Emicida apresenta seu novo show, AmarElo, no Festival de Curitiba

Para um mundo em decomposição, Emicida optou por escrever como quem manda cartas de amor. O resultado desse exercício é o novo projeto de estúdio do rapper paulista, AmarElo, em que ele propõe um olhar sobre a grandeza da humanidade. O público da 29.ª edição do Festival de Curitiba terá o privilégio de ver o artista e sua obra no palco Guairão, dentro da Mostra 2020, no dia 02 de abril.  No repertório estarão as novas canções, como a faixa-título e “Eminência Parda”, além de músicas que marcaram a sua carreira.

Desde que começou a dar os primeiros passos no rap, nas batalhas de freestyle, lá pelo ano de 2006, Leandro Roque de Oliveira, o Emicida, sabia que queria ter uma carreira sólida. Talvez ele não soubesse que construiria alicerces consistentes o suficiente para ir além da sua própria trajetória. Assim, se tornou a principal referência da sua geração no rap, criou, ao lado do irmão, Evandro Fióti, uma empresa – a Laboratório Fantasma -, que é responsável por outros artistas, mas também cuida de merch, tem estúdio, selo, etc. Um negócio tido como case de sucesso e inspiração no mercado da música.  Mas mais do que sucesso, Emicida tem a vontade de tocar a vida das pessoas. E a sua trilha sonora de artista nascido na Zona Norte foi perfeita para contar essa história. Com o lançamento da primeira mixtape, Pra Quem Já Mordeu um Cachorro por Comida Até que Eu Cheguei Longe (2009), Emicida chamou a atenção do público, da imprensa e dos contratantes. O trabalho produzido de forma artesanal e vendido (por ele) a dois reais nas ruas o levou aos principais festivais do Brasil e do mundo, incluindo Rock in Rio, Roskilde (Dinamarca) e Coachella (EUA). Após duas mixtapes e dois EPs, o rapper paulista ganhou notoriedade para além do nicho do rap com o seu primeiro disco de estúdio, O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui (2013), que teve participação de Pitty, Wilson das Neves, Tulipa Ruiz, entre outros.

 “Não se trata de um disco simplesmente dedo-na-cara, de cenas cuspidas na cara do ouvinte. Há lucidez, música, e, principalmente, poesia”, afirmou o jornal O Globo na época do lançamento. O mesmo se deu com o sucessor Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa (2015). Inspirado em uma viagem por Angola e Cabo Verde, trouxe participações de nomes do calibre de Caetano Veloso e Vanessa da Mata. Este foi indicado ao Grammy Latino – a outra indicação de Emicida à premiação foi com a música “A Chapa É Quente”, do projeto Língua Franca (2017), parceria em que ele, Rael e os rappers portugueses Capicua e Valete celebram a língua comum entre os dois países.

Em paralelo, a Laboratório Fantasma deu um passo crucial para a consolidação da marca LAB. Em 2016, estreou na São Paulo Fashion Week, maior evento de moda da América Latina, com um desfile histórico. “Felizmente, o desfile da LAB em nada se parece com o que se vê na SPFW. Só pela seleção de modelões, 90% formada por negros e alguns do mercado plus size, a marca já se destaca”, afirmou o jornal O Estado de S. Paulo sobre a estreia. “Entende-se a beleza de uma maneira pobre, a gente quis enriquecer isso, colocar pessoas que encontro nas calçadas todos os dias. A gente perde quando não reconhece essa beleza”, disse Emicida àquela altura.

A discografia do rapper ganhou um novo episódio em 2018, quando lançou o seu primeiro DVD ao vivo. O registro foi feito no ano anterior, no dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, e teve como mote os 10 anos do single “Triunfo”. Outros frutos de 2018 foram: o single “Hacia El Amor”, com o duo franco-cubano Ibeyi; e o seu primeiro livro infantil, intitulado Amoras. Em 2019, ano em que a LAB completou 10 anos, Emicida conseguiu olhar pra trás com êxito, mas ainda mira o futuro. Hoje, tem o entendimento do todo que foi feito até aqui: um experimento social que ainda está em construção.

Acompanhe todas as novidades e informações da Mostra 2020 do Festival de Curitiba pelo site www.festivaldecuritiba.com.br, pelas redes sociais disponíveis, no Facebook @fest.curitiba, pelo Instagram @festivaldecuritiba e pelo Twitter @fest_curitiba

Apresentadores, patrocinadores e apoiadores

O Festival de Teatro de Curitiba tem parceiros fundamentais para sua realização e é patrocinado pelo Ebanx, Vivo, Uninter, Renault do Brasil, Electrolux, Banco RCI Brasil, Junto Seguros, Copel – Pura Energia, Sanepar, Governo do Estado e GRASP. O Programa Guritiba é apresentado por New Holland, com patrocínio de Novozymes e Fibracem. O MishMash é apresentado pela Unimed Curitiba e Thales Group, com o apoio da Ritmo Logística. Quem apresenta o Risorama é a Potencial Petróleo, com o patrocínio de Previsul Seguradora, tendo como a cerveja oficial a Cacildis e o apoio de FH Consultoria e Grupo Barigui. As bilheterias do Festival de Curitiba são uma parceria com o ParkShoppingBarigüi e o Shopping Mueller.

FICHA TÉCNICA:

Direção Geral: Emicida e Evandro Fióti
Direção Musical: Julio Fejuca
Cenografia: Zé Carratu
Conteúdo: Studio Curva
Coordenação de Produção: Raissa Fumagalli
Produção Executiva: Lohana Schalken
Produção Técnica: BillSaramiolo
Técnico de PA: Nivaldo Costa
Técnico de Monitor: Flávio Brandão
Iluminador: Dalmir Vianna
Roadie: Gabriel Izidoro
VJ: Leonardo Patrevita.

Banda: Baixo, cavaco e violão – Julio Fejuca. Guitarra, violão baixo e backvocal – Michelle Lemos. Bateria, bateria eletrônica e percussões – Silvanny Sivuca. Toca-discos e backing vocal – Dj Nyack.

Serviço:

O que: Emicida no Festival de Curitiba 2020

Quando: 02/04 às 21h

Onde: Guairão (Praça Santos Andrade)

Valores:  R$ 80,00 (inteira)

Ingressos: www.festivaldecuritiba.com.br, pelo aplicativo “Festival de Curitiba 2020”, e nas bilheterias físicas do ParkShoppingBarigui (Piso térreo próximo à praça de eventos), de segunda a sexta-feira, das 11h às 23h; sábado das 10h às 22h e domingos das 14h às 20h; e no Shopping Mueller (piso L3), de segunda-feira a sábado, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 14h às 20h.

Classificação: LIVRE
Duração: 90´

MP faz orientação jurídica à população nos bairros; veja as datas

MP faz orientação jurídica à população nos bairros; veja as datas

Uma equipe do Ministério Público do Paraná (MP-PR) realizou na tarde desta terça-feira (16/8), na Rua da Cidadania do Cajuru, atendimentos descentralizados à população de forma gratuita.

A ação é do Núcleo de Atendimento ao Cidadão e às Comunidades (NACC) e tem o objetivo de facilitar o acesso da população à Justiça. Além do Cajuru, até o mês de novembro serão realizados atendimentos descentralizados nos bairros Cachoeira, Caximba, Tatuquara e Bairro Novo.

O NACC atua especialmente para a população em situação de vulnerabilidade. Outros casos são direcionados para as Promotorias de Justiça especializadas na área.

Nos casos em que a demanda do cidadão não for de atribuição do Ministério Público, as pessoas são orientadas sobre quais órgãos devem buscar assistência

De acordo com Júlia Emanuele Ferreira, estagiária de pós-graduação do MP, nos atendimentos são prestadas orientações jurídicas e recebidas demandas relacionadas às áreas de atribuição do Ministério Público. Estão nesse rol, dificuldade em obter vagas em escolas, acesso a serviços públicos de saúde, problemas urbanísticos (como iluminação pública, coleta de lixo, saneamento básico).

Reconhecimento de paternidade

Além disso, o MP também atua no reconhecimento de paternidade e questões relacionadas ao direito de família.

“Quando a mãe procura para fazer o reconhecimento de paternidade da criança, nós colhemos as informações e vamos contatar o pai para buscar regularizar o registro. Tentamos resolver o caso sem processo quando possível”, explicou Roberta Ferst Sampaio, assessora da promotoria.

Em muitos casos, o pai aceita e faz o reconhecimento. Este ano o MP já fez 90 reconhecimentos de paternidade amigavelmente. No entanto, alguns pais questionam e pedem provas do processo.

“Quando é feito pedido de DNA, são as partes que pagam o exame do laboratório. O resultado vai direto para MP e nós damos ciência às partes e fazemos o encaminhamento dos papéis para o cartório. Se mesmo assim o pai questionar, aí o MP entra com um processo de reconhecimento de paternidade”, relatou Roberta.

Outros casos relacionados com o direito da família, como divórcio, guarda de crianças e pensão alimentícia, são encaminhados para o projeto Justiça no Bairro do Tribunal de Justiça do Paraná, que atua em parceria com o Ministério Público.

Regularização de imóvel

Uma situação bastante comum também é de busca de regularização de imóvel. “Nós analisamos os casos e procuramos orientar a pessoa sobre o que deve fazer para regularizar a área”, explicou Júlia.

Foi o que levou Edson Luiz de Paula procurar a ajuda do MP. “Soubemos que o Ministério Público estava aqui na Rua da Cidadania através do Cras e viemos buscar uma solução para nosso caso”, disse.

A casa de Edson foi erguida em uma área irregular e agora a família busca legalizar o terreno. Ele foi encaminhado para verificar a situação do terreno no núcleo da Secretaria Municipal do Urbanismo.

Próximos atendimentos do Ministério Público nos bairros

Bairro Cajuru

Dia 6/9 – 14h às 16h30

Dia 20/9 – 14h às 16h30

Dia 4/10 – 14h às 16h30

Dia 18/10 – 14h às 16h30

Dia 1/11 – 14h às 16h30

Local: Rua da Cidadania do Cajuru – Avenida Prefeito Maurício Fruet, 2.150

Bairro Cachoeira

Dia 12/9/ – 14h às 16h30

Dia 10/10 – 14h às 16h30

Dia 7/11 – 14h às 16h30

Local: Capela Bom Jesus – Rua David Bodziak, 872

Bairro Caximba

Dia 16/9 – 14h às 16h30

Dia 14/10 – 13h30 às 16h30

Dia 11/11 – 13h30 às 16h30

Local: Cras Caximba – Estrada Delegado Bruno de Almeida, 8.280

Bairro Tatuquara

Dia 22/8 – 14h às 16h30

Local: Associação Vovô Vitorino – Rua Tenente-Coronel Manoel Eufrásio de Assumpção, 375

Bairro Novo

Dia 31/8 – 14h às 16h30

Dia 26/9 – 18h às 20h

Local: Rua da Cidadania do Bairro Novo – Rua Tijucas do Sul, 1.700

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Segunda unidade do Venice faz sucesso no Champagnat

A mais nova pedida gastronômica do Champagnat já é destaque no bairro. O Venice Carnes & Chopes foi inaugurado no dia 06 de agosto, trazendo uma saborosa opção de bom churrasco. A loja também traz a expansão da marca, criada em 2019. Esta é a segunda unidade do Venice, que fica na Alameda Princesa Izabel (no 1430).

O espaço tem dois pavimentos e área externa, podendo receber 90 pessoas (40 sentadas). Lá, o público pode apreciar os clássicos hambúrgueres e sanduíches preparados na Parrilla, valorizando o sabor típico de churrasco. Destaque para o Sanduíche de Ragu de ossobuco, servido no pão ciabatta com muçarela de búfala e maionese verde.

“Nosso foco sempre foi e sempre será oferecer carnes de altíssima qualidade, preparadas na grelha, em Curitiba. Dos hambúrgueres aos cortes especiais, queremos proporcionar uma experiência gastronômica muito agradável para o nosso público. Tudo isso em um ambiente aconchegante, que tem a nossa cara e a nossa energia. Um bar despretensioso que se torna fascinante pela qualidade de seus produtos e atendimento”, detalha Fernando Souza, um dos sócios fundadores do bar.

O cardápio celebra ainda outras carnes preparadas na grelha, como assado de tira, picanha, pancetta de porco, linguicinha, sobrecoxa de frango desossada e até camarão grelhado. Todos são apresentados com acompanhamentos, entre eles o favorito do público: um chimichurri de receita exclusiva Venice. Aos sábados, é servida feijoada no almoço, com arroz, farofa, couve refogada com bacon, vinagrete e laranja. Para beber, a parceria com a cervejaria artesanal Swamp Brewing garante várias opções de chopes.

O Venice Carnes & Chopes do Champagnat fica na Alameda Princesa Izabel (n° 1430). A casa abre de quarta a sexta, das 17h às 23h; aos sábados, das 11h30 às 23h; e aos domingos, das 15h às 23h. Mais informações sobre o Venice nos perfis oficiais do empreendimento no Facebook (www.facebook.com/venicecarnesechopes) e no Instagram (@venicecarnesechopes).