Complexo Turístico Itaipu é finalista em premiação internacional de turismo responsável

O Complexo Turístico Itaipu (CTI) é um dos finalistas da primeira edição do prêmio WTM Latin America Responsible Tourism Awards, a versão latinoamericana do prêmio mundial World Responsible Tourism Awards, que já acontece há 15 anos, em Londres.

O prêmio é uma das mais importantes referências em turismo responsável e sustentável para o mundo e reconhece os melhores esforços pelo desenvolvimento do setor.

 Crédito: Kiko Sierich/Complexo Turístico Itaipu.

O resultado da premiação será anunciado nesta quinta-feira (29), às 14h (de Brasília), com transmissão on-line na plataforma WTM Global Hub (https://www.wtm.com/latin-america/pt-br.html). A primeira edição do evento contou com 53 inscritos de todas a América Latina. Para a fase final foram selecionados 13 destinos.

Além do Complexo Turístico Itaipu, são finalistas nessa premiação: Awake Travel (Colômbia), Awamaki (Peru), Brasil Food Safaris (Brasil), Corredor Turístico Pájaros Pintados (Uruguai), Expediciones Sierra Norte, Pueblos Mancomunados (México), Fundación Teatro del Lago (Chile), Instituto Costarricense de Turismo (Costa Rica), La Mano del Mono (México), Puntacana Resort & Club (República Dominicana), Reserva Biológica Huilo Huilo (Chile), Sitios WAO (Venezuela) e Travolution (Chile).

Para a seleção dos finalistas do WTM Latin America Responsible Tourism Awards foram considerados vários critérios: ações do turismo para promover o desenvolvimento local sustentável; a capacidade de transformar os destinos em lugares melhores para as pessoas morarem e visitarem; atuar em prol da mudança, tornando o turista um agente de criação de empregos locais qualificados; e a contribuição para a preservação cultural e a sustentabilidade da indústria no longo prazo.

Segundo o general Eduardo Garrido, diretor-superintendente do Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), responsável pela administração do CTI, é uma grande honra estar entre os 13 finalistas do prêmio da WTM Latin America.

“Estar na final é resultado do modelo de gestão que estamos operando no CTI, com foco no turismo responsável e sustentável”, afirma Garrido. “A receita obtida com nossos visitantes garante o pagamento do nosso custo operacional e permite ao Parque Tecnológico direcionar recursos para ciência, tecnologia, empreendedorismo e inovação. Esse reconhecimento internacional possibilita visibilidade ao nosso atrativo e contribuirá para a retomada dos empregos em Foz do Iguaçu, em níveis anteriores à pandemia que atingiu o mundo, desde o ano passado”, diz o diretor.

 Crédito: Kiko Sierich/Complexo Turístico Itaipu.

Investimentos e premiações

O CTI está sendo reestruturado desde o ano passado com investimento em obras de infraestrutura, como a revitalização do Mirante do Vertedouro, Mirante Central, Centro de Recepção de Visitantes e Ecomuseu, proporcionando melhorias em acessibilidade, conforto e embelezamento.

Também está investindo em um novo passeio da Visita Histórica. Trata-se de um novo circuito turístico que vai ligar o futuro Mercado Municipal de Foz do Iguaçu ao Gramadão da Vila A e à Usina, com paradas em pontos históricos que remetem à época da construção de Itaipu, como o Hospital Ministro Costa Cavalcanti e a Vila C.

Em 2020, o CTI recebeu o Selo Travellers’ Choice – TripAdvisor. Esse prêmio, baseado em milhões de avaliações de viajantes internacionais, reflete “o melhor dos melhores” em serviço, qualidade e satisfação do cliente para acomodações, destinos, atrações, restaurantes e experiências.

Também recebeu recertificação da ISO 9001:2015. O CTI foi o primeiro atrativo turístico do Brasil a obter a certificação ISO 9001, que comprova a implantação de um sistema para gerir e manter a qualidade do serviço prestado aos visitantes.

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, 2,7 bilhões de MWh. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de aproximadamente 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Foz mantém turismo com medidas de segurança; Itaipu é uma das opções

O feriado desta quarta-feira (21), Dia de Tiradentes, oferece a oportunidade de explorar atrativos turísticos de Foz do Iguaçu, com segurança e menos movimento do que aos fins de semana. Quem visitar os atrativos de Itaipu nesta data terá à disposição três opções de passeios seguros e com a vantagem da gratuidade para moradores lindeiros ao lago de Itaipu (mediante comprovação de endereço).

O Complexo Turístico Itaipu (CTI) está preparado para receber visitantes neste feriado que, mesmo breve, pode ser muito proveitoso. É possível reservar a ocasião para passar o dia todo na usina para relaxar, aprender e se deslumbrar com a magnitude de Itaipu. No Refúgio Biológico Bela Vista, é possível conhecer mais sobre essa reserva ambiental e os programas de reprodução de espécies ameaçadas de extinção, como a harpia e a onça-pintada, ambos reconhecidos pelos bons resultados. Além de educativo, o lugar é cheio de belezas, uma chance de contato com a natureza.

Rubens Fraulini/Itaipu Binacional

O passeio tem 2h15 de duração. Depois, o visitante pode fazer o roteiro panorâmico, que permite uma visão geral da usina, incluindo a barragem e o Edifício da Produção. No trajeto, você verá o lago da Itaipu e o Mirante Central, onde pode garantir sua selfie no principal cartão-postal da maior usina em geração acumulada de energia, uma das maravilhas da engenharia moderna. A duração média é de 1h10.

Para fechar o roteiro, a sugestão é aprender mais sobre a história da região e da Itaipu, no Ecomuseu. O espaço oferece, ainda, uma experiência inesquecível a partir do Ciência na Esfera. Na sala, o visitante verá a projeção de dados oceanográficos, atmosféricos, geológicos, ecológicos, entre outros, diretamente em uma esfera gigante. As sessões são realizadas das 10h20 às 17h, a cada 20 minutos, com lotação máxima de nove pessoas. O tour pelo Ecomuseu tem duração livre, mas a média de permanência é de duas horas. Se quiser fazer uma pausa entre os passeios, o bistrô instalado no Centro de Recepção de Visitantes oferece refeições e bebidas (custo separado do valor dos passeios). O almoço no sistema de buffet é servido das 11h às 14h.

Árvore Filmes/Skytakes

Quem gosta de suvenirs pode dar uma passadinha na loja cheia de artesanatos locais e lembrancinhas da hidrelétrica, um orgulho de brasileiros e paraguaios. O CRV também tem opção de guarda-volumes. Ficou interessado(a)? Venha passar o Dia de Tiradentes na Itaipu. Confira os serviços e horários de atendimento e planeje-se. Lembrando que o uso de máscara é obrigatório em todos os passeios e que o CTI possui a certificação de responsabilidade sanitária e selo de ambiente protegido contra a covid-19. 

Serviço

•Itaipu Panorâmica: saídas a cada uma hora, entre 9h e 16h;

•Itaipu Refúgio Biológico: saídas 9h30, 10h30, 13h30 (saída extra), 14h30 e 15h30, esses passeios precisam ser agendados por meio do telefone (45) 3576-7000 ou pelo WhatsApp 991319119; e

•Itaipu Ecomuseu: das 10h às 17h com entrada livre, sem necessidade de agendamento. Para informações detalhadas e compra de ingressos, acesse: https://www.turismoitaipu.com.br/pt

Informações Cabeza News

Bolsonaro visita Foz nesta quarta-feira, para entrega da pista de aeroporto e posse de novo diretor da Itaipu

Cerimônias acontecem à tarde, no aeroporto e depois no Cineteatro dos Barrageiros, na usina. Silva e Luna vai para a Petrobras e no seu lugar assume general João Francisco Ferreira

O presidente Jair Bolsonaro volta a Foz do Iguaçu, nesta quarta-feira (7), para a solenidade de término da obra civil de ampliação da pista do Aeroporto Internacional e a transmissão de cargo do diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Joaquim Silva e Luna, para o novo comandante da margem brasileira da empresa, general João Francisco Ferreira. Os eventos acontecerão no período da tarde, em horário a ser confirmado ainda nesta segunda-feira (5), no saguão de embarque do aeroporto e, na sequência, no Cineteatro dos Barrageiros, na usina.

A última visita de Bolsonaro a Foz ocorreu há pouco mais de um mês, para o lançamento do projeto de revitalização do sistema de Corrente Contínua de Alta Tensão de Furnas, que teve o aporte de R$ 1 bilhão da margem brasileira de Itaipu. Esta será a sexta passagem de Bolsonaro a Foz do Iguaçu e a nona ao Paraná no exercício de seu mandato. Nenhum outro presidente prestigiou tanto o Paraná como o atual. Em parceria com o Estado, por meio de Itaipu, foram investidos na gestão Silva e Luna R$ 2,5 bilhões em obras estruturantes, com geração de mais de 2,5 mil empregos diretos e indiretos.

Em 28 de fevereiro de 2020, Itaipu, governo federal e governo do Paraná anunciaram oficialmente o início das obras de ampliação do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu – que integram o rol de investimentos estratégicos da Itaipu na infraestrutura da região.

Acima, imagem de 28 de fevereiro de 2020, quando a ampliação da pista do Aeroporto de Foz do Iguaçu foi anunciada, e o mesmo ponto mostrado durante visita do governador Carlos Massa Ratinho Junior, em 16 de fevereiro de 2021. Fotos: Sara Cheida/Itaipu Binacional.

As melhorias no aeroporto com a participação da Itaipu foram além da ampliação da pista de pouso e decolagem. Elas incluem outras duas frentes: a construção de ciclovia e a duplicação da via de acesso, entre a BR-469 (Rodovia das Cataratas) e o terminal, e a ampliação do pátio de manobras das aeronaves. Ambas também avançaram rapidamente e já estão praticamente prontas, faltando apenas acabamento e a homologação junto à Infraero. As obras, com custos de R$ 69,4 milhões, receberam 80% de recursos da Itaipu e o restante da Infraero.

Todas essas melhorias vão ajudar a tornar o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu um hub na América do Sul, com conexão direta aos países sul-americanos, europeus e norte-americanos. Pela localização geográfica privilegiada, o destino terá condições de se tornar uma das principais portas de entrada de turistas estrangeiros no Brasil e uma das maiores na América do Sul.

Em relação à transmissão de cargo, os governos do Brasil e do Paraguai têm a atribuição de nomear a Diretoria Executiva da Itaipu Binacional, por meio de indicação da Eletrobras e da Administración Nacional de Electricidad (ANDE). Para cada cargo reservado a um país, há um posto equivalente destinado à outra margem da usina.

Novo diretor

O nome do general Ferreira deve oficialmente confirmado em Diário Oficial da União nesta semana, mas a indicação já havia sido anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro no dia 19 de fevereiro, mesma data em que o presidente anunciou Silva e Luna para o comando da Petrobras, que deverá ser confirmada na assembleia da estatal, marcada para o próximo dia 12.

General João Francisco Ferreira será o substituto do general Joaquim Silva e Luna. Foto: Sara Cheida/Itaipu Binacional.

O general João Francisco Ferreira substitui o general Joaquim Silva e Luna depois de dois anos e um mês frente à Itaipu. Ferreira será o 14º diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional.

Imagem da solenidade de posse do general Joaquim Silva e Luna na Itaipu, em fevereiro de 2019. Foto: Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional.

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, 2,7 bilhões de MWh. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de aproximadamente 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai.