Guaratuba se prepara para grande movimento no feriado e vai intensificar fiscalizações

A Prefeitura de Guaratuba, espera um grande movimento para o Feriado prolongado de Sete de Setembro, especialmente porque em Curitiba ele terá cinco dias (de sábado até quarta-feira). Em entrevista à Banda B, o prefeito da cidade, Roberto Justus, afirmou que haverá um aumento na fiscalização para o cumprimento do distanciamento social, uso de álcool em gel e máscara.

Estamos pronto para um aumento que deve ser significativo neste período, até porque já há um maior movimento ecônomico na cidade, pela queda das principais restrições com o avanço da vacinação. As pessoas estão com mais interesse de vir ao litoral e isso nos anima”

Roberto Justus

Apesar da expectativa pela chegada dos turistas, o prefeito lembrou que tudo será feito com todos os cuidados necessários.

“Temos aqui um trabalho consolidado de prevenção, firmando um posicionamento de tomar uma medida de cuidado como uso de máscara e álcool em gel e vamos trabalhar intensamente neste sentido, com fiscalizações para que as coisas aconteçam da melhor forma possível”

Com relação às medidas restritivas, o prefeito salientou que está sendo seguido o decreto estadual em vigor.

“Nós acompanhamos o decreto do governo do Paraná. As praias e calçadão estão abertos, com uso de máscara e distanciamento. Também estaremos atentos com relação à manifestação do dia sete de setembro, com relação ao fechamento de algumas entradas da cidade”

Previsão do tempo

Segundo o Sistema Meterológico Simepar, vai dar praia, mas de forma moderada. Entre sábado e terça-feira a previsão é de sol, em alguns momentos entre nuvens, e as temperaturas variando entre 16°C e 27°C.

Informações Banda B

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fim de semana ensolarado termina com 31 atendimentos ao mar; adolescente de 15 anos morreu

O fim de semana ensolarado, com temperaturas próximas dos 30°C, levou muita gente ao Litoral do Paraná. Assim, o número de incidentes no mar também foi alto, segundo balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros nesta segunda-feira (29). De acordo com os dados, foram 31 atendimentos, com uma morte na cidade de Guaratuba.

A vítima fatal era moradora de Curitiba e estava com a família no Balneário Nereidas. O Corpo de Bombeiros alerta que a área não era atendida por guarda-vidas.

Em Pontal do Paraná, uma adolescente de 13 anos foi socorrida em estado grave após se afogar. Ela foi encaminhada ao Hospital Regional do Litoral.

Segundo o tenente Malaquias, do Corpo de Bombeiros, é fundamental procurar por lugares seguros ao entrar ao mar. “No Litoral do Paraná temos diversas correntes de retorno, então se ele não conhecer a área e ficar preso ao fundo, a probabilidade de afogamento é grande”, descreve.

Os atendimentos do fim de semana aconteceram em Morretes (2), Pontal do Paraná (7), Matinhos (11), Guaratuba (9) e Ilha do Mel (2).

Informações Banda B

Antonina segue Paranaguá e anuncia não realização do Carnaval 2022

A prefeitura de Antonina – no litoral do Paraná – seguiu Paranaguá e também anunciou a não realização do Carnaval 2022. No município, eram esperadas cerca de 60 mil pessoas para participar do evento, mas, por conta da pandemia de Covid-19, foi anunciado o cancelamento. A postagem foi feita por meio das redes sociais.

Mais cedo, Marcelo Roque, prefeito de Paranaguá, anunciou por meio das redes sociais nesta segunda-feira (29) a não realização do Carnaval em 2022. No Facebook, o prefeito disse que o retorno precisa ser gradual e é o “momento de reflexão e cuidado”.

Com a decisão da prefeitura, Paranaguá se tornou o primeiro município do litoral do estado a anunciar que não realizará o evento no ano que vem por conta da pandemia.


As prefeituras de Matinhos e Guaratuba, também no litoral do Paraná, ainda não se manifestaram no sentido de cancelar o carnaval de 2022.


Cancelamentos em São Paulo


Ao menos, 70 cidades do interior de São Paulo já cancelaram os eventos de Carnaval com medo de uma quarta onde de Covid-19.


Ômicron


Uma nova variante vem preocupando cientistas do mundo inteiro, a ômicron. Ela foi descoberta na África do Sul e apareceu já em alguns países.