Chuvas trazem alívio, mas déficit de água continua e rodízio é mantido na RMC

As chuvas nesses primeiros dias de outubro, em várias regiões do Estado, trouxeram alívio para os sistemas de abastecimento de água que estavam em situação de alerta e até possibilitaram a suspensão de rodízios em algumas cidades. É o caso de Jandaia do Sul, Siqueira Campos, Ibaiti e Quatiguá, no Norte do Estado.

Em Medianeira, na Região Oeste, o rodízio está suspenso até quarta-feira, quando será feita nova avaliação das condições do Rio Alegria e dos poços que abastecem a cidade, e que perderam significativa vazão devido à falta de chuvas.

Em Cascavel, as chuvas em torno de 200 milímetros do fim de semana regularizaram momentaneamente as vazões do Rio Cascavel, do Rio São José e de poços, permitindo que a Sanepar interrompesse o uso de água do Lago Municipal que estava complementando o abastecimento desde o início de agosto.

Na Região Metropolitana de Curitiba, que tem rodízio na Capital e em outras 13 cidades, as chuvas somaram cerca de 60 milímetros nas últimas 24 horas e elevaram o nível dos reservatórios para 50,78% nesta segunda-feira (4), um pouco abaixo do que estavam no início de setembro. No mês passado, as chuvas ficaram cerca de 60% abaixo da média.

“As chuvas nesses primeiros dias do mês são excelentes, aliviam muitos sistemas no Interior, mas não resolvem a crise hídrica. Há um déficit hídrico e ainda temos um longo caminho até o fim do verão e a volta à normalidade”, afirma o diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Julio Gonchorosky.

DÉFICIT – O déficit de chuvas na Região Metropolitana neste ano está em 268 milímetros. Conforme registros do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), a média histórica de chuvas de janeiro a setembro é de 1.041 milímetros na RMC, mas choveu 773 mm nesse período em 2021.

Além da RMC, o rodízio está mantido em Pranchita, Santo Antônio do Sudoeste, Céu Azul, Jardim Alegre e Santo Antônio da Platina. A Sanepar mantém o monitoramento das vazões de rios e poços e avalia as condições pluviométricas para decidir qualquer alteração no sistema de abastecimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com novo lote da Pfizer, Paraná vai acelerar vacinação de jovens de 12 a 17 anos

Mais 318.240 doses da vacinas Pfizer/BioNTech desembarcaram no Paraná nesta terça-feira (19). O lote contém 228.150 doses destinadas a adolescentes sem comorbidades, o primeiro lote carimbado para vacinação da população de 12 a 17 anos em geral. Outras 90.090 são para a segunda dose (D2), referente à 40ª pauta do Ministério da Saúde.

A remessa chegou no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, em dois voos distintos, um às 18h40 e o outro às 19h10. Os imunizantes fazem parte da 59ª pauta de distribuição do Ministério da Saúde. As doses foram encaminhadas para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) para conferência e armazenamento e serão enviadas nesta quarta-feira (20) por via terrestre para todas as Regionais de Saúde.

O Paraná já iniciou a imunização de adolescentes de 12 a 17 anos, sem comorbidades, utilizando o remanescente da reserva técnica enviada em todas as remessas para os municípios. Agora, a chegada de doses específicas para este grupo, vai acelerar a vacinação deste público.

De acordo com os dados do Vacinômetro nacional, o Paraná já aplicou 249.472 doses em adolescentes. No total, já são 14.619.702 vacinas contra a Covid-19, sendo 8.320.875 D1 e 5.780.512 da D2. Além disso, o Estado também registra a aplicação de 25.042 doses adicionais (DA) e 167.466 doses de reforço (DR).

Estado e Google firmam parceria para divulgar informações do transporte coletivo da RMC

A Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) firmou uma parceria com o Google para disponibilizar informações a respeito do serviço de transporte coletivo da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) nas plataformas da empresa.

Os horários e itinerários estão disponíveis a partir desta terça-feira (19) nas plataformas da empresa, uma das gigantes globais de tecnologia. Usuários podem consultar informações sobre as 201 linhas que atendem os 19 municípios da RMC.

As informações fazem parte do Google Maps, que também oferece dados sobre tempo estimado de viagem, horários de partida e chegada, quantidade de paradas, distâncias e canais de atendimento das empresas operadoras.

O presidente da Comec, Gilson Santos, disse que a medida facilita o acesso das informações, proporcionando inclusive mais segurança aos usuários. “Em uma rápida pesquisa por meio do celular em um site muito conhecido a pessoa poderá consultar a melhor rota, horários, conexões, evitando se perder e até esperas desnecessárias nos abrigos. É um passo importante para oferecer um serviço cada vez melhor para a população, aliando tecnologia e informação”, afirmou.

Os dados das linhas já estão disponíveis na plataforma e as atualizações serão feitas automaticamente por meio de uma sincronização com a base de dados da Metrocard, associação das empresas operadoras do sistema.

SITE DA COMEC – O site da Comec também reúne informações atualizadas sobre linhas, horários e tarifas do transporte metropolitano.