Copel conquista o prêmio de melhor distribuidora de energia do Brasil

A Copel recebeu, na tarde desta quinta-feira (26), o prêmio de melhor distribuidora de energia do Brasil (ABradee). Pela oitava vez nos últimos dez anos a empresa foi também considerada a melhor na opinião de seus consumidores. Para a conquista do primeiro lugar nacional, a boa avaliação dos clientes foi somada a qualidade de gestão e de operação. O anúncio ocorreu na transmissão online da cerimônia de entrega do Prêmio Abradee, promovido há mais de 20 anos pela Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia.

A Copel concorreu com empresas de distribuição de energia de todo o país, em sete categorias. Além da melhor avaliação pelos clientes, a empresa foi campeã no quesito de gestão econômico-financeira, que avalia a capacidade de geração de valor, levando em consideração as exigências da concessão e as características do negócio. E ficou em segundo lugar na avaliação da gestão da empresa, baseada no modelo de excelência da Fundação Nacional da Qualidade. A categoria leva em conta critérios como o pensamento sistêmico, desenvolvimento sustentável e orientação por processos.

O presidente da Companhia, Daniel Pimentel Slaviero parabenizou a equipe e destacou os avanços obtidos pela distribuidora nos últimos anos. “Acabamos de implantar um sistema robusto de operação, que faz parte de um conjunto de ações para darmos um salto de qualidade no atendimento ao nosso cliente e no apoio ao desenvolvimento do Paraná”, afirmou. “Seguiremos trabalhando firme na integração da automação, nas redes elétricas inteligentes e no programa Paraná Trifásico”, enfatizou.

“Estamos honrados com este reconhecimento, especialmente em um ano tão desafiador. Isto só aumenta nossa responsabilidade junto a nossos quase 5 milhões de clientes”, afirmou o diretor de Distribuição da empresa, Maximiliano Andres Orfali.

No quesito avaliação pelo cliente, as entrevistas foram realizadas com milhares de consumidores pelo instituto de pesquisa Innovare, a fim de apurar o índice de satisfação da qualidade percebida (ISQP), em cinco aspectos: fornecimento de energia, conta de luz, atendimento ao consumidor, imagem da empresa e comunicação com os clientes.

De acordo com o superintendente comercial da Copel, João Acyr Bonat Junior, a boa avaliação reflete os esforços da companhia em melhorar a experiência do cliente de energia elétrica. “Viemos aprimorando nossos canais de atendimento nos últimos anos, e vamos seguir dedicados a facilitar a vida de quem precisa da energia, seja na cidade ou no campo”.

HISTÓRICO DE VITÓRIAS – O Prêmio Abradee foi criado em 1999 com o objetivo de reconhecer o trabalho das melhores distribuidoras de energia e impulsionar melhorias para o setor, como um todo. Devido ao tamanho da área de concessão das empresas, a Abradee divide as distribuidoras em duas categorias para a premiação – até 500 mil consumidores e acima de 500 mil consumidores, da qual a Copel faz parte. Somados os troféus recebidos este ano, a empresa é dona de 29 premiações na história do prêmio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Motociata de Bolsonaro no Paraná deve acontecer no dia 25 de setembro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), fará uma nova “motociata” no Paraná no dia 25 de setembro. O “passeio” terá início no município Piraí do Sul e deve seguir até Ponta Grossa.

O evento foi anunciado, nesta quarta-feira (15), pelo deputado Ricardo Barros (PP-PR), líder do Governo na Câmara, por meio do Twitter.

Reprodução

PM lança edital de ingresso no curso de formação de oficiais para policial e bombeiro militar

A Polícia Militar abriu as inscrições para o concurso público de ingresso ao Curso de Formação de Oficiais (CFO) turma 2022. São 60 vagas para cadete policial militar (seis para candidatos afrodescendentes) e 10 vagas para cadete bombeiro militar (uma para candidatos afrodescendentes). Os interessados podem fazer a inscrição até as 12h do dia 10 de novembro. Confira o link do Edital.

Os candidatos devem ler atentamente o que prevê o edital e verificar os pré-requisitos básicos para concorrer às vagas. As inscrições devem ser feitas pela internet, no site do Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná, mediante o preenchimento do formulário de inscrição, e serão consolidadas com o pagamento da taxa, ou após a homologação da isenção dessa taxa (ver critérios no edital).

A SELEÇÃO – O processo seletivo será feito em duas etapas, sendo a primeira com a UFPR e a segunda com a Academia Policial Militar do Guatupê (APMG). A primeira etapa, de caráter eliminatório e classificatório, consiste provas de Conhecimentos Gerais e de Compreensão e Produção de Textos, em fase única, para avaliar o domínio dos conteúdos das disciplinas do Ensino Médio, as capacidades de articular ideias com clareza, de relacionar e interpretar fatos e dados e de raciocinar de maneira lógica.

Na segunda etapa, os candidatos serão submetidos às Provas de Habilidades Específicas (PHE) no âmbito da PMPR, reguladas por edital. As PHE, de caráter eliminatório, serão compostas pelas seguintes fases: Investigação Social (IS), Avaliação Psicológica (AP), Exame da Capacidade Física (ECAFI) e Exame de Sanidade Física (ESAFI).

CFO – O curso, oferecido pela Escola de Formação de Oficiais (EsFO), é disponibilizado todos os anos pela UFPR. As disciplinas fundamentais estão ligadas diretamente à vida militar, buscando adaptar os cadetes para o melhor cumprimento da sua atividade como policial militar e bombeiro militar. São diversos segmentos do direito, uso correto de armas de fogo, psicologia, estatística, educação física, direitos humanos e policiamento comunitário, além de técnicas de salvamento e prevenção de incêndios, entre outras.

DURAÇÃO – O curso tem duração de três anos e, no 1º ano, o cadete recebe um subsídio de R$ 3.277,88. No 2º ano o valor é de R$ 3.671,24 e, no 3º ano, de R$ 4.221,93. Ao concluir o 3º ano o cadete é declarado Aspirante à Oficial com subsídio no valor de R$ 7.211,35. Após o período de estágio probatório, estará apto a ser promovido ao posto de 2º tenente, com subsídio de R$ 9.735,33.