aos municípios, além de ações de governança, com propostas de mudanças normativas no setor.