Motociclistas são os que mais morrem em acidentes de trânsito em Curitiba

Curitiba registrou 181 mortes no trânsito em 2020. O total foi de 178 acidentes – houve três ocorrências com dois óbitos cada. A principal vítima foi o ocupante de motocicleta – 69 perderam a vida no trânsito, o correspondente a 38,1% de todas as mortes. 

Entre os óbitos aparecem ainda 65 pedestres, 29 ocupantes de automóvel e 15 ciclistas. Uma das vítimas fatais estava em caminhão e outras duas em ônibus. Os dados constam em relatório com a análise do Programa Vida no Trânsito (PVT), coordenado de forma conjunta pelas secretarias municipais da Saúde e de Defesa Social e Trânsito, e divulgado na programação deste Maio Amarelo. 

Apesar da redução de 41,6% nas mortes registradas na capital na última década, no ano passado houve aumento de 7% na comparação com o ano anterior, quando foram 169 mortes.

“Mesmo com menos veículos nas ruas em decorrência da pandemia de covid-19, 2020 infelizmente registrou aumento no total de acidentes fatais e a imprudência pode ter sido um fator decisivo para este resultado”, aponta a superintendente de Trânsito, Rosangela Battistella.

“Este é mais um motivo pelo qual estamos reduzindo o limite de velocidade permitido em diversas ruas da cidade”, acrescenta a superintendente. 

Perfil das vítimas

A observação da distribuição percentual dos óbitos por tipo de acidente corrobora com o apontado sobre tipo de vítima. Entre os acidentes mais ocorridos em 2020 estão o atropelamento, representando 35,4%, e a colisão (entre quaisquer tipos de veículo), 39,2% como tipo de acidente que ocasionou óbitos. 

Na análise dos óbitos por faixa etária e sexo é possível apontar o homem jovem (20 a 29 anos) como a principal vítima fatal. Dos 45 óbitos ocorridos nesta faixa etária em 2020, 42 foram de pessoas do sexo masculino.

“Em 2020, a taxa de mortalidade, que indica o risco de morrer por um agravo, está distribuída de forma semelhante entre algumas faixas etárias do adulto e do idoso”, explica Anna Rosa Ruzyk, integrante da Comissão de Coleta, Análise e Gestão da Informação do PVT. Destacam-se as faixas etárias de 80 anos e mais com uma taxa de 17,6 para 100 mil habitantes, de 20 a 29 anos com 15,3/100 mil hab e de 70 a 79 anos com 12,6/100 mil hab.

Em relação aos dias da semana em que mais ocorreram os acidentes fatais, levando em consideração o número de óbitos, é possível observar o sábado e a terça-feira. Quanto ao horário do dia, destaca-se a noite, principalmente na faixa horária das 18h e das 20h.

Ruas mais seguras

O PVT é a denominação no Brasil do Projeto Road Safety in Ten Countries (“RS-10”). O programa agora entra em sua segunda década, com o objetivo de reduzir em 50% as mortes no trânsito, tendo como parâmetro os dados do último ano. Tem suporte da Organização Panamericana de Saúde (Opas), com o apoio da OMS.

Compõem o Comitê de Análise de Acidentes oficiais do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Batalhão de Polícia Rodoviário (BPRv); engenheiros de trânsito, agentes de educação e fiscalização da Setran, médico do Siate, perito do Instituto de Criminalística, representante da Urbs, representante da Secretaria de Estado da Saúde (PVT Estadual) e técnicos da Secretaria Municipal da Saúde. A partir deste ano contará com apoio da Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran).

Visão Zero e mobilidade segura

“A promoção da mobilidade segura e sustentável é prioridade para a Prefeitura de Curitiba”, afirma o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur. 

Dentro deste contexto, o município tem em curso uma série de projetos e ações para reduzir ao máximo o número de acidentes, com foco no conceito Visão Zero pactuado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e ao New Development Bank (NDB), organismos parceiros da Prefeitura no financiamento dos projetos de transporte, e pela melhoria da qualidade dos deslocamentos nos mais diversos modais por toda a cidade.

“Fazem parte deste processo os projetos de evolução do transporte público, com o Inter 2 e BRTs Norte-Sul, Leste-Oeste e a promoção da intermodalidade como um dos vetores de desenvolvimento, com novas centralidades, calçadas acessíveis – inclusive com vistas à mobilidade de gênero e a ampliação da malha cicloviária”, explica o presidente do Ippuc. 

De acordo com Jamur, é um conjunto de intervenções que envolve todos os órgãos da municipalidade desde o planejamento urbano, pelo Ippuc, obras de pavimentação pela Smop, sinalização e segurança viária, pela Setran, entre outras medidas para a preservação da vida no espaço urbano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Restaurante japonês promove 1º Festival do Atum de Curitiba a R$ 10

Atenção amantes do mar! A partir desta sexta-feira, dia 1º de julho, o Ken’eki, restaurante de culinária japonesa contemporânea comandado pelo chef Dudu Sperandio, vai promover a primeira edição do Festival do Atum, que irá oferecer dez opções de preparos que levam o atum como protagonista pelo preço fixo de R$ 10 cada.

Entre os destaques do evento estão o Atum Grelhado com Crosta de Gengibre, o mini Tartare de Atum; o Carpaccio de Atum e Tartufata; e o Tuna Salad, com cubos de atum, rúcula, botarga e molho especial da casa. O restaurante ainda oferece diversas porções de niguiri, sashimi, uramiki, entre outros preparos de excelência.

Propondo uma harmonização completa, o Ken’eki trabalha com drinks a base de sake e gin. Além disso, os amantes de atum poderão aproveitar o festival em um ambiente refinado e aconchegante, que vai da parte interna ao deck frontal do empreendimento.

O 1º Festival do Atum do Ken’eki (Rua Myltho Anselmo da Silva, nº 1439) vai acontecer durante todo o mês de julho. Mais informações no Instagram oficial do empreendimento (@keneki.sushi).

Começa amanhã o 7º Festival do Fettuccine no Grana Padano do Ernesto Ristorante

Produzido na planície de Padana, na Itália, o queijo grana padano conquistou o paladar dos amantes da gastronomia ao redor do mundo, em especial dos brasileiros. Afinal, quem não gosta de uma boa massa artesanal preparada dentro de uma enorme peça do queijo, não é mesmo? O fettucine, típico da culinária italiana, ganha ainda mais sabor neste preparo irresistível.

Pensando nesta combinação perfeita, o Ernesto Ristorante, clássico restaurante italiano de Curitiba, comandado pelo chef Dudu Sperandio, vai promover durante todo o mês de julho o 7º Festival do Fettucine no Grana Padano. “Aqui no Ernesto, finalizamos o preparo dentro do Grana Padano, queijo que passa por 12 meses de maturação, seguindo uma forte tradição italiana. Desde que fizemos o primeiro festival, o preparo logo se transformou em uma marca registrada do nosso restaurante”, comenta Dudu Sperandio.

Grande responsável pelo evento, o chef Dudu Sperandio cuida diretamente do preparo do prato, que já na apresentação conquista os apaixonados por gastronomia. “A massa, quase pronta, é finalizada dentro de uma enorme peça de queijo Grana Padano flambado, para aproveitar o máximo do sabor do queijo, bem no meio do salão. Assim, a experiência gastronômica deixa de ser apenas para o paladar, passando a ser, também, uma experiência visual”, destaca o chef.

Durante o 7º Festival do Fettuccine no Grana Padano, os clientes podem escolher entre diversas receitas exclusivas do preparo: fettuccine no grana padano flambado (R$ 79 ou R$ 129 no menu completo), fettuccine no grana padano flambado e trufado (R$ 89 ou R$ 139 no menu completo); mignon grelhado com molho grana e fettuccini no grana padano (R$ 99 ou R$ 149 no menu completo); mignon grelhado com molho trufado e fettuccini no grana padano (R$ 109 ou R$ 159 no menu completo); e fettuccine no grana padano flambado com lascas de botarga e raspas de limão (R$ 99 ou R$ 149 no menu completo).

Para quem optar pelo menu completo, o restaurante oferece dois pratos de entrada: endívia com brie morno e marmelada de maçã com canela ou polenta brustolada com cogumelos e creme de gana padano. Na parte das sobremesas, são três opções de doces: pudim de ovos do Mosteiro de Alcobaça, pudim de leite condensado da vovó ou mousse de chocolate 70%.

O 7º Festival do Fettuccine no Grana Padano acontece entre os dias 01 e 31 de julho, no Ernesto Ristorante (Rua Myltho Anselmo da Silva, n° 1483), no bairro Mercês. O evento é válido durante o jantar, a partir das 19h30, e nos almoços de domingo, a partir das 12h. As reservas podem ser feitas pelo telefone (41) 4141-5477. Mais informações no Instagram oficial do empreendimento (@ernesto.risto).