A incoerência de estilos


A incoerência de estilos

 

Funkeiro metaleiro pilaco?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BBB 21: na Prova do Líder, Caio ganha a coroa e Fiuk vai para o paredão

Nesta quinta-feira (8) os participantes do Big Brother Brasil 21 disputaram a Prova do Líder. Em um jogo de habilidade e duelos, Caio levou a melhor na disputa final contra Arthur e ficou com a coroa na 11ª semana do reality show. “Caio, do paredão para a liderança. Parabéns!”, anunciou Tiago Leifert. O fazendeiro dedicou a vitória à sua família: “pra você amor, pra você Manu, pra você Alice”.

Logo depois da dinâmica, o líder escolheu seus companheiros no grupo VIP: Arthur, Gilberto e João. O apresentador instruiu que apenas dois participantes por vez podem acompanhar Caio no quarto do líder – antes eram três.

A prova também já definiu um emparedado. Os finalistas puderam escolher quem disputaria a “Final do Mal”. Caio elegeu Camilla de Lucas e Arthur indicou Fiuk. O cantor marcou menos pontos e está na berlinda, mas ainda pode escapar se vencer a Prova Bate e Volta do domingo (11). Fiuk está no grupo Xepa com Pocah, Camilla de Lucas e Viih Tube.

Depois de conquistar a liderança, Caio revelou que não gostaria de ter que escolher Camilla para a Final do Mal, mas fez isso pelo jogo. “Não tinha o que fazer. Eu tinha que colocar uma pessoa que eu sei que, se fosse Líder, me colocaria direto. Infelizmente, a gente se aproximou muito. Mas o que eu posso fazer?”

Arthur já está preocupado com os votos da casa e acredita que irá para o paredão. “Voto da casa, vai ficar entre eu e Gil. Mas eu tenho mais”, especulou o instrutor de crossfit, qie alertou Gilberto: “se não tem os três, o que eles fazem? Aí entra a grande questão. A sua sorte foi que estava na nossa mão escolher quem ia jogar. Qualquer outro que fosse jogar, ia botar você para jogar a final. É certo”.

BBB21: após atitude racista, Rodolffo é eliminado com 50% dos votos do público

Depois de uma disputa acirrada na noite desta terça-feira (6) Rodolffo foi eliminado do Big Brother Brasil com 50,48% dos votos. Caio recebeu 44,09% e Gil, 5,43%. A semana foi de polêmica para o sertanejo, com um episódio de racismo. Isso porque Rodolffo, ao receber o castigo do monstro, comparou a peruca de um homem pré-histórico ao cabelo de João Luiz. Depois de um tempo se sentindo incomodado, o professor decidiu abrir o coração no Jogo da Discórdia de segunda-feira (5).

“No sábado aconteceu uma situação lá no quarto cordel. Eu estou falando isso agora, é momento de muita coragem. O Rodolffo chegou a fazer uma piada, comparando a peruca do monstro da pré-história com o meu cabelo. Tocou num ponto muito específico, porque o jogo pode ser, sim, de coisas que a gente vive aqui dentro, mas também tem que ser um jogo de respeito”, declarou João.

O sertanejo pareceu surpreso com a fala de João Luiz. O apresentador Tiago Leifert perguntou se ele queria dizer alguma coisa e, balançando a cabeça, ele reafirmou o que havia dito: “se todo mundo observou como era a peruca do monstro, acredito eu que é um pouco semelhante. E não tem nada a ver isso”. Abalado, João respondeu: “naquela hora lá no quarto eu me calei. Mas você não sabe o quanto aquilo que você falou me machucou, me machucou muito”, ressaltando que já não aguentava mais ser vítima de preconceito desde que nasceu.

Depois de concluída a votação do Paredão, Tiago Leifert disse ao público que conversaria com calma sobre o episódio de racismo.

Rodolffo tentou se justificar, dizendo que o pai dele tem “o mesmo tipo de cabelo do João” e que ele “jamais faria algo para ofender”. Leifert explicou mais uma vez que não se tratava sobre o tipo de cabelo, mas uma questão que envolve raça. Depois de concluída a conversa e de a polêmica repercutir nas redes sociais, o resultado do paredão foi divulgado pelo apresentador do BBB 21.

Ao sair do reality, Tiago Leifert explicou a Rodolffo que, além do episódio envolvendo racismo, o público poderia ter se abalado, nas últimas semanas, pelo fato de o sertanejo ter brincado com o vestido de Fiuk. Na ocasião, o cantor sugeriu que, em Goiás, homem não iria vestido daquela maneira em uma balada, por exemplo.

“Desculpa todo mundo, errei mesmo, assumo e vou procurar não cometer de novo, né?”, concluiu Rodolffo.