Aplicativo dá acesso gratuito a 200 livros da literatura universal

O programa Curitiba Lê, desenvolvido pela Fundação Cultural de Curitiba para incentivar a leitura, está completando dez anos de atividades e, para comemorar, lança a sua plataforma digital. O programa está integrado ao Curitiba App, disponível gratuitamente em smartphones e tablets, e oferece a todos o acesso fácil a obras literárias de autores de Curitiba e a mais de 200 livros de domínio público da literatura universal.

O projeto foi desenvolvido numa parceria da Fundação Cultural e do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac) com a Agência Curitiba de Desenvolvimento. Para acessar o app do Curitiba Lê, os leitores devem baixar o aplicativo Curitiba APP na App Store para iPhone e iPad, e no Google Play para os aparelhos com plataforma Android.

O prefeito Rafael Greca anunciou a novidade no último sábado (23/5), em sua página no Facebook. “Estamos agregando aos telefones móveis, ao seu celular, a possibilidade de ter uma biblioteca inteira na palma da mão. É o projeto Curitiba Lê App, uma expressão da Prefeitura em favor da cultura universal, nacional e local. Acesse o Curitiba APP e baixe um livro do seu gosto para a sua leitura”, conclamou o prefeito.

Estante Curitiba

Além das mais de 200 obras da literatura brasileira e universal, estão disponíveis inicialmente dez títulos de autores contemporâneos de Curitiba, cujos direitos autorais foram adquiridos para publicação no app pelo período de um ano. Agrupados na pasta denominada “Estante Curitiba”, esses livros só poderão ser lidos no próprio aplicativo, sem possibilidade de baixar ou compartilhar.

São eles:  Cristóvão Tezza (Ensaio da paixão – romance), Roberto Gomes (A dança do ventre – contos), Flávio de Souza (A mãe da menina e a menina da mãe – infantil), Helena Kolody (Infinita Poesia – poesia), José Carlos Fernandes (Na Brasílio com a Ângelo – crônicas), Márcio Renato dos Santos (A cor do presente – contos), Márcia Széliga (No trilho do trem – infantil), Liana Leão (Shakespeare, sua época e sua obra – crítica teatral), Key Imaguire Júnior (Vida urbana – ensaio) e Paulo Venturelli (Meu pai – romance).

“O Curitiba Lê App é mais uma ferramenta que irá possibilitar o desenvolvimento do intelecto, da imaginação e da aquisição de conhecimentos”, destaca a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro. Para ela, outro grande diferencial do aplicativo é a abertura de espaço para os escritores locais. “Nesse momento de grandes dificuldades econômicas, decorrente da pandemia do novo coronavírus, a compra dos direitos autorais também constitui mais um importante apoio aos artistas da cidade”, diz a presidente da FCC.

Acesso livre

Dezenas de outras obras de domínio público estarão disponíveis. Alguns destaques são os livros requisitados pelo vestibular da Universidade Federal do Paraná: O Uraguai, de Basílio da Gama; Clara dos Anjos, de Lima Barreto; Últimos Cantos, de Gonçalves Dias, e Casa de Pensão, de Aluízio de Azevedo.

Clássicos da literatura universal, como A Divina Comédia, de Dante Alighieri, e Dom Quixote, de Miguel de Cervantes, também estarão no aplicativo. No caso de todas as obras de domínio público, os leitores poderão fazer download gratuito e acessar em seus aparelhos de celular ou tablet a qualquer momento.

“O consumo de conteúdo online aumenta a cada dia e o comportamento digital faz com que as pessoas alternem entre o online e o offline sem nem mesmo perceber”, observa a presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento, Ana Cristina Alessi. “Nesse sentido, a Prefeitura de Curitiba tem um papel importante de promover cada vez mais conteúdos de qualidade em meios digitais e incentivar a boa leitura é fundamental. Esse também é o papel do Vale do Pinhão: fazer da inovação um processo social e cultural na nossa cidade”, afirma Cris Alessi.

Oportunidade

A proposta foi enaltecida pelos escritores que estreiam suas obras no Curitiba App. “Muito boa a iniciativa em disponibilizar obras literárias gratuitas via aplicativo do programa Curitiba Lê. Especialmente durante a quarentena – mas que certamente deverá prosseguir depois como referência e porta de acesso à literatura”, destacou Cristóvão Tezza, que escolheu para o app o romance Ensaio da Paixão, obra lançada em 1986 e que está fora de catálogo. Portanto, o app oferece a oportunidade aos leitores de conhecer essa obra primorosa de um dos maiores escritores brasileiros da atualidade.

A escritora Márcia Széliga, que optou por disponibilizar uma de suas obras de literatura infanto-juvenil, participa com seu livro ilustrado No trilho do trem, disponibilizando às crianças e jovens a leitura com imagens, levando a eles todo encantamento de cores e traços, aliados da imaginação e criatividade.

“Penso ser maravilhosa a oportunidade de poder dispor no meio virtual nossos livros, facilitando o acesso a mais pessoas. As obras dos nossos autores ganham destaque e, assim, alçam voo no compartilhamento, cumprindo o importante papel da literatura para todas as idades e trazendo com isso a identidade e valorização de uma produção de qualidade em nosso estado”, declarou Márcia.

A escritora considera que esse é um importante passo para que o programa Curitiba Lê se torne uma tradição e faça de Curitiba mais um dos grandes centros urbanos com uma população leitora.

Alternativa

A presidente da FCC lembra que a iniciativa compõe o programa FCC Digital, que a Fundação Cultural lançou logo no início da quarentena para oferecer ao público alternativas de acesso aos bens culturais enquanto cumprem as medidas de isolamento social.

“Além do aplicativo que está sendo lançado, a Fundação Cultural abriu um edital para seleção de conteúdos audiovisuais e tem mobilizado as coordenações de todas as linguagens artísticas para que utilizem as plataformas digitais para as suas atividades que até então eram desenvolvidas presencialmente”, pontuou Ana Cristina.

Também será lançada em breve a página do Curitiba Lê no Facebook.

Pedidas gastronômicas para curtir as finais da Copa do Mundo

A seleção canarinho vai conquistando mais vitórias na Copa do Mundo, e a torcida é cada vez mais animada. Quem prefere reunir os amigos em casa para vibrar com as partidas, tem ótimas pedidas gastronômicas para receber os convidados. A Ragú Rotisseria & Co. ficará disponível até o dia 18, data da final da Copa, para pedidos feitos com três dias úteis de antecedência.

A pedida mais prática é apostar no box “A Taça Do Mundo É Nossa!” que tem diversos itens, em versões para servir seis ou doze pessoas. A caixa inclui Coxinha de costela com molho de pimenta, Empadão de frango com requeijão, Bolinha de queijo crocante, Dadinhos de tapioca e queijo canastra com melado picante, Mini brioche, costelinha assada, aioli, tomates assados e rúcula, Caseirinho de salaminho, queijo, alface e tomate, Carne de onça temperada, cebolinha e quadradinhos de broa, Mix de amendoins e Beijinho. A caixa para seis pessoas custa R$ 800, enquanto a que atende 12 convidados, sai por R$ 1.400.

Outra escolha é comprar aperitivos pré-prontos, para fritar em casa, com clássicos de festa. São opções como Mini coxinha de frango ao curry (R$ 98 com 20 unidades e R$ 240 com 50), Dadinhos de tapioca e queijo canastra com geleia de pimenta (R$ 98 com 20 unidades e R$ 240 com 50) e o Mini pastel de brie, mel e mostarda L’Ancienne (R$ 125 com 20 unidades, R$ 300 com 50). Há ainda pratos, como um dos mais pedidos da Ragú: Phylo Brie, queijo brie envolto por delicada massa phylo, coberto por nuts e mel (R$ 139, servindo de 4 a 6 porções, ou R$ 260 servindo 10 a 12 porções).

Ragú Rotisseria & Co.

O conceito da Ragú Rotisseria & Co. é fundado em alimentação saudável, fresca e variada. O espaço dinâmico alia referências de diversos países para elaborar pratos que ampliem a qualidade de vida, destacando insumos orgânicos e valorizando o consumo de comércios locais. A marca foi elaborada por Fernanda Zacarias de Alencar, uma apaixonada pela boa gastronomia que formou-se chef de cuisine e restaurateur e fez curso superior de cozinha italiana em Colorno, na Itália.

As encomendas de pratos da Copa do Mundo da Ragú Rotisseria & Co. devem ser feitas por telefone no (41) 3019-0711 ou por WhatsApp (41) 99280-1923. Os pedidos precisam ser feitos com três dias úteis de antecedência, com retirada na R. Francisco Rocha, 533 – Batel. O cardápio da Copa fica disponível até o dia 18 de dezembro.

Edson & Hudson e Gian & Giovani apresentam show ‘Boate Azul’ em Curitiba

Duas grandes duplas se reúnem para celebrar a música sertaneja, Edson & Hudson e Gian & Giovani estão juntos no projeto Boate Azul Ao Vivo, que trará o melhor do repertório de cada um e mais uma compilação de grandes sucessos do ritmo. Idealizado pela Live, o show chega a Curitiba, no dia 16 de dezembro, às 21h15, no palco do Teatro Positivo. Os últimos ingressos estão à venda a partir de R$ 160, via Disk Ingressos. A produção e realização são da RW7 Production.

Em três horas de show com blocos intercalados, e dois deles dedicados à interação das duplas, o repertório, com uma média de 50 músicas, promete reunir o melhor de Edson & Hudson e de Gian & Giovani, juntos irão cantar clássicos da música sertaneja. Entre as músicas do show estão “Nem Dormindo Consigo Te Esquecer”, “Porta Retrato”, “Olha Amor”, “Azul” e não poderia faltar aquela que inspira o nome do álbum “Boate Azul”.

A trajetória dos quatro artistas é refletida em prosa, cantoria e bom humor durante as três horas de show. “É uma grande honra fazer parte desse projeto com parceiros que temos afinidade e luta parecida. Somos admiradores da música sertaneja, desejamos que os clássicos fiquem sempre vivos nos corações das pessoas e perpetuem gerações”, comenta Edson & Hudson.

Já para Gian & Giovani, o “Boate Azul Ao Vivo” é a celebração de uma carreira de sucesso. “Depois de anos de estrada, estamos preparados para homenagear artistas e canções que inspiram a nossa carreira e a história de tanta gente. A música se renova, ninguém melhor que os nossos companheiros para representar isso, inovar conosco”, revelam.

Nascidos e criados no interior de São Paulo, Edson & Hudson em Limeira e Gian e Giovani em Franca escreveram algumas páginas na história do segmento sempre em alta. Ambas as duplas se separaram por um período e perceberam o quão importante e forte são juntos. “Boate Azul Ao Vivo” irá juntar em um só palco artistas com timbres únicos e inúmeros sucessos que marcaram época e fazem parte da vida de muitas gerações.

Serviço – Boate Azul Ao Vivo em Curitiba

Quando: 16 de dezembro de 2022 (sexta-feira)

Local: Teatro Positivo (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300)

Horários: abertura da casa às 20h15 / Show às 21h15

Ingressos: os ingressos variam de R$ 160 a R$ 440, de acordo com o setor, modalidade e lote vigentes;

Vendas: Disk Ingressos (Ventura Shopping – de segunda a sexta, das 11h às 22h, aos sábados, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h, Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22h, e aos domingos, das 9 às 18h), na bilheteria do Teatro Positivo

**Entrega em domicílio com taxa de entrega

Classificação Etária: 16 anos. Menores de 16 anos somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais

Realização: RW7 Production & Entertainment