Fique em casa: PUCPR oferece cursos online gratuitos

Devido ao risco de proliferação do coronavírus e com o objetivo de incentivar as pessoas a ficarem em casa, a Slash Education – plataforma de lifelong learning da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) que oferece cursos de  criatividade, empreendedorismo e soft skills – disponibilizou na última terça-feira (17) quatro cursos online para que o público possa aproveitar, de forma produtiva, o período de isolamento domiciliar indicado pelos órgãos da saúde. 

startup educacional liberou o acesso para os cursos de empreendedorismo, carreira e futuro, ética e biomimética. Todas as aulas são 100% online e gratuitas e possuem ensinamentos práticos e o uso de ferramentas como forma de auxiliar o desenvolvimento pessoal e profissional, além de serem ministradas por profissionais de renome no mercado, como Fred Gelli e Clóvis de Barros. 

De acordo com Stephan Younes, diretor da Slash Education, a iniciativa visa motivar os profissionais que estão se adaptando ao modelo home office e também prezar por um bem comum: a saúde de todos. “Faz parte do nosso objetivo contribuir para o autodesenvolvimento pessoal e profissional da comunidade. Assim, é possível aproveitar este momento de cuidado com o coronavírus para aprender mais sobre habilidades e competências fundamentais para os profissionais contemporâneos”, revela. 

Para ter acesso aos conteúdos, basta acessar o site da Slash Education e realizar um cadastro: bit.ly/cursosgratuitosSlash. É possível se inscrever em um ou mais cursos – todos possuem certificado de curso livre emitido pela instituição. 

Inscrições:  

Empreendedorismo com ideias na rua (literalmente): bit.ly/SlashEmpreendedorismo  

Carreira e Futuro: uma jornada que começa hoje: bit.ly/SlashCarreira  

Ética pra quê? bit.ly/SlashEtica   

Biomimética: natureza como fonte de inspiração e inovação – para os negócios e para a vida: bit.ly/SlashBiomimetica  

Musicoterapia avança para garantir tratamento em todo o País

A musicoterapeuta Gizely Delmonico Amin destacou nesta quinta-feira, 15, que a lei que institui o programa e Incentivo à utilização da musicoterapia como tratamento terapêutico no Paraná é um avanço para que a medida seja adotada em todo o País. A proposta, de autoria do deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), foi aprovada pela Assembleia Legislativa e seguiu para sanção do governador Ratinho Junior (PSD).

Ex-presidente da AMT (associação de musicoterapia) do Paraná, Gizely Amin disse que os profissionais do setor lutaram para incluir o tratamento como essencial para que seja assegurado o atendimento universal no Brasil. “Travamos uma luta juntos e o deputado Romanelli criou uma lei no Paraná para incluir a musicoterapia nos tratamentos complementares. A partir daí, esperamos que os planos de saúde comecem a cobrir esse tipo de tratamento em todo o Brasil”, explica.

Gizely é musicoterapeuta especialista em análise do comportamento aplicada com enfoque em autismo e em TEA. Ela presidiu a AMT até 2020, quando encampou a luta pela criação da lei, proposta por Romanelli. Ela explica ainda que algumas especialidades têm cobertura dos planos de saúde, que garantem atendimento ilimitado de sessões com psicólogos, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos, o que se soma à cobertura ilimitada já assegurada para as sessões com fisioterapeutas.

“Vários estados brasileiros já adotaram a mesma medida aprovada no Paraná, o que fortalece nosso trabalho de incentivar a Agência Nacional de Saúde a garantir os mesmos direitos aos autistas, de receber tratamento com musicoterapia”, acrescenta.

Fundada em 1971, a Associação de Musicoterapia do Paraná promove o uso e desenvolvimento da musicoterapia no tratamento, educação, treinamento, reabilitação e demais objetivos terapêuticos e sociais de todos aqueles que necessitem desta modalidade, como é o caso dos autistas. A entidade reúne profissionais musicoterapeutas e instituições oficiais e particulares que estimulam a investigação e pesquisa em musicoterapia.

Curso on-line e gratuito ensina empreendedorismo aos jovens

Jovens de 17 a 29 anos moradores de Curitiba terão a oportunidade de fazer um curso on-line gratuito sobre empreendedorismo, o Juventude Empreendedora. As aulas serão transmitidas ao vivo de 24 a 28 de maio, das 18h às 22h, pelo site www.juventudeempreendedora.com.br. As inscrições podem ser feitas pelo mesmo site. 

A iniciativa é promovida pelo Conselho Nacional da Juventude (Conjuve), em parceria com a Besouro Agência de Fomento Social e com o Fórum da Juventude da CPLP. Em Curitiba, a Assessoria da Juventude, vinculada à Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj), é parceira da iniciativa e ajuda na divulgação do curso.

No curso on-line os jovens vão ter conteúdos sobre finanças, comunicação on-line e off-line, gestão de pessoas, redes de relacionamentos, marketing e vendas. O programa é dividido em 11 etapas. 

O objetivo do curso gratuito é orientar os jovens a como abrir e manter negócios com baixo investimento, no meio da crise causada pela pandemia do novo coronavírus. 

Oportunidade

Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), a taxa de desemprego entre jovens ficou em 28% no fim de 2020, mais que o dobro da taxa média entre a população geral. 

No curso Juventude Empreendedora, os jovens vão encontrar a metodologia “by necessit”, criada pela Besouro Agência de Fomento Social. O empreendedorismo é trabalhado a partir da vivência do aluno. 

O método aborda o modelo tradicional de planos de negócios, adaptando para a utilização de pequenos empreendedores e que possibilitem a execução em até cinco dias. 

Desde a sua criação, em 2019, o programa Juventude Empreendedora teve 30 mil inscritos; 27 mil alunos certificados como empreendedores; e impactou mais de 100 mil pessoas direta e indiretamente no Brasil, em Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Conselho Nacional 

O Conjuve é a plataforma oficial de representação juvenil do Brasil. Ele foi criado como órgão autônomo em 2005 pela Lei 11.129, e reúne algumas das principais organizações da sociedade civil e lideranças juvenis do país, além de representantes do Poder Público. 

Assessoria da Juventude

O endereço da Assessoria da Juventude de Curitiba é Rua Augusto de Mari, 2.150, no bairro Guaíra, no Centro de Referência da Smelj. Os contatos são pelo telefone 3350-3700 ou no email juventude@curitiba.pr.gov.br.