500 chopes grátis no Bairro Alto: novo Mr. Hoppy chega à região com música ao vivo

Agora com mais uma casa, a marca Mr. Hoppy chega à marca de 30 unidades no Brasil. O famoso hambúrguer de “deizão”, chope artesanal e música ao vivo serão as novas atrações do Bairro Alto. O novo Mr. Hoppy inaugura neste sábado (05), a partir das 15h, com uma promoção especial aos clientes: 500 chopes pilsen 300 ml grátis limitado a um por cliente.

Localizada próximo ao terminal do Bairro Alto, a casa fica em uma esquina e conta com espaço interno, uma ampla área externa e um deck. “São 300 metros quadrados de espaço para a galera curtir com os amigos. Além disso, a casa está bem localizada, próximo do comércio e de fácil acesso”, ressalta Paulo Motta Filho, sócio-proprietário da 16ª franquia.

O franqueado é formado em gastronomia e apaixonado por cerveja. Já Daniel Peruzzo, outro sócio da franquia, é engenheiro mecânico, mas também teve experiências com a gastronomia. Esses foram alguns dos motivos para investirem no Mr. Hoppy. “Quando nós moramos juntos fora da Brasil, trabalhamos sempre em bares, cozinhas e entre outros locais ligados à gastronomia. E isso despertou nossa vontade em empreendermos juntos em algo que tivesse relacionado ao que vivemos na Austrália”, explica Motta Filho.

Em um clima bem otimista, os sócios enxergaram a oportunidade no Bairro Alto, pois é um local que está em ascensão. “De uns tempos para cá, o bairro cresceu bastante no quesito mobilidade, o que abriu mais espaço para o comércio”, afirma o sócio-proprietário. “Além disso, são poucos lugares por aqui com a mesma proposta”, completa.

O retorno das redes sociais para a inauguração tem sido bem positivo para os franqueados, com o público da região com uma alta expectativa. De acordo com Motta Filho, a ideia é levar para a galera mais uma forma de entretenimento e cultura com música ao vivo. Para o dia da inauguração, a Asgard, banda de rock clássico, irá tocar clássicos do gênero a partir de 15h. Como em todas as unidades do Mr. Hoppy, não há cobrança de couvert para a apresentação: a galera pode curtir um rock and roll de qualidade sem se preocupar com o preço.

O cardápio da casa conta com hambúrgueres artesanais que variam de R$ 10 a R$ 15. Ao todo são seis opções, com destaque para o Blue Moon (pão, hambúrguer – carne ou vegetariano – maionese, creme de gorgonzola e cebola crispy) e o Bacon Paradise (hambúrguer – carne ou vegetariano – maionese, queijo mozzarella, creme de bacon coberto por bacon no pão com gergelim). O menu ainda conta com porções como fritas, anéis de cebola e minichurros.

Serviço
Inauguração do Mr. Hoppy Bairro Alto com 500 chopes grátis e show da banda Asgard

Sábado, 5 de outubro, a partir das 15h

Local: Rua José de Oliveira Franco, 1774 – Bairro Alto

Sobre o Mr. Hoppy

O Mr. Hoppy foi criado pelos empresários José Araújo Netto e Vinicius Sampaio com o intuito de oferecer o melhor custo-benefício na hora de comer um hambúrguer de qualidade e tomar um chope artesanal, sempre fruto de parcerias com cervejarias locais. Atualmente presente em sete estados brasileiros, a marca prevê para 2020 a inauguração de 15 novas unidades, fechando o ano com 45 pubs abertos pelo Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TRAGÉDIA: Grave acidente na BR-277 na noite de domingo(2)

Na noite deste domingo (2) aconteceu um gravíssimo acidente na BR-277 envolvendo vários carros com 30 vitimas ao total, 7 mortos e o restante feridos. INFORMAÇÃO ATUALIZADA LOGO ABAIXO.

Segundo o site Plantão 190, um incêndio na vegetação foi uma das causas da tragédia. Várias lives aconteceram no local, que ficam na divisa de Curitiba e São José dos Pinhais, na altura da ponte do Rio Iguaçu.

INFORMAÇÃO ATUALIZADA

Ao todo o acidente fez 30 vítimas. Dessas 30 vítimas, 7 morreram no local. Duas vítimas foram socorridas em estado grave. Cinco vítimas foram socorridas com lesões sem risco de morte e 16 pessoas sofreram ferimentos leves.

Plantão 190

Tradição de Curitiba, Mercado Municipal faz 62 anos hoje

O Mercado Municipal de Curitiba comemora, neste domingo (2/8), 62 anos de atividades e de referência para curitibanos e turistas quando assunto é hortifrutigranjeiros, cereais, carnes, peixes, especiarias e comidas de todas as partes do mundo. Devido à pandemia do novo coronavírus, o tradicional espaço da Prefeitura não está abrindo aos domingos (Decreto 940), mas de terça a sábado é possível fazer compras no local com todos os cuidados necessários para evitar aglomerações e proteger fregueses e funcionários. 

De acordo com o prefeito Rafael Greca, mesmo sem festa neste ano para celebrar a data, é preciso comemorar o aniversário do Mercado Municipal, devido à excelência dos alimentos e dos serviços oferecidos pelos comerciantes do espaço.

“São décadas de história e de vidas que se entrelaçam, ligando frequentadores, permissionários e trabalhadores que transformaram o Mercado Municipal em um dos principais centros de compra da cidade e referência em todo o país”, afirma Greca.

O prefeito destaca ainda a parceria da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), responsável pelo local, com a Associação dos Comerciantes Estabelecidos no Mercado Municipal de Curitiba (Ascesme).

“Nestes quatro anos, várias ações foram promovidas, como a remodelação da fachada da Rua General Carneiro, a criação de um calendário de eventos e a melhoria do trânsito na região”, lembra ele.

O presidente da Ascesme, Cleverson Augusto Schilipacke, conta que atualmente são 192 comerciantes permissionários que vendem mais de 72 mil itens. Nas bancas e boxes, é possível adquirir hortifrutigranjeiros, bebidas, queijos e vinhos de diversas procedências, ervas medicinais, temperos e especiarias, iguarias, conservas, pescados, embutidos e carnes exóticas e com cortes especiais.

“O Mercado Municipal reúne cores, sabores, aromas e sons. Permissionários que têm suas tradições e origens nos quatro cantos do mundo, e que muito representam a nossa cultura curitibana e jeitinho de ser”, completa.

Os frequentadores podem conferir ainda pratos de inúmeros restaurantes que são referências gastronômicas da capital. “Além disso, o Mercado Municipal é um espaço pioneiro, pois foi o primeiro do gênero no País a receber um setor de orgânicos”, acrescenta do secretário municipal de segurança alimentar e nutricional, Luiz Gusi.

Pandemia

Com limite de clientes e controle nas entradas, o Mercado Municipal de Curitiba pode receber até 300 pessoas por vez, de terça-feira a sábado, das 8h às 18h.  Se o número limite for alcançado, filas são organizadas na parte externa com marcação no solo – para, assim, respeitar o distanciamento mínimo de 1,5 metro.

Outra restrição é a quantidade de pessoas trabalhando dentro do espaço. Esse número varia, conforme o tamanho do boxe. Fregueses e funcionários precisam usar máscaras. Álcool em gel é ofertado em vários pontos do espaço e informações de prevenções e cuidados estão afixados em locais visíveis.