Estações tubo que estavam em obras voltarão a receber passageiros; saiba quais são

As obras nas estações-tubo Dom Pedro I e José Bettega foram concluídas nesta sexta-feira (10/9) e, a partir da próxima semana, os passageiros voltarão a utilizar os pontos de paradas localizados na Avenida República Argentina, no bairro Água Verde, e na Avenida Winston Churchill, no Capão Raso. Os locais só irão passar por limpeza antes de voltarem a operar. Os serviços – agora terminados – integram o conjunto de intervenções coordenadas pela Secretaria Municipal de Obras Públicas para permitir que o Ligeirão Norte-Sul tenha seu itinerário completo entre os terminais Santa Cândida e Pinheirinho.

Ao longo do trecho onde as obras estão em execução, entre a Praça do Japão e o Terminal Pinheirinho, são 26 estações-tubo que estão sendo remodeladas e desalinhadas. As obras possibilitarão ultrapassagens entre os ônibus e a conclusão do roteiro do Ligeirão tornará a viagem mais ágil em cerca de 16 minutos, de acordo com estimativas da Urbanização de Curitiba S.A. (Urbs), empresa responsável pela gestão do sistema de transporte coletivo da capital paranaense. 

Além das estações-tubo Dom Pedro I – que voltará a funcionar na segunda-feira (13/9) – e José Bettega – que será reaberta até a próxima quinta-feira (16/9), outros quatro pontos de parada de ônibus já foram entregues. Eles se chamam Ouro Verde e ficam na Avenida Winston Churchill, no bairro Capão Raso, e Morretes, que está localizado na Avenida República Argentina, na região do Colégio Estadual Pedro Macedo, no bairro Portão.

Conclusão das obras da estação-tubo Dom Pedro I, no Água Verde. Foto: Pedro Ribas/SMCS

A conclusão de parte de engenharia civil das obras das estações Dom Pedro I foi vistoriada nesta sexta-feira (13/9) pelo prefeito Rafael Greca, pelo secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Rodrigues, pelo diretor de Operações da Urbs, Aldemar Venancio Martins Neto, pelo administrador da Regional Portão e Fazendinha, Gerson Gunha, e pelo vereador e presidente da Câmara Municipal de Curitiba, Tico Kuzma. 

“Estamos superando a Praça do Japão e avançando em direção ao Portão, ao Capão Raso e ao Pinheirinho com as obras de extensão do eixo do Ligeirão Norte-Sul. As intervenções qualificarão ainda mais o nosso sistema de transporte coletivo”, disse Rafael Greca.

De acordo com o diretor de Operações da Urbs, a média total de passageiros em dias úteis que circulam pelas estações Dom Pedro I é de 1.889 pessoas que vão com destino ao Centro e outras 2.219 que têm como destino o bairro. Aldemar Venâncio Martins Neto aponta que o local é ponto de parada das linhas 203 Santa Cândida-Capão Raso e 603 Pinheirinho-Rui Barbosa.

Já pela estação José Bettega, que é atendida pelas linhas 603 Pinheirinho-Rui Barbosa, 502 Circular Sul (sentido horário) e 602 Circular Sul (sentido anti-horário), são 662 passageiros sentido Centro e 333 no sentido bairro.

Porém, o futuro Ligeirão Santa Cândida-Pinheirinho não fará paradas nas estações Dom Pedro I e José Bettega. As obras são necessárias, justamente, para que o Ligeirão realize a ultrapassagem quando os ônibus das outras linhas estão parados na estação.

Conforme explica o secretário Rodrigo Rodrigues, a execução das intervenções segue sendo feita de forma escalonada para não prejudicar os passageiros. Enquanto uma estação é fechada para ser remodelada, desalinhada e o pavimento alargado e requalificado, a estação subsequente permanece funcionando normalmente. 

“Da maneira como planejamos a execução das obras nesse eixo de cerca de 7 quilômetros, o menor impacto possível é gerado para as pessoas que usam o transporte coletivo. Lembro também que os serviços incluem a parte de pavimentação das pistas lentas – além da canaleta exclusiva dos ônibus – e implantação de novo calçamento, novo sistema de iluminação e paisagismo”, explicou Rodrigo Rodrigues. 

Pavimento, calçada e ciclofaixa

Divididas em três lotes ao longo das avenidas República Argentina e Winston Churchill, as intervenções são executadas pela empresa Betacem e o consórcio Compasa/BR Infra Construções, vencedores da licitação que soma R$ 29,4 milhões. O objetivo é desalinhar as estações, implantar novo pavimento e novas calçadas e, em conjunto com a nova estrutura de transporte coletivo, também serão feitas ciclofaixas ao longo do eixo estrutural.

Para a operação da linha direta de biarticulados estão neste momento em obras as estações-tubo Silva Jardim, Carlos Dietzsch, Vital Brasil e Hospital do Trabalhador no eixo da Avenida República Argentina. 

Enquanto o trabalho ainda estiver em andamento, os ônibus estão fazendo o desvio pela pista lenta do eixo estrutural.

Segundo dados Urbs, pelo eixo Norte-Sul são transportados diariamente 350 mil passageiros. Durante a pandemia do novo coronavírus, esse número chegou a registrar uma queda de 44%. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Hard Rock Cafe Curitiba lança menu especial com drinks para o verão

O menu Summer Hits tem 10 drinks com preços entre R$ 29,90 e R$ 34,90

O verão chegou e com ele o menu especial do Hard Rock para a temporada mais quente do ano, o Summer Hits, com 10 drinks especiais, preços de R$ 29,90 a R$ 34,90 cada e válido até o final de fevereiro. A carta é assinada pelo bartender Flávio Canuto Silva, responsável pelo setor, e nesta edição também conta com o drink autoral A Sun For Each One, de Camila Peixoto. A Sun For Each One é uma delícia refrescante com Jack Daniels, St. Germain, Simple Syrup, purê de manga, limão siciliano, tabasco e angostura.

A seleção foi pensada para todos os gostos, em um mix com uísque, tequila, campari, espumante, entre outros. Destaque para o Aperol Spritz, com Aperol, espumante prosecco, água com gás e laranja, o Watermelon Mojito com melancia, hortelã, monin melancia, suco de limão, Bacardi Carta Blanca e água com gás e o refrescante Red Dragon Gin Tonic, com pitaya syrup, suco de limão, London Dry Gin e água tônica.

Divulgação

 Além dos novos drinks, quem for até o Hard Rock Cafe Curitiba também vai poder aproveitar o melhor do pop rock todos os dias a partir das 19h. A banda Kill The Sheep sobe ao palco nas segundas, seguido de Amazing Aerosmith na terça, Anne Glober na quarta, República Pine na quinta, Jukeboxx na sexta, Old Roosters no sábado e Dr. Smith no domingo, todas tocando no palco térreo. No espaço 3rd Floor a programação segue com a banda Sonora na quarta e Czar Rock na quinta. Kcomq na sexta, CrackerJack no sábado e Hotel Hell aos domingos. 

“Temos também música ao vivo na sexta, sábado e domingo durante o brunch, o almoço e o happy hour. E quem vier pode escolher uma mesa com vista privilegiada do bairro Batel, em um espaço super arejado e perfeito para aproveitar inclusive com crianças”, conta Fernando Barros, diretor de marketing da casa. 

O Hard Rock Cafe Curitiba funciona seguindo todos os protocolos de combate ao coronavírus sinalizados pelos órgãos de saúde. A casa abre de segunda a quinta-feira das 11h30 às 24h, sexta das 11h30 à 1h, sábado das 9h à 1h e domingo das 9h às 24h. Informações e reservas pelas redes sociais https://www.instagram.com/hrccuritiba/ e https://www.facebook.com/hrccuritiba

CWB Hall recebe show do grupo hardcore Dead Fish em março

Grande expoente do hardcore nacional, a banda Dead Fish retorna a Curitiba em março, para um show no CWB Hall no dia 25 de março (sexta-feira). A apresentação faz parte da turnê 30 + 1, que celebra as mais de três décadas do lendário grupo na estrada. Durante sua trajetória, Curitiba sempre foi uma constante na rota do grupo capixaba.

Os ingressos para a única apresentação do Dead Fish na cidade estão a venda pela plataforma Bilheto, com valores a partir de 50 reais e possibilidade de parcelamento em até 12x.

A nova turnê do Dead Fish celebra os trinta anos de carreira com um repertório especial com o melhor do que a banda criou neste período. O último álbum de inéditas foi o aclamado Ponto Cego, de 2019, um registro com forte teor lírico, que faz um recorte da situação política, econômica e social do Brasil. No ano seguinte disponibilizaram Lado Bets, nas plataformas digitais, reunindo músicas raras lançadas durante a carreira mas que nunca haviam saído no streaming.

Histórico

O Dead Fish surgiu em 1991 na cidade de Vitória, no Espírito Santo. Após muitos shows e algumas demos, chegaram ao primeiro álbum, Sirva-se, que vendeu mais de dez mil cópias em um ano. Em 2004 lançam pela DeckDisc Zero e Um, com mais de trinta mil discos comercializados  no primeiro ano. Outros grandes momentos foram os DVDs MTV apresenta Dead Fish (2004), Dead Fish 20 anos (2012) e XXV Ao Vivo Em SP (2017).

Com uma sólida discografia e uma integridade musical inabalável, o Dead Fish passou por diversos momentos durante sua caminhada, porém sempre entregando grandes álbuns e shows repletos de energia e conscientização, que os alçaram ao hall das mais importantes de rock do Brasil. A formação atual do Dead Fish conta com Rodrigo Lima (voz), Ric Mastria (guitarra), Igor Tsurumaki (baixo) e Marcão (bateria).

Serviço
Dead Fish em Curitiba
Data: 25 de março de 2022 (sexta-feira)
Local: CWB Hall
Endereço: Rua Dr. Claudino dos Santos, 72 – Largo da Ordem
Horário: 20h (abertura da casa), 21h (show)
Classificação etária: 16 anos

Ingressos

1º lote – promocional

Inteira R$$100

Solidário R$55*

Meia R$50**

2º lote – promocional

Inteira R$$120

Solidário R$65*

Meia R$60**

3º lote

Inteira R$$140

Solidário R$75*

Meia R$70**

4º lote

Inteira R$$160

Solidário R$85*

Meia R$80**

* Solidário: limitados e válidos somente com a entrega de 1kg de alimento não perecível na entrada do show.

** Meia-entrada: para estudantes são válidas somente as seguintes carteiras de identificação estudantil: ANPG, UNE, UBE’s, DCE’s e demais especificadas na LEI FEDERAL Nº 12.933. Não será aceita NENHUMA outra forma de identificação que não as oficializadas na lei.

Pontos de venda

Online (com taxa de conveniência)

https://www.bilheto.com.br/evento/569/Dead_Fish (em até 12x no cartão)

PONTO DE VENDA SEM TAXA:

ESPAÇO CARMELA

(Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

Rua Dr. Claudino dos Santos, 72 – São Francisco  – Curitiba/PR

Todos os dias à partir das 11h

PONTO DE VENDA COM TAXA:

HAND MADE

(Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

Rua Desembargador Westphalen, 1186 – Rebouças  – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 10h às 18h, sábados das 10h às 14h

LETS ROCK

(Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

(Galeria Pinheiro) Praça Tiradentes, 106. Lojas 03 e 04 – Centro – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 9h às 19h, sábados das 9h às 15h00

JOHN BULL CURITIBA

(Débito e Crédito à vista)

Rua Mateus Leme, 2204 – Centro Cívico – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 9h às 19h, sábados das 9h às 14h30

* A organização do evento não se responsabiliza por ingressos comprados fora dos pontos de venda anunciados

** Será proibida a entrada de câmeras fotográficas/filmadoras profissionais e semiprofissionais.

Informações: www.abstratti.com e (41) 99833-2328