Emicida apresenta seu novo show, AmarElo, no Festival de Curitiba

Para um mundo em decomposição, Emicida optou por escrever como quem manda cartas de amor. O resultado desse exercício é o novo projeto de estúdio do rapper paulista, AmarElo, em que ele propõe um olhar sobre a grandeza da humanidade. O público da 29.ª edição do Festival de Curitiba terá o privilégio de ver o artista e sua obra no palco Guairão, dentro da Mostra 2020, no dia 02 de abril.  No repertório estarão as novas canções, como a faixa-título e “Eminência Parda”, além de músicas que marcaram a sua carreira.

Desde que começou a dar os primeiros passos no rap, nas batalhas de freestyle, lá pelo ano de 2006, Leandro Roque de Oliveira, o Emicida, sabia que queria ter uma carreira sólida. Talvez ele não soubesse que construiria alicerces consistentes o suficiente para ir além da sua própria trajetória. Assim, se tornou a principal referência da sua geração no rap, criou, ao lado do irmão, Evandro Fióti, uma empresa – a Laboratório Fantasma -, que é responsável por outros artistas, mas também cuida de merch, tem estúdio, selo, etc. Um negócio tido como case de sucesso e inspiração no mercado da música.  Mas mais do que sucesso, Emicida tem a vontade de tocar a vida das pessoas. E a sua trilha sonora de artista nascido na Zona Norte foi perfeita para contar essa história. Com o lançamento da primeira mixtape, Pra Quem Já Mordeu um Cachorro por Comida Até que Eu Cheguei Longe (2009), Emicida chamou a atenção do público, da imprensa e dos contratantes. O trabalho produzido de forma artesanal e vendido (por ele) a dois reais nas ruas o levou aos principais festivais do Brasil e do mundo, incluindo Rock in Rio, Roskilde (Dinamarca) e Coachella (EUA). Após duas mixtapes e dois EPs, o rapper paulista ganhou notoriedade para além do nicho do rap com o seu primeiro disco de estúdio, O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui (2013), que teve participação de Pitty, Wilson das Neves, Tulipa Ruiz, entre outros.

 “Não se trata de um disco simplesmente dedo-na-cara, de cenas cuspidas na cara do ouvinte. Há lucidez, música, e, principalmente, poesia”, afirmou o jornal O Globo na época do lançamento. O mesmo se deu com o sucessor Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa (2015). Inspirado em uma viagem por Angola e Cabo Verde, trouxe participações de nomes do calibre de Caetano Veloso e Vanessa da Mata. Este foi indicado ao Grammy Latino – a outra indicação de Emicida à premiação foi com a música “A Chapa É Quente”, do projeto Língua Franca (2017), parceria em que ele, Rael e os rappers portugueses Capicua e Valete celebram a língua comum entre os dois países.

Em paralelo, a Laboratório Fantasma deu um passo crucial para a consolidação da marca LAB. Em 2016, estreou na São Paulo Fashion Week, maior evento de moda da América Latina, com um desfile histórico. “Felizmente, o desfile da LAB em nada se parece com o que se vê na SPFW. Só pela seleção de modelões, 90% formada por negros e alguns do mercado plus size, a marca já se destaca”, afirmou o jornal O Estado de S. Paulo sobre a estreia. “Entende-se a beleza de uma maneira pobre, a gente quis enriquecer isso, colocar pessoas que encontro nas calçadas todos os dias. A gente perde quando não reconhece essa beleza”, disse Emicida àquela altura.

A discografia do rapper ganhou um novo episódio em 2018, quando lançou o seu primeiro DVD ao vivo. O registro foi feito no ano anterior, no dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, e teve como mote os 10 anos do single “Triunfo”. Outros frutos de 2018 foram: o single “Hacia El Amor”, com o duo franco-cubano Ibeyi; e o seu primeiro livro infantil, intitulado Amoras. Em 2019, ano em que a LAB completou 10 anos, Emicida conseguiu olhar pra trás com êxito, mas ainda mira o futuro. Hoje, tem o entendimento do todo que foi feito até aqui: um experimento social que ainda está em construção.

Acompanhe todas as novidades e informações da Mostra 2020 do Festival de Curitiba pelo site www.festivaldecuritiba.com.br, pelas redes sociais disponíveis, no Facebook @fest.curitiba, pelo Instagram @festivaldecuritiba e pelo Twitter @fest_curitiba

Apresentadores, patrocinadores e apoiadores

O Festival de Teatro de Curitiba tem parceiros fundamentais para sua realização e é patrocinado pelo Ebanx, Vivo, Uninter, Renault do Brasil, Electrolux, Banco RCI Brasil, Junto Seguros, Copel – Pura Energia, Sanepar, Governo do Estado e GRASP. O Programa Guritiba é apresentado por New Holland, com patrocínio de Novozymes e Fibracem. O MishMash é apresentado pela Unimed Curitiba e Thales Group, com o apoio da Ritmo Logística. Quem apresenta o Risorama é a Potencial Petróleo, com o patrocínio de Previsul Seguradora, tendo como a cerveja oficial a Cacildis e o apoio de FH Consultoria e Grupo Barigui. As bilheterias do Festival de Curitiba são uma parceria com o ParkShoppingBarigüi e o Shopping Mueller.

FICHA TÉCNICA:

Direção Geral: Emicida e Evandro Fióti
Direção Musical: Julio Fejuca
Cenografia: Zé Carratu
Conteúdo: Studio Curva
Coordenação de Produção: Raissa Fumagalli
Produção Executiva: Lohana Schalken
Produção Técnica: BillSaramiolo
Técnico de PA: Nivaldo Costa
Técnico de Monitor: Flávio Brandão
Iluminador: Dalmir Vianna
Roadie: Gabriel Izidoro
VJ: Leonardo Patrevita.

Banda: Baixo, cavaco e violão – Julio Fejuca. Guitarra, violão baixo e backvocal – Michelle Lemos. Bateria, bateria eletrônica e percussões – Silvanny Sivuca. Toca-discos e backing vocal – Dj Nyack.

Serviço:

O que: Emicida no Festival de Curitiba 2020

Quando: 02/04 às 21h

Onde: Guairão (Praça Santos Andrade)

Valores:  R$ 80,00 (inteira)

Ingressos: www.festivaldecuritiba.com.br, pelo aplicativo “Festival de Curitiba 2020”, e nas bilheterias físicas do ParkShoppingBarigui (Piso térreo próximo à praça de eventos), de segunda a sexta-feira, das 11h às 23h; sábado das 10h às 22h e domingos das 14h às 20h; e no Shopping Mueller (piso L3), de segunda-feira a sábado, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 14h às 20h.

Classificação: LIVRE
Duração: 90´

Botão para pedestre com sensor é instalado em sete pontos com grande movimento de Curitiba

Basta que o movimento próximo ao dispositivo seja feito uma única vez para que o sistema programe a abertura do semáforo

Sete cruzamentos da região central de Curitiba estão ganhando uma nova tecnologia para o acionamento sem toque do semáforo para pedestres. O chamado botão por aproximação requer apenas que o pedestre aproxime por poucos segundos a mão do sensor, que ativará o tempo para a travessia junto com um aviso sonoro no equipamento.

Basta que o movimento próximo ao dispositivo seja feito uma única vez para que o sistema programe a abertura do semáforo para os pedestres.

Em fase de testes, os dispositivos estão sendo instalados como mais uma forma de prevenção à infecção pelo novo coronavírus, uma vez que elimina a necessidade de se apertar o botão. Ao todo, são 33 botões dispostos nos seguintes endereços:

* Rua Marechal Deodoro x Rua Mariano Torres

* Rua Conselheiro Araújo/Carlos Cavalcante x Rua Luiz Leão/Mariano Torres

* Avenida Sete de Setembro x Rua da Paz

* Avenida Sete de Setembro x Rua General Carneiro

* Avenida Visconde de Guarapuava x Rua Tibagi

* Avenida Visconde de Guarapuava x Rua Mariano Torres

* Avenida São José x Rua Prefeito Angelo Lopes (instalação a ser finalizada na quarta-feira, 28/10)

Caso a viabilidade seja comprovada e o novo sensor seja aprovado pela população, o projeto poderá ser expandido para outros cruzamentos da cidade.

Informações Banda B.

Setran promove leilão de veículos com lances que variam de R$ 500 a 1,2 mil

Lances iniciais de motocicletas variam de R$ 500 a R$ 700 e de automóveis de R$ 800 a R$ 1,2 mil

Estão abertos os lances para 13 veículos que estão sendo leiloados pela Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito. O resultado do pregão eletrônico sai na próxima sexta-feira (30/10).

São cinco motocicletas e oito automóveis. Há opções de motos com lances iniciais que variam de R$ 500 a R$ 700 e de automóveis de R$ 800 a R$ 1,2 mil. Todas as opções podem ser conferidas no site do leiloeiro https://www.vipleiloes.com.br/leilao/301020TSPRC.

Os interessados nos modelos disponíveis podem ir até o pátio da Superintendência de Trânsito (Setran) nesta quarta e quinta-feira (28 e 29/10), das 9h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h. A entrada é condicionada à utilização de máscaras de proteção, conforme decreto municipal nº 470/20.

Os veículos participantes do certame foram removidos das vias públicas após fiscalização de trânsito desenvolvida por agentes da Setran e por guardas municipais, não tendo sido retirados pelos proprietários no prazo estipulado por lei.

Na sexta-feira acontecem também leilões para pessoas jurídicas interessadas em sucata aproveitável e inservível, cujos editais estão publicados no site da Setran.
https://transito.curitiba.pr.gov.br/patio/leilao-eletronico-de-veiculos/52

Serviço:
Leilão online de automóveis e motocicletas em condições de circulação
Data: 30/10 (sexta-feira)
Horário: 9h
Informações: https://www.vipleiloes.com.br/leilao/301020TSPRC

Leilão online de automóveis e motocicletas de sucata aproveitável
Horário: 11h

Leilão online de automóveis e motocicletas de sucata inservível
Horário: 13h

Visitação aos modelos
Datas: 28 e 29/10 (quarta e quinta-feira)
Horário: das 9h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h
Local: Pátio da Setran
Endereço: Rua Alberto Klemtz, 310 – Portão

Informações Banda B.