Arquivos

Gibis sobre empreendedorismo e sustentabilidade são distribuídos em escolas do Paraná

Nesta quinta-feira (27), teve início a entrega de gibis com conteúdo de empreendedorismo para escolas da rede pública e particular de todo o Paraná. A primeira instituição a receber o material didático foi a Escola Municipal Vila Torres, localizada em Curitiba. Ao todo, os Gibis Jovens Empreendedores devem alcançar 445 mil alunos de 1.400 escolas, em 185 municípios paranaenses. A ação é resultado de uma parceria do Sebrae/PR e da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, com apoio da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro), com o propósito de incentivar o empreendedorismo na infância por meio da educação empreendedora.

Voltados para alunos do Ensino Fundamental I (entre seis e nove anos) e II (entre dez e 14 anos), os quadrinhos desenvolvidos em comemoração aos 50 anos do Sebrae abordam temáticas de sustentabilidade social e ambiental, trabalho em equipe, proatividade e liderança. Além disso, podem auxiliar em conversas e atividades que visam inspirar e contribuir durante a caminhada dos professores e alunos, com as histórias da Turminha do Miguel.

“Por meio dos gibis, pensamos na educação de forma lúdica e acreditamos ser uma maneira, diferente e divertida, para que as crianças possam aprender sobre o que é ser empreendedor e da necessidade de pensar na sustentabilidade. Aprendizados que vão servir para a vida toda”, destacou o diretor de Operações do Sebrae/PR, Julio Cezar Agostini.

Em 2021, foram entregues cerca de 80 mil quadrinhos pelo Estado, número que deve ser ultrapassado em pelo menos cinco vezes na atual edição.

“A realização desse projeto permite impactar e engajar os professores, as crianças e as famílias. Com essa capilaridade e a presença em todo o Paraná, será possível furar a bolha e levar a educação ambiental e empreendedora para novos lares”, ressalta a gestora da área de Educação e Engajamento da Fundação Grupo Boticário, Thaís Machado Gusmão.

A entrega teve início em Curitiba, na Escola Municipal Vila Torres. Foto: Inove.

Desde 2017, a prefeitura de Curitiba é parceira do programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), desenvolvido pelo Sebrae/PR. O JEPP é uma metodologia que utiliza noções do Programa de Educação Empreendedora e é voltado para a formação dos professores, tendo como pilares o estímulo à criatividade e ao pensamento crítico dos estudantes.

“É necessário trabalhar a forma de pensar na solução para problemas desde criança. Com o material, será possível elaborar atividades e colocar os alunos em situações para desenvolver a criatividade”, explica a superintendente de Gestão Educacional da secretaria municipal de Educação de Curitiba, Andressa Woellner Duarte Pereira.

Localizada no bairro Rebouças, em Curitiba, a Escola Municipal Vila Torres foi a primeira a receber o material. Ao todo, 75 crianças foram contempladas.

“Nos sentimos privilegiados por nossas turmas serem as primeiras a ter acesso. Esse projeto nos permite estimular a autonomia dentro da sala de aula e a atuação dos professores será fundamental durante o processo”, celebra a diretora da instituição, Mônica Jacobs Korte.

Educação na infância

Com soluções educacionais voltadas para professores e alunos, o Programa de Educação Empreendedora do Sebrae, no Paraná, capacitou 7.451 professores e atendeu 228.918 alunos. As ações foram realizadas em 386 escolas, localizadas em 103 cidades paranaenses, até 26 de outubro de 2022.

O programa é pautado em um modelo de educação que incentiva metodologias criativas, linguagem adequada e reconhecimento das realidades locais. O principal objetivo é o de ampliar, promover e disseminar o empreendedorismo nas instituições de ensino, por meio da oferta de conteúdos, com o intuito de consolidar a cultura empreendedora na educação.

Sobre o Sebrae 50+50

Em 2022, o Sebrae celebra 50 anos de existência, com atividades em torno do tema “Construir o futuro é fazer história”. Denominado Projeto Sebrae 50+50, a iniciativa enfatiza os três pilares de atuação da instituição: promover a cultura empreendedora, aprimorar a gestão empresarial e desenvolver um ambiente de negócios saudável e inovador para os pequenos negócios no Brasil. Passado, presente e futuro estão em foco, mostrando a evolução desde a fundação em 1972 até os dias de hoje, com um olhar também para os novos desafios que virão para o empreendedorismo no país.

Sobre a Fundação Grupo Boticário

Com 32 anos de história, a Fundação Grupo Boticário é uma das principais fundações empresariais do Brasil que atuam para proteger a natureza brasileira. A instituição atua para que a conservação da biodiversidade seja priorizada nos negócios e em políticas públicas e apoia ações que aproximem diferentes atores e mecanismos em busca de soluções para os principais desafios ambientais, sociais e econômicos. Já apoiou cerca de 1.600 iniciativas em todos os biomas no país. Protege duas áreas de Mata Atlântica e Cerrado – os biomas mais ameaçados do Brasil –, somando 11 mil hectares, o equivalente a 70 Parques do Ibirapuera. Com mais de 1,2 milhão de seguidores nas redes sociais, busca também aproximar a natureza do cotidiano das pessoas. A Fundação é fruto da inspiração de Miguel Krigsner, fundador de O Boticário e atual presidente do Conselho de Administração do Grupo Boticário. A instituição foi criada em 1990, dois anos antes da Rio-92 ou Cúpula da Terra, evento que foi um marco para a conservação ambiental mundial.