Aulas gratuitas de canto em Curitiba

Mais de 700 vagas estão abertas para os cursos de técnica vocal e canto coral nas regionais de Curitiba. São aulas gratuitas do programa Nosso Canto, com professores profissionais vinculados ao Coro da Camerata Antiqua de Curitiba.

Foto: Cido Marques

As inscrições custam R$ 20, incluindo uma camiseta do programa, e devem ser feitas pelo link sympla.com/nossocanto. As aulas começam em 2 de março.

Para participar não é necessária nenhuma experiência musical, apenas vontade de aprender e frequentar a dinâmica e ações musicais que envolvem o canto coral.

É importante ter disponibilidade para atividades e apresentações e evitar faltas e atrasos.

O coordenador do Nosso Canto e coralista da Camerata Maico Sant’Anna comenta sobre a integração que o canto coral proporciona.

“Quem começa a frequentar as aulas normalmente tem alguma ligação intensa com o canto e isso é fortalecido em grupo. O Nosso Canto é um lugar de prazer, bem-estar, onde as pessoas conseguem esquecer os problemas do dia a dia”, diz.

Cantar é terapêutico

Na oficina de técnica vocal, os alunos terão aulas sobre fisiologia da voz, impostação e dicção. Já nas aulas de práticas de coral, será trabalhado um repertório específico para grupos vocais, com vários gêneros musicais.

“Quando as pessoas se juntam para cantar é incomparável a qualquer outra forma de música porque, além do aspecto do som, tem a beleza e profundidade da palavra. Cantar é terapêutico”, diz Maico.

Para a inscrição é necessário escolher a regional de interesse, preencher um formulário com dados de cadastro e pagar a taxa de matrícula com cartão de crédito ou por boleto bancário. Após isso, já é possível frequentar as aulas na primeira semana de março, de acordo com o horário da regional escolhida.

Serviço: aulas do programa Canto Coral

Inscrições pelo site: sympla.com/nossocanto
Início das aulas: 2 de março

REGIONAL PINHEIRINHO
Período: 2 de Março a 13 de julho
Dias: segundas-feiras
Horário: 19h30 às 21h30
Local: Rua da Cidadania Pinheirinho (Avenida Winston Churchil, 2.033)
(41) 3313-5420

REGIONAL BAIRRO NOVO
Período: 3 de março a 14 de julho
Dias: terças-feiras
Horário: 19h30 às 21h30
Rua da Cidadania Bairro Novo (Rua Tijucas do Sul, 1.700)
(41) 3289-4988 / 3564-5644

REGIONAL BOA VISTA
Período: 3 de março a 14 de julho
Dias: terças-feiras
Horário: 19h às 21h
Local: Rua da Cidadania Boa Vista (Avenida Paraná, 3.600)
(41) 3313-5688 / 3313-5685

REGIONAL SANTA FELICIDADE
Período: 5 de março a 16 de julho
Dias: quintas-feiras
Horário: 19h às 21h
Local: Rua da Cidadania Santa Felicidade (Rua Santa Bertila Boscardin, 213)
(41) 3221-2516 / 3221-2517

REGIONAL BOQUEIRÃO
Período: 5 de março a 16 de julho
Dias: quintas-feiras
Horário: 19h às 21h
Local: Rua da Cidadania Boqueirão (Avenida Marechal Floriano Peixoto, 8.430)
(41) 3313-5515

REGIONAL CIC
Início: 5 de março a 16 de julho
Dias: quintas-feiras
Horário: 19h30 às 21h30
Local: Casa da Leitura Paulo Leminski (Rua Agenor Pierre esquina com Padre Gaston)
(41) 3221-2876 / 3212-1402

REGIONAL MATRIZ
Período: 4 de março a 15 de julho
Dias: quartas-feiras
Horário: 19h às 21h
Local: Rua da Cidadania Matriz (Praça Rui Barbosa, 101)
(41) 3313-5816

REGIONAL FAZENDINHA
Período: 2 de março a 13 de julho
Dias: segundas-feiras
Horário: 19h às 21h
Local: Rua da Cidadania do Fazendinha (Rua Carlos Klentz, 1.700) 
(41) 3350-3765 / 3350-3965

REGIONAL CAJURU
Período: 4 de março a 15 de julho
Dias: quartas-feiras
Horário: 19h às 21h
Local: Rua da Cidadania Cajuru (Avenida Prefeito Maurício Fruet, 2150)
(41) 3221-2410

REGIONAL TATUQUARA
Período: 3 de março a 14 de julho
Dias: terças-feiras
Horário: 19h às 21h
Local: Rua da Cidadania Tatuquara (Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n)
(41) 3221-2605

Primeira Feira da Agroindústria acontecerá em dezembro em Curitiba

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento promove a Agrifamiliar Paraná 2020 – 1ª Feira de Produtos e Serviços da Agricultura Familiar, que acontecerá em Curitiba entre os dias 3 a 6 de dezembro. As pré-inscrições para as agroindústrias interessadas em expor seus produtos encerram 30 em setembro.

A feira será em frente ao Mercado Municipal de Curitiba. Trata-se de uma iniciativa para aproximar o campo e a cidade, o rural e o urbano, a produção e o consumo.

O evento é promovido em parceria com a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores Familiares do Estado do Paraná (Fetaep), Prefeitura de Curitiba/Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater (IDR-Paraná)  e Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar).

Para efetivar a pré-inscrição, a agroindústria deve ter o registro do estabelecimento no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, apresentar a DAP (Declaração de Aptidão do Pronaf) ativa e documentos pessoais do responsável pelo estabelecimento. As agroindústrias familiares que manipulam produtos de origem animal precisam estar inscritas no serviço de inspeção sanitária municipal, estadual ou federal.

Aquelas que manipulam produtos de origem vegetal, bebidas e polpas devem ter licença e alvará sanitário emitido pela Secretaria da Saúde e registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Para quem pretendem apresentar produtos como plantas e flores, é necessário preencher o formulário de autorização da Adapar. 

SERVIÇO – A Agrifamiliar acontecerá de 3 e 6  de dezembro. Na quinta e na sexta-feira o horário será das 10h às 20h; no sábado das 9h ás 20 e no domingo das 9h ás 13h.

As pré-inscrições podem ser feitas no núcleo da Seab de Curitiba, no IDR-PR, na Adapar ou diretamente no site da Fetaep (http://www.fetaep.org.br) e deve ser encaminhada para o e-mail agrifamiliar@fetaep.org.br.

Informações AEN.

Polícia cumpre 53 mandados contra o tráfico de drogas em Curitiba e RMC

A Polícia Civil e a Polícia Militar do Paraná estão nas ruas, desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (22), para desmantelar associação criminosa que comanda o tráfico de drogas no Centro e no bairro Cajuru, na capital, e em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Batizada de Lisboa, a operação visa cumprir 37 mandados de busca e apreensão em endereços relacionados aos alvos e 16 mandados de prisão preventiva contra líderes, gerentes, fornecedores e distribuidores de drogas naquelas regiões. 

Durante as investigações, que duraram cerca de 6 meses, a PCPR e a PMPR observaram que houve pouca ou nenhuma alternância na liderança do bando. É como se a associação criminosa fosse composta por líderes gerais, gerentes operacionais e revendedores finais – conhecidos como “pistas”, esses substituídos com frequência. 

CENTRO – As drogas que abasteciam o tráfico no Centro de Curitiba eram fornecidas por líderes distintos que comandavam o crime em Pinhais e no bairro Cajuru. Nesta região, a PCPR e PMPR cumprem 17 mandados de busca e apreensão e sete mandados de prisão preventiva. 

CAJURU – O gerente operacional que atuava no bairro também distribuía drogas para revendedores finais do município de São José dos Pinhais, na RMC. Seis pessoas são alvos de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão serão cumpridos na região. 

PINHAIS – O tráfico era comandado por um indivíduo com antecedentes por tráfico de drogas. Ele foi preso em 2016, com 73 quilos de crack, e estava em liberdade atuando no município e no Centro de Curitiba.  Aqui a PCPR e PMPR miram oito alvos. Três com mandados de prisão preventiva e cinco com mandados de busca e apreensão. 

INVESTIGAÇÕES – No decorrer das investigações foram presas em flagrante 17 pessoas ligadas ao bando, cumpridos quatro mandados de prisão preventiva, uma apreensão de adolescente, apreensão de duas armas de fogo, 173 gramas de cocaína, 2,3 quilos de crack e 4,8 quilos de maconha.

Informações AEN.