Homem se veste de mulher e faz prova do Detran no lugar da mãe

Um homem de 43 anos foi preso por tentar se passar pela mãe durante uma prova prática do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Nova Mutum Paraná, em Rondônia. O mecânico Heitor Márcio Schiave estava vestido de mulher e usava maquiagem no dia do exame. As informações são do G1.

DIVULGAÇÃO/POLÍCIA MILITAR

Heitor foi descoberto após uma das servidoras responsável pela prova perceber que ele não se parecia com a foto do documento de identidade entregue ao Detran.

Aos policiais, Heitor explicou que a mãe estava em outra cidade, no distrito de Triunfo, e não sabia da intenção do filho.

Heitor foi enquadrado nos crimes de estelionato tentado e falsidade ideológica.

Via: Metropoles

Com quarentena, Tinder registra maior audiência da história e libera função “passaporte”

Em tempos loucos como o que estamos vivendo, é normal sentir uma mistura potente de ansiedade e solidão. O autoisolamento e fechamento de negócios impacta diretamente o cotidiano, e perdermos as trocas diárias que nos tornam humanos, desde compartilhar um sorriso até a chance de Netflix&Chill com a @ e amigues. Apesar de estarmos socialmente distantes, os membros do Tinder não se desconectaram, houve mais swipes (o famoso arrastar para lá e pra cá) no domingo, 29 de março do que em qualquer dia da história do Tinder (que já soma mais de 3 bilhões de swipes).

Os membros do Tinder em todo o mundo se uniram de maneiras surpreendentes – nossa comunidade é quase a versão digital dos italianos que vão às varandas para cantar juntos. À medida que partes do mundo entraram em quarentena, os membros começaram a usar a função Passaporte para ter informações diretas de pessoas de outros países. A taxa de uso desse recurso aumentou 15% no Brasil na última semana de março (enquanto na Alemanha: 19%, França: 20% e Índia: 25%).

O que há de novo no Tinder nas últimas semanas:

  • Globalmente, mais membros estão arrastando para cá, se conectando com novas pessoas, tendo mais conversas em geral – e essas conversas estão mais longas. As pessoas estão procurando conexões para saber se “Você está bem?” em vez de apenas dar um 
👋
  • As conversas diárias ao redor do mundo aumentaram em média 20%; e a duração média dessas conversas já se tornou 25% maior.
  • Já no Brasil, as conversas aumentaram em média 25% e elas já estão 20% mais longas.
  • Fique em casa, fique seguro, mantenha o distanciamento social, “como vai você”, emojis que representam lavar as mãos e o rosto são cada vez mais usados nas biografias.
  • A função passaporte do Tinder normalmente está disponível como um recurso nas assinaturas do Tinder Plus e Gold.

Quem quiser aproveitar, deve atualizar seu aplicativo para as versões 11.12 para iOS e Android, o que garantirá que você tenha acesso ao recurso gratuito do Passaporte

O Passaporte do Tinder está atualmente disponível como um recurso nas assinaturas do Tinder Plus e Tinder Gold. No entanto, nas próximas atualizações para iOS e Android (que deverá acontecer em torno do dia 26 de março), o recurso Passaporte será gratuito para todos.

Mais sobre o Passaporte:

Normalmente, esse é um recurso pago para assinantes do Tinder Plus e Gold. Os membros podem pesquisar por cidade ou colocar um pin no mapa de uma região escolhida, e assim, começar a dar likes, matches e conversas com membros do Tinder que estão no destino escolhido.

Como altero minha localização usando o Passaporte?

  • Toque no ícone do seu perfil
  • Selecione Configurações
  • Toque em Deslizando em (no Android) ou em Localização (no iOS)
  • Selecione Adicionar um novo local

Em quantas cidades posso usar os recursos do Passaporte?

Você pode estar virtualmente apenas em uma cidade por vez, mas pode alterar sua localização quantas vezes quiser. Os membros que você deu like ao usar o recurso do Passaporte podem ver seu perfil até um dia após a alteração dos seus locais.

Obsessão em tempos de coronavírus, papel higiênico vira torta

Em muitos países, os rolos de papel higiênico estão sumindo dos supermercados. O produto se tornou símbolo do pânico que domina a população durante a pandemia do coronavírus.

O confeiteiro Ben Cullen, de 29 anos, pegou carona nessa obsessão e fez, em forma de crítica social àa compras desenfreadas, uma torta imitando papel higiênico. Muitos dos 155 mil seguidores no Instagram custaram a acreditar que se tratasse de uma das criações do confeiteiro de Chewter (Inglaterra), mas acabaram maravilhados.

“Adorei! A situação do papel higiênico aqui está ficando louca!”, escreveu um seguidor.

Via: Jornal Extra