Bêbado, motorista provoca capotamento na BR-277, foge pela contramão e é preso em Cascavel (PR); assista

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu no final da tarde deste domingo (19) em Cascavel (PR) um homem que minutos antes havia provocado um grave acidente de trânsito na BR-277.

Por volta de 17h15, o motorista de um automóvel Fiat Palio, de cor prata, que transitava em alta velocidade no sentido Foz do Iguaçu, fez uma ultrapassagem em um trecho de curva, onde a manobra é proibida. Por pouco não houve uma colisão frontal contra outro carro, que seguia no sentido contrário.

Uma câmera de videomonitoramento da rodovia flagrou o acidente. Ao voltar para a sua faixa original, o motorista do Palio acabou por colidir na traseira de um automóvel Hyunday HB20, que foi lançado violentamente para fora da pista, onde capotou.

Na sequência, o motorista causador do acidente fugiu pela contramão, quase provocando mais uma colisão frontal. O motorista de um outro carro foi obrigado a desviar, para evitar um novo acidente.

Minutos depois, o motorista que fugiu bateu contra uma caçamba de entulhos, no Centro de Cascavel, onde foi preso em flagrante. Policiais militares e agentes municipais prestaram apoio durante a ocorrência.

Em visível estado de embriaguez, o homem, de 35 anos de idade, apresentava forte hálito etílico, além de dificuldade para falar e mesmo para se equilibrar, em pé. Ele recusou o exame do bafômetro, mas foi preso em flagrante a partir de um termo de constatação de embriaguez elaborado pelos policiais rodoviários federais, que também gravaram a abordagem, em vídeo.

O casal que estava no HB20 foi socorrido e encaminhado ao Hospital São Lucas, em Cascavel. O homem tem 41 anos de idade e a mulher, 40. Apesar da dinâmica do acidente, ambos usavam cinto de segurança e sofreram lesões leves, a princípio.

Confira como foi o acidente:

Fonte: Agência PRF

Aulas no Paraná continuam suspensas por pelo menos mais 30 dias

O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, descartou nesta quinta-feira (24) o retorno às aulas no Paraná por pelo menos 30 dias. Em entrevista concedida à Banda B, ele afirmou que o governo está esperando uma queda na curva ao longo do próximo mês, mas que a discussão de retorno só poderá acontecer se as expectativas epidemiológicas se confirmarem.

“Ao descer esse patamar, talvez possamos estudar o retorno, com calma, respeito, tranquilidade. Em primeiro lugar, vem a segurança de alunos, professores e familiares, já que os estudantes precisam retornar para casa após a aula. Esse tema é tratado com todo o carinho e respeito que o cidadão merece. Não é por pressão desta ou daquela entidade que vamos ceder. Toda a orientação será de ponto de vista técnico, epidemiológico e de saúde pública”, disse o secretário.

Entre as principais entidades que pedem o retorno das aulas está o Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe) e um grupo de pais, que marcou uma manifestação para o próximo domingo (27).

Protocolo e plano-piloto

Apesar de a volta ser descartada no momento pela Secretaria da Saúde, a Secretaria Estadual da Educação (Seed) já elabora um plano-piloto para a eventual retomada.

De acordo com o diretor-geral da Seed, a ideia é dialogar e apresentar um protocolo que apresente a segurança necessária a todos os envolvidos. “A ideia é implantar inicialmente em uma região com alto índice de segurança e, para isso, temos uma sinalização de Irati, Guarapuava e União da Vitória. Com esse teste, podemos desenhar um retorno escalonado e seguro”, explicou.

Além do Governo do Estado, há um expressivo número de entidades que participa da elaboração do protocolo, que seria válido para as redes estadual e privada.

Entre os pontos discutidos, está a liberdade para pais que optem por não enviar os filhos às aulas. “Aquela família que entende que não é o momento, vai ter a liberdade de manter o filho dela estudando exclusivamente na modalidade online. Mas, um dos pontos que está no documento é que o ensino será hibrido, ou seja, com estudos presenciais em uma semana e remoto na outra”, disse.

O objetivo do ensino híbrido é garantir o distanciamento social nas escolas.

Informações Banda B.

Governo e Itaipu formalizam convênio para duplicação da BR-469, em Foz do Iguaçu

O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Joaquim Silva e Luna, formalizam nesta sexta-feira (25), às 11h30, no Palácio Iguaçu, uma parceria entre o Estado e a hidrelétrica para a duplicação de 8,7 quilômetros da BR-469, em Foz do Iguaçu.

O investimento estimado é de R$ 139,4 milhões, dos quais R$ 136,3 milhões serão financiados pela Itaipu Binacional e o restante pelo Governo do Paraná, que também será responsável pelo gerenciamento da obra.

O trecho a ser duplicado é conhecido como Rodovia das Cataratas e vai do trevo de acesso à Argentina até o Parque Nacional do Iguaçu. O projeto está sendo concluído e após a aprovação pelo Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) a obra será licitada.

SERVIÇO:

Convênio Governo do Estado e Itaipu Binacional
Data: sexta-feira (25/09)
Horário: 11h30
Local: Palácio Iguaçu – 3o. Andar

ATENÇÃO:

Jornalistas devem fazer cadastro prévio para acompanhar a cerimônia, enviando o nome do órgão de imprensa e dados pessoais (Nome completo e RG) para o e-mail cristianemr@secs.pr.gov.br ou pelo Whatsapp (41) 9136-3512.