Motoqueiros são multados por fazer muito barulho na Batel

Motoqueiros são multados por fazer muito barulho na Batel

Polícia flagra e multa motos cortando giro. Você acha isso certo?

0 Comments

  1. Bom, aceleração brusca faz parte do quadro de punições do CTB, só acho que não era necessário essa abordagem com revista, mão na cabeça e pernas abertas como se fossem criminosos, bastava abordar os pilotos e aplicar a multa devida.

  2. Eles não respeitam nada nem ninguém. Dentro de hospitais é um inferno quando passa uma desgraça dessa. Tinha é que levar pro pátio do Detran e mandar desfazer a adulteração. Moto tem que fazer barulho , mas não deste jeito. O pior é quando tem gente idosa ou criança pequena onde passam estas verdadeiras desgraças sem pai nem mãe.

    Art. 98. Nenhum proprietário ou responsável poderá, sem prévia autorização da autoridade competente, fazer ou ordenar que sejam feitas no veículo modificações de suas características de fábrica.

    Parágrafo único. Os veículos e motores novos ou usados que sofrerem alterações ou conversões são obrigados a atender aos mesmos limites e exigências de emissão de poluentes e ruído previstos pelos órgãos ambientais competentes e pelo CONTRAN, cabendo à entidade executora das modificações e ao proprietário do veículo a responsabilidade pelo cumprimento das exigências.

  3. Esse tipo de abordagem é padrão pois nunca se sabe se que está atras do volante ou pilotando uma moto é um pai de família ou um marginal

  4. hahaha os PLAYBOYS se fuderam bonito. Via publica não é pista de corrida, não há motivo algum para ficar acelerando e no local há um hospital próximo. Foi pouco multar tinha que deitar na bala! kkkkkkkkkkkk

  5. Lauro Mlnchnk Desnecessário pois são cidadãos e não animais, mas o Gustavo Pimenta tem um ponto válido, nunca se sabe se são marginais ou pais de família, mas vou pegar um exemplo de fora da nossa sociedade Brasileira atual, na américa no norte um policial quando aborda um motociclista que fez algo de errado nunca o coloca contra a parede para a revista, a não ser que ele esteja sendo extremamente irresponsável, executando manobras perigosas em vias públicas por exemplo. E eu sinceramente não acho que aceleração brusca parado em um sinal vermelho seja passiva de revista. Mas esta é minha opinião que expresso livremente neste blog, há quem concorde e quem discorde, não estou enaltecendo os motociclistas fazendo showzinho e nem diminuindo os policiais que estão fazendo nada mais que seu trabalho e seguindo protocolos, acho certíssimo o que eles fizeram, são situações como esta que mostram que a fiscalização fica cada vez mais rígida e eficiente.

  6. O problema aí não está só no fato de eles acelerarem as motos mas outras irregularidades como o fato de estarem de bermuda, algo que pode prejudicá-los, caso caem!! E a revista policial é padrão, para saber se as pessoas que estão sendo autuadas estão armadas ou não!! Correta autuação!!

  7. Fui multado por excesso de ruído, o que devo fazer?

    Após o recebimento da notificação e da multa, você deve entrar com recurso com base no enquadramento legal dentro das especificações de ruído.
    Se o pedido for indeferido em 1ª. Instância, entrar com defesa para 2ª Instância.
    É muito importante observar se o agente utilizou algum aparelho para medição, bem como todos os procedimentos exigidos por lei, conforme segue:

    * Norma NBR 9714/2000 e o artigo 280 do Código Brasileiro de Trânsito que diz: “Seção I Da Autuação, § 2º – A infração deverá ser comprovada por declaração da autoridade ou do agente da autoridade de trânsito, por aparelho eletrônico ou por equipamento audiovisual, reações químicas ou qualquer outro meio tecnologicamente disponível, previamente regulamentado pelo CONTRAN”.

    * Resolução CONAMA nº 252/1999, Art 1º § 4o – Para fins de inspeção obrigatória e fiscalização de veículos em uso, os ensaios para medição dos níveis de ruído deverão ser feitos de acordo com a norma brasileira NBR 9714 – Ruído Emitido por Veículos Automotores na Condição Parado – Método de Ensaio, no que se refere à medição de ruído nas proximidades do escapamento, utilizando-se equipamento previamente calibrado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial-INMETRO ou laboratórios pertencentes à Rede Brasileira de Calibração-RBC, observada a seguinte alteração no tocante à velocidade angular do motor, que deverá ser estabilizada nos seguintes valores, onde N é a máxima velocidade angular de potência máxima do motor, sendo admitida uma variação máxima de ± 100 rpm.

    O que claramente significa que o agente não pode simplesmente submeter a motocicleta a uma alta aceleração e de “ouvido” realizar um teste de emissão de ruídos.

  8. A polícia agiu da maneira correta! e os multou pwlo motivo certo perturbação ao sossego afinal poluição sonora também é passível de multa + advertência verbal nada contra, gosto muito de motos mas sem sacanear né!

  9. entao nao precisa preocupar com isso entao?!
    barulho pode fazer o qto quiser entao?!
    pq sera q existe entao a policia de transito, pra cuidar de outras coisas q nao do transito!?

  10. Que eu saiba usar bermuda não é nenhuma irregularidade, logo não estão infringindo leis. Os únicos prejudicados seriam eles caso haja uma colisão ou queda.

  11. Bruno Cand …. o artigo aplicado seria este, na parte do vestuário:
    '' Art. 244. Conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor:
    I – sem usar capacete de segurança com viseira ou óculos de proteção e vestuário de acordo com as normas e especificações aprovadas pelo CONTRAN;
    […]''. ;-))

  12. Antonio Lopez Cordeiro , concordo com você, as piores consequências é para o motociclista, eu gosto de andar de modo e sei como é gostoso andar com roupas de verão, o problema que qualquer tombinho aí você fica todo ralado!! rsrs.

  13. Kleon Rockenbach a lei é para todos, não deve haver distinção, se eles pararem 2 motoqueiros de CG na saída da Av das Torres, ou um casal numa Superbike na Batel, devem serguir o mesmo procedimento, ponto pra PM 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1º Festival de Jägermeister de Curitiba terá drinks exclusivos com preços a partir de R$ 15

O evento, promovido pelo restobar The Weknd em parceria com a marca alemã, será realizado entre os dias 21 de janeiro e 4 de fevereiro, com seis opções de coquetéis

O Jägermeister, um dos destilados mais famosos do planeta, ganhará um evento especial na capital paranaense. Entre os dias 21 de janeiro e 04 de fevereiro, o restobar The Weknd, em parceria com a marca alemã, vai promover o 1° Festival de Jägermeister de Curitiba, que contará com seis drinks exclusivos com preços a partir de R$ 15.

Elaborado com 56 ervas, raízes e temperos, o Jägermeister já é saboroso puro. Prova disso é o Shot Jäger, um grande sucesso mundial, que no festival custará R$ 15. Outra pedida no formato será o Shot Jäger Weknd, preparado com o destilado, xarope de maracujá e espuma de gengibre (R$ 15). Para quem gosta de coquetéis clássicos, uma ótima opção será a releitura do famoso Negroni, o Negroni Jäger, que combina gim e Ramazzoti com a bebida estrela do evento (R$ 25).

Divulgação

Para quem busca uma opção mais refrescante, com a cara do verão, o Jägersummer será uma ótima pedida: Jägermeister com limão tahiti e tônica (R$ 25). Outro coquetel interessante para os dias mais quente será o Jägermatte, preparado com o destilado combinado a suco de limão e chá mate (R$ 25). Para fechar o menu, o clássico Jägerbomb, que alia Jägermeister com energético Red Bull (R$ 25).

Rock e Gastronomia

Inaugurado no último mês de novembro, o The Weknd surgiu para aliar música ao vivo, drinks, cervejas especiais e churrasco completo em um só ambiente. Com capacidade para cerca de 200 pessoas, o espaço é dedicado ao rock, seja com bandas covers de clássicos, de rock independente e discotecagens que celebram o estilo.

O 1° Festival de Jägermeister de Curitiba será realizado entre os dias 21 de janeiro a 04 de fevereiro, no The Weknd (Av. Nossa Senhora da Penha, 148), no bairro Cristo Rei. O restobar funciona de terça-feira a domingo, das 18h às 01h. Mais informações no perfil oficial do bar no Instagram (@thewekndcwb).

Teatro da Vila terá oficina de teatro para crianças e adolescentes

Que tal aproveitar as férias para fazer uma oficina de teatro? O encontro para crianças e adolescentes de 10 a 18 anos, será feito no novo espaço cultural, o Teatro da Vila, na CIC, nas tardes dos dias 26 a 28 de janeiro. As inscrições são gratuitas e estão abertas no espaço, de terça a domingo das 9h às 18h.

A oficina Jogos Teatrais como estímulos na formação de leitores será conduzida pelo arte-educador Victor Carlim. Com alegria e diversão, serão ensinadas técnicas de cena que estimulam a integração com os outros, consigo mesmo e com o universo de histórias clássicas, repleto de reflexões sobre natureza, vida e paixões.

Jogos teatrais, trechos de textos literários e processos criativos de construção de história serão os principais conteúdos trabalhados. A intenção é proporcionar uma nova percepção do público sobre como as histórias criam o que vemos no mundo e abrir os olhares para diferentes culturas.

Facilitador

Mestrando em Artes, Victor Carlim é ator e professor de artes. Com ênfase em teatro, em exercício desde 2012, estuda as relações de teatro, improviso e comédia desde 2015. Possui sua pesquisa e experiência voltada para a comédia,inserções de outras linguagens no trabalho do ator e modalidades de mediação artística para o espectador contemporâneo. Em meio a isso, estuda e desenvolve projetos de arte-educação e roteiros cinematográficos de forma independente.

Serviço:

Oficina gratuita de teatro
Jogos teatrais como estímulos na formação de leitores
de 26 a 28 de janeiro, 14h às 17h

Inscrições:
É grátis!
Bilheteria do Teatro da Vila: de terça a domingo das 9h às 18h.
Local: R. Davi Xavier da Silva, 451 – Cidade Industrial de Curitiba