Djavan se apresentará em Curitiba

Um dos mais populares artistas da música popular brasileira, Djavan continua a todo vapor em 2020. Depois de mais de 50 apresentações com casas cheias pelo Brasil e pela Europa, o cantor retoma a turnê de “Vesúvio” (Luanda Records/Sony Music), vigésimo quarto álbum de sua carreira, com uma nova série de shows a partir de fevereiro. Além de canções do último trabalho, como os singles “Solitude”, “Vesúvio” e “Orquídea”, o repertório do espetáculo inclui também sucessos do alagoano, como “Se”, “Flor de Lis”, “Eu te devoro” e “Samurai”, entre outras.

O cantor fará as duas últimas apresentações de “Vesúvio” nas cidades de Porto Alegre e Curitiba com a Opus Entretenimento. Na capital gaúcha, o show acontece dia 19 de março, no Teatro do Bourbon Country. No Paraná, Djavan apresenta seu espetáculo para os fãs no dia 21 de março, no Teatro Positivo. Os ingressos custam a partir de R$100,00 e será possível aproveitar o Ingresso Solidário, que garante 40% de desconto em todos em setores, mediante a doação de 1kg de alimento não perecível. Todas as informações podem ser encontradas no serviço abaixo.

– Estou sempre buscando novas motivações e para mim pareceu um desafio imenso fazer música pop neste momento, eu que normalmente em meus discos invisto na diversificação _ afirma Djavan. _ E quis fazer um disco pop também pelo momento em que estamos vivendo, nebuloso, de tanta incerteza no país e no mundo. Queria que a minha mensagem musical chegasse com mais facilidade, com mais fluidez, cristalina.

Djavan apresenta uma nova banda composta por velhos companheiros como o guitarrista João Castilho e os pianistas Paulo Calasans e Renato Fonseca, e dois músicos novos, o baixista Marcelo Mariano e o baterista Felipe Alves, uma cozinha com um suingue ainda mais pop para a sua nova safra de canções. É o próprio compositor quem assina a direção do espetáculo, que tem cenário de Suzane Queiroz, projeto de luz de Binho Schaefer e figurino de Roberta Stamato.

Para mais informações sobre Djavan, acesse:

djavan.com.br

facebook.com/djavanoficial

instagram.com/djavanoficial

twitter.com/djavanoficial

Assessoria de imprensa – Djavan

Factoria Comunicação

www.factoriacomunicacao.com

Vanessa Cardoso – vanessa@factoriacomunicacao.com

Eduardo Marques – eduardo@factoriacomunicacao.com

Tel: +55 (21) 2249-1598 / 2259-0408

Curitiba (PR)

Dia: 21 de março, sábado, às 21h
Duração: 90min
Classificação: Livre


Teatro Positivo (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Cidade Industrial de Curitiba)

 INGRESSOS

*todos os setores possuem o Ingresso Solidário, com 40% de desconto. Para validação, basta levar 1kg de alimento não perecível no dia do evento. Válido para compras na bilheteria e na Uhuu

Plateia F

Meia-entrada: R$100,00 l Ingresso Solidário: R$120,00

Plateia E

Meia-entrada: 120,00 l Ingresso Solidário: R$144,00

Plateia D

Meia-entrada: 150,00 l Ingresso Solidário: R$180,00

Plateia C

Meia-entrada: R$190,00 l Ingresso Solidário: R$228,00

Plateia B

Meia-entrada: R$220,00 l Ingresso Solidário: R$264,00

Plateia A

Meia-entrada: R$250,00 l Ingresso Solidário: R$300,00

Valores inteiros: Plateia A R$500,00. Plateia B R$440,00. Plateia C R$380,00. Plateia D R$300,00. Plateia E R$240,00. Plateia F R$200,00.

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sujeito à taxa de serviço):

Site:  www.diskingressos.com.br/

Especialista em secas, pesquisador da UFPR alerta para mais três meses com poucas chuvas

No último dia 10 a National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) confirmou que estamos passando por um período de La Niña, que diminui a quantidade de chuva

Especialista em secas, o professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Pedro Fontão, afirmou à Banda B nesta segunda-feira (21) que a primavera, que começa nesta terça (22), deverá ter chuvas abaixo da média, o que preocupa devido à estiagem que Curitiba e região metropolitana estão passando. Segundo Fontão, no último dia 10 a National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) confirmou que estamos passando por um período de La Niña, que diminui a quantidade de chuva.

“O grande problema deste ano é realmente a ocorrência do La Ninã e pelos modelos não há previsão de chuvas volumosas para pelo menos os próximos três meses”, explicou o especialista, destacando que passamos por um período de seca localizada. “É uma questão regional de uma seca localizada no Paraná. Rio Grande do Sul estava mal também, mas deu uma boa recuperada em agosto, diferente de Curitiba”, salientou.

De acordo com Fontão, chuvas em grande quantidade apenas para o mês de janeiro. “Em termos de climatologia fica difícil de falar, mas tudo indica que em janeiro e fevereiro possam acontecer anomalias mais positivas, ajudando a recuperar os mananciais”, destacou.

Para o mês de setembro, onde pouco choveu, uma chuva mais forte deve acontecer apenas no próximo fim de semana, de acordo com os institutos meteorológicos.

Informações Banda B.

Curitiba tem 405 novos casos e 13 mortes por covid-19

O boletim divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) nesta quinta-feira (17/9) registou 405 novos casos de covid-19 e 13 óbitos de moradores de Curitiba pela infecção causada pelo novo coronavírus.

As novas vítimas são quatro homens e nove mulheres, com idades entre 55 e 94 anos. Dos novos óbitos 12 ocorreram nas últimas 48 horas e um aconteceu no dia 13 de setembro.

Todas as novas vítimas tinham fator de risco para as complicações da covid-19 e estavam internadas.

Até agora são 1.169 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia. 

Novos casos

Com os novos casos confirmados, 40.036 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia – 34.199 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

São 4.668 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

UTIs do SUS

Nesta quarta-feira (17/9), a taxa de ocupação dos 334 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 é de 83%. Todos os pacientes que são internados com quadro de síndrome respiratória aguda grave vão para os leitos exclusivos covid-19 e não apenas os casos confirmados da doença. Há 57 leitos livres.

Números da covid-19 em 17 de setembro

405 novos casos
13 novos óbitos

Números totais

Confirmados – 40.036 
Investigação: 643
Recuperados – 34.199
Óbitos – 1.169