Exames descartam coronavírus nos dois casos suspeitos em Curitiba

Os dois casos suspeitos de coronavírus registrados até o momento em Curitiba foram descartados. Ambos apresentam quadro gripal.

O primeiro caso foi descartado na terça-feira à noite.  A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, disse, na manhã desta quarta-feira (29/1), que o outro caso suspeito de coronavírus em Curitiba não deve ser confirmado.

“O caso está descartado por motivos clínicos e epidemiológicos”, informou a secretária, em entrevista coletiva realizada ao lado do secretário estadual da saúde, Beto Preto.

Internada no Hospital de Clínicas, a jovem de 23 anos sob suspeita de contaminação apresenta sintomas leves e veio da China há 24 dias, dez dias além do período de incubação do vírus.

A informação da secretária ainda precisa ser confirmada por exames da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro.

“Não há motivo para alarme”, destacou o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, durante a coletiva.

Barrar a doença

O atendimento e exames dos casos suspeitos fazem parte dos protocolos de saúde da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde para impedir que a doença se alastre. Por isso, Curitiba adota medidas de segurança.

“Todo indivíduo que chega nos serviços de saúde com quadro gripal e relata que teve passagem pela China ou contato com alguém que esteve no país é considerado um caso suspeito”, observou Márcia Huçulak.

Ela explica que essa classificação (“suspeito”) é feita para que a precaução seja realizada de forma adequada. “É a precaução que evita o avanço da doença”, acrescentou a secretária. 

O protocolo vale para quem esteve no país ou teve contato com quem esteve nos últimos 16 dias e apresenta sintomas.

O acompanhamento é feito de maneira permanente na rede municipal. 

Município orienta a rede

Nesta quinta-feira (30/1), haverá duas atividades de capacitação de profissionais de saúde das redes pública e privada.

Segundo Márcia, serão encontros para esclarecer dúvidas e alinhar ações entre os profissionais dos equipamentos hospitalares.

A primeira reunião será realizada às 10 horas, no auditório do Hospital Municipal do Idoso, no Pinheirinho. A segunda, às 15 horas, no auditório do Mercado Municipal, no Centro.

Via: Prefeitura de Curitiba

Anvisa amplia número de voluntários para testar vacina de Oxford

Agência também ampliou faixa etária para maiores de 69 anos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou ampliar para 10 mil pessoas o número de participantes dos testes com a vacina de Oxford no Brasil. Inicialmente os testes no país previam a participação de 5 mil pessoas. 

A vacina recebeu este nome por ser desenvolvida em um consórcio com pesquisadores da universidade inglesa de Oxford. O laboratório por trás dos testes é o também britânico AstraZeneca.

Além do acordo para aquisição e fabricação do imunizante no país, o Brasil é uma das nações onde os testes estão sendo realizados. A instituição responsável por conduzir as análises com voluntários brasileiros é a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Até o momento, os testes eram realizados em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia. Com a ampliação do número de participantes, o imunizante será testado também no Rio Grande do Sul e no Rio Grande do Norte.

A agência reguladora permitiu também que o consórcio amplie a faixa etária dos participantes do ensaio clínico. Com isso, serão incluídos entre o rol de voluntários pessoas com idades acima de 69 anos.

Acordo

O governo federal fechou um acordo para a aquisição de insumos visando a fabricação da vacina no Brasil. Pelo plano inicialmente adotado, seriam adquiridos princípios ativos para 30 milhões de doses até o início do ano que vem e a transferência de tecnologia para a fabricação pela Fundação Oswaldo Cruz de mais 70 milhões de unidades do imunizante no ano que vem.

Há uma semana, o laboratório AstraZeneca suspendeu os testes com a vacina, em razão de reações adversas em um voluntário na Inglaterra. No sábado (12), a Autoridade Sanitária do Reino Unido autorizou a retomada dos testes e ontem o estudo recomeçou também no Brasil.

Informação Agência Brasil.

PP anuncia apoio a Greca e lança chapa completa de vereadores em Curitiba

O diretório do Progressistas de Curitiba decidiu, por unanimidade, apoiar a candidatura à reeleição do prefeito Rafael Greca (DEM). O anúncio foi feito pela presidente municipal da legenda, deputada Maria Victoria, na convenção do PP realizada na quarta-feira (16). O PP foi o primeiro partido a declarar apoio a Greca no início do segundo turno de 2016 e volta a caminhar junto na eleição deste ano.

O PP também confirmou uma chapa completa de candidatos a vereador de Curitiba com 57 candidatos, composta por 39 homens e 18 mulheres; entre eles, o vereador Oscalino do Povo.

“Nosso partido está organizado e com lideranças em todas as regiões. Levamos ao prefeito Rafael Greca as nossas propostas que aliam desenvolvimento com a melhoria de vida das pessoas que mais precisam. Temos a preocupação de cuidar das pessoas”, disse Maria Victoria. “Estamos apoiando nosso prefeito e temos certeza de que os curitibanos irão reconhecer o seu trabalho de carinho e amor por nossa capital”, completou.

Cida Borghetti, ex-governadora do Estado, destacou o novo formato que os candidatos deverão adotar na campanha 2020 por conta da pandemia do cornavírus. “Essa será uma campanha diferente, em que a tecnologia será muito importante. Saibam aproveitar essa oportunidade única de expor a vontade de vocês de servir”, afirmou.

Ela elogiou a decisão dos candidatos a vereador de colocarem seus nomes à disposição da população curitibana e aconselhou a aproveitarem a oportunidade de construir uma plataforma para atender às demandas da comunidade. “Ao disputar uma eleição nós fazemos amigos, ganhamos experiência e adquirimos conhecimento. Ouçam à população e conheçam suas realidades, isso fará diferença em sua caminhada e trajetória de vida . Sucesso a vocês nesses 45 dias”, disse.

A convenção realizada no Palácio Garibaldi, centro histórico da capital, teve a presença restrita aos filiados com direito a voto e foi transmitida pelas redes sociais do partido.