Cansou das academias tradicionais? Então você PRECISA conhecer esta academia curitibana

O esporte que ganhou força no Canadá, é derivado dos tradicionais Lumberjack Games da região, e vem atraindo cada dia mais adeptos. No Brasil, ainda são poucos os locais com estrutura especializada para o esporte. A prática é semelhante a outros esportes de precisão: o machado é arremessado em um alvo de madeira com o objetivo de somar o maior número de pontos.

“A Liga Mundial de Arremesso de Machados (WATL) é a responsável pelas regras oficiais, utilizadas em campeonatos por todo o mundo, onde homens e mulheres de todas as idades competem na mesma categoria.” diz George Nogueira, instrutor de arremessos no Ancestral Training Center. Em março deste ano, um torneio realizado pelo Ancestral, em Curitiba, levou o ganhador para disputar a etapa brasileira do campeonato mundial.

Localizado na Alameda Cabral, próximo à Praça Osório, o centro de treinamento Ancestral oferece aulas de arremesso de machados para todos os níveis, aluguel de raias e todos os materiais necessários para a prática. As aulas são acompanhadas de perto por um instrutor que ensina as diversas técnicas de arremesso e garante a segurança dos participantes durante todo o tempo.

O espaço temático também disponibiliza videogame, TV, livros e instrumentos musicais. Solicitando com antecedência, é possível até levar a sua própria bebida para tomar enquanto relaxa acertando os alvos com seus amigos.

Para participar, é necessário reservar um horário com antecedência, pelo WhatsApp ou redes sociais do Ancestral. As aulas tem duração de uma hora e preços a partir de R$45,00 por pessoa.

 

SOBRE A ANCESTRAL TRAINING:

Inaugurado em Junho de 2018, o Ancestral Training Center foi idealizado por George Nogueira, educador físico com mais de 10 anos de experiência, e Aline Hermann, contadora e praticante de tiro com arco. Os dois decidiram mesclar as atividades que amavam praticar, como o arco e flecha e o arremesso de machados, com a necessidade de uma vida mais ativa, que fugisse dos conceitos tradicionais de outras academias.

Em um ambiente descontraído, sem preconceitos, sem espelhos, com instrumentos musicais, salas de descanso, e até vídeo game, viram a oportunidade de proporcionar às pessoas uma vida potencialmente mais saudável e definitivamente mais divertida!

No Ancestral, convidamos você a fazer tudo aquilo que o seu corpo foi programado para realizar naturalmente, mas que em algum momento a rotina te fez esquecer. A correr descalço, se pendurar, se esticar, rolar no chão. A arremessar machados, atirar flechas, ficar de cabeça pra baixo. A puxar, pular, empurrar, levantar e agachar. A trocar suas preocupações por suor e sair daqui com o corpo mais forte e a mente mais leve.

Deixando de lado a rotina cheia de prédios, barulho, trânsito e gravatas, a experiência do Ancestral Training quer dar a chance das pessoas saírem da total civilidade e serem um pouco mais “selvagens”.

Esperamos que você encontre ao nosso lado um lugar onde é possível deixar todo o resto pra fora e despertar verdadeiramente o seu lado ANCESTRAL.

O QUE É?

O Ancestral Training tem como principal objetivo resgatar as capacidades físicas naturais do ser humano e desenvolver nos praticantes o prazer pela prática do exercício.

Levantar marretas, arremessar machados, atirar com arco e flecha, pendurar-se, saltar, rolar, deitar no chão e correr descalço são apenas alguns exemplos do que o modelo de treino do Ancestral Training Center oferece aos alunos.

Em um ambiente descontraído e com equipamentos pouco tradicionais, os treinos são focados em exercícios que desenvolvem a força, resistência, flexibilidade, mobilidade, precisão e condicionamento.

Um importante aspecto da metodologia Ancestral consiste em respeitar as capacidades e limitações de cada pessoa. Dessa forma, os exercícios podem ser adaptados ou modificados para cada caso, tanto para tornar a execução mais fácil quanto para mais difícil.

Os treinos são realizados em turma e tem duração de cerca de uma hora. A metodologia está fundamentada sobre três pilares: o Treinamento Funcional, o Treinamento de Precisão e o Primal Training.

Ancestral Training Center (@ancestral.training)

Alameda Cabral, 510 – São Francisco – Curitiba/PR

– Duração: 1 hora

– Preço: a partir de R$45,00 por pessoa

– Idade mínima: 10 anos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Homem fantasiado de Batman faz sucesso em Curitiba e na internet

Marcos Vinicius da Silva, o famoso “Batman de Curitiba”, viu no sorriso das pessoas uma oportunidade para “fazer o bem”. Com direito a Batmóvel, o homem tem feito sucesso em Curitiba e viralizou nas redes sociais.

“Minha história com o Batman teve início em 2017. Como eu tinha o carro, um Corvette Stingray, eu parei e pensei: esse carro parece o Batmóvel. Depois disso, comprei a roupa do Batman e comecei a fazer algumas ações sociais por Curitiba”, disse Silva, em entrevista à Banda B nesta segunda-feira (29).

Entre as ações promovidas pelo “Batman de Curitiba”, há entrega de cestas básicas, visitas a hospitais e distribuição de ovos das páscoa.

“Vi que aquilo levou muita alegria às pessoas e resolvi unir o útil ao agradável. No dia a dia eu tenho distribuído cestas básicas, ido a hospitais…”, afirmou.

Foto: Arquivo pessoal

Marcos conta que não existem dias específicos, como datas comemorativas, para levar alegria para as pessoas. De acordo com ele, até os finais de semana são destinados para algumas ações.

Bem como o próprio personagem inspirado nos quadrinhos da DC Comics, os carros de Souza também fazem sucesso por onde passam.

“Sempre gostei de carros antigos e tenho dois Batmóveis, um deles até abre a porta para cima”, disse.

Questionado sobre alguma ação já realizada por ele que o marcou, o “Batman de Curitiba” não hesitou em relembrar o dia em que incentivou uma criança a continuar seu tratamento no Hospital Pequeno Príncipe, porém com outro personagem.

“O hospital tinha um paciente de 5 anos que não queria mais fazer o tratamento. A médica dele me ligou e explicou que o menino era fã do Capitão América. Ele [paciente] precisava de um incentivo. Vesti a roupa e fui até lá. Foram umas 8 horas desde a preparação até o convencimento”, afirmou.

Informações Banda B

Para conter nova variante, Curitiba orienta quarentena e quer testar viajantes do exterior

Como plano para conter o avanço da nova variante Ômicron, Curitiba quer testar contra a Covid-19 o maior número possível de pessoas vindas do exterior. A informação foi confirmada pela secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, em entrevista concedida à Banda B nesta segunda-feira (29).

Segundo ela, o trabalho de monitoramento feito agora é o mesmo adotado pela cidade desde o início da pandemia, mas que ganha reforço com a identificação da variante Ômicron.

“Desde que tivemos o alerta da pandemia em março de 2020, a gente já montou todo um esquema e protocolos, que são bastante conhecidos pela população. Mesmo com a queda de casos, a gente insiste na testagem. Temos coletado de todas as pessoas que nos procuram, incluindo aquelas sem sintomas, mas que tiveram contato com infectados. Com o anúncio da nova variante, a orientação que fazemos para os viajantes que chegam a Curitiba, não só do Sul da África, mas de todos os países, é que façam quarentena usando máscara e nos procurem para testar”, disse a secretária.

O protocolo, porém, também trata dos países do Sul da África com a identificação da Ômicron. Segundo Huçulak, o alerta feito a todos os viajantes é que entrem em contato pela central (41) 3350-9000. “Desses países, especialmente do sul do continente africano, nós vamos testar independentemente de sintomas ou não, para a gente acompanhar bem de perto a situação da pandemia”, disse.

Também nesta segunda-feira (29), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou que monitora seis passageiros que desembarcaram no Paraná e estavam no mesmo voo do brasileiro que veio da África do Sul e testou positivo para Covid-19, podendo estar com a variante ômicron.

Novas variantes

Para evitar novas variantes, porém, Huçulak lembra da necessidade de cuidados. “O uso de máscara, o distanciamento social, ventilar os ambientes e a higienização constante das mãos são medidas fundamentais. Só a vacina não dá conta do vírus e essa variante está mostrando isso, a Europa está mostrando isso para nós. É uma variante que pode ter surgido em qualquer lugar e levada por conta das viagens que as pessoas fazem”, concluiu.

Informações Banda B