Coronavírus: cidade na China converte prédios vazios em hospital em apenas 48 horas

A prefeitura de Huangzhou, cidade próxima de Wuhan (China), onde começou a disseminação do coronavírus, que já matou mais de 130 pessoas no país, disse ter convertido em 48 horas prédios vazios em hospital com mil leitos para tratar pacientes infectados.

O Centro Médico Regional da Montanha Dabie começou a receber pacientes na noite de terça-feira (28/1), de acordo com a imprensa oficial chinesa.

A obra contou com 500 operários, distribuídos em três turnos. O centro médico conta com água potável e internet.

Outros quatro hospitais estão sendo erguidos em tempo recorde no país como resposta à crise do coronavírus. Um deles funcionará exatamente em Wuhan.

O número de infectados se aproxima de 6 mil. O Oriente Médio registrou o primeiro caso, nos Emirados Árabes Unidos.

Países começaram nesta quarta-feira (29/1) a retirar os seus cidadãos de Wuhan. Um avião com americanos decolou rumo a Anchorage (Alasca, EUA), onde eles serão examinados, antes de seguirem à Califórnia para quarentena. Outro avião, com 206 japoneses retirados, aterrissou em Tóquio nesta quarta.

Via: Jornal Extra