5 coisas que todo curitibano teve na infância

16Se você teve sua infância nos anos 90 em Curitiba, com certeza vai se lembrar destas coisas:

O PORQUINHO DO BANESTADO

Um cofre em forma de porquinho, em que o extinto Banestado distribuía em uma ação para divulgação da poupança deles.

PS:Eu tinha um verde.

VALE TRANSPORTE EM MOEDA

Sim, os vales transporte eram assim antigamente. Inclusive olha aí o Banestado aparecendo de novo. Era uma segunda moeda praticamente, porque me lembro de comprar coisas com os vales.

FAMÍLIA FOLHA

A famosa Família Folha, que nos ensinava a separar o lixo. Vinha com o famoso jingle: “LIXO QUE NÃO É LIXO, NÃO VAI PARA O LIXO! SE-PA-RE!”. Uma campanha memorável que permanece em nossas lembranças até hoje.

OS “EXPRESSOS”

Créditos: Curitiba Antiga | CtbaOld

Os “expressos”, agora chamados de biarticulados, eram assim nesta época. Quadradões como nesta foto.

CARTÕES TELEFÔNICOS DO POKÉMON

Usávamos os telefones públicos, gente! Isso mesmo. Houve esta campanha dos cartões telefônicos da Brasil Telecom, aqui Telepar. Pokémon estava em alta nesta época e todo mundo tinha vários cartões desses. Não aconteceu só aqui em Curitiba, mas foi algo para se lembrar.

 

** Se você lembra de mais alguma coisa, deixa o seu comentário para fazermos outras postagens como esta. 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bosque Alemão e Bosque do Papa têm programação do Natal das Etnias

O Oratório de Bach, sala de apresentações no Bosque Alemão, e o Memorial da Imigração Polonesa, no Bosque do Papa, serão palco das festividades natalinas programadas pelas comunidades étnicas de Curitiba. A programação gratuita inclui espetáculo teatral, grupo de valsas vienenses e as tradicionais Festa de São Nicolau, Jaselka e Laternenfest.

Em todas as atrações serão seguidos os protocolos de enfrentamento à pandemia da covid-19. São obrigatórios o uso de máscara corretamente, distanciamento e higienização das mãos com álcool em gel.

Nesta sexta-feira (3/12), às 16h, será encenada no Oratório de Bach a peça Lugar de ser Inútil, do grupo Olho Rasteiro. A história é inspirada na obra do poeta Manoel de Barros. Dois personagens andarilhos viajam pelo mundo rupestre e nesse caminho descobrem a palavra bocó. Não sabem seu significado, mas com a ajuda do público irão atrás dessa descoberta.

No sábado (4/12), a partir das 14h30, no Memorial Polonês, será realizada a festa de São Nicolau, celebrada por eslavos, germânicos e luxemburgueses. Este ano, o Consulado de Luxemburgo promove as atrações, reunindo crianças dessas três etnias.

O programa tem também apresentação de músicas tradicionais luxemburguesas e de grupos folclóricos de Curitiba com destaque para o Grupo Folclórico Polonês Wawel, da Colônia Muricy. O ponto alto será entrega de presentes por São Nicolau às crianças. Todas receberão bolachas de mel e o livro infantil A Rainha Ester, de Júlia Malucelli, com ilustrações do cartunista Ziraldo.

A tradicional Jaselka, da comunidade polonesa, acontece no domingo (5/12), a partir das 14h. Estão confirmadas as participações de grupos folclóricos poloneses, ucraniano, italiano, alemão, árabe, grego, boliviano e espanhol. A programação finaliza com uma encenação de Natal pelo grupo Wisla de Curitiba.

No domingo seguinte (12/12), às 15h, o Memorial Polonês receberá o Grupo de Valsas do Original Einigkeit Tanzgruppe da Sociedade Thalia, que apresentará três coreografias de valsas vienenses. Depois será apresentada uma Cantata de Natal – A História do Natal – com 95 vozes da Igreja Adventista do 7º Dia, seguida de um concerto de canto lírico do Núcleo de Ópera Comunitária de Curitiba.

Festa das lanternas

Tradição germânica, a Laternenfest (Noite das Lanternas), que celebra o Dia de São Martinho, será realizada no dia 12 de dezembro, a partir das 18h30, no Bosque Alemão. Pais e filhos levam suas lanternas, cuja luz simboliza o bom caminho e o exemplo de vida do santo que se dedicou a ajudar o próximo e a ensinar o bem.

As famílias se confraternizam numa caminhada entre o Oratório de Bach e a fachada da Casa Mila, seguindo São Martinho em seu cavalo. Ao final do percurso haverá uma apresentação da Banda da Cachimba e a distribuição de bolachas natalinas.

Para participar da caminhada da Laternenfest é necessário se inscrever pelo e-mail da Coordenação de Etnias da Fundação Cultural de Curitiba: caalmeida@curitiba.pr.gov.br. As lanternas devem ser confeccionadas pelos participantes em suas casas.
 

Serviço: Natal das Etnias

Sexta-feira (3/12)
16h – Peça teatral Lugar de ser Inútil, do grupo Olho Rasteiro
Oratório de Bach – Bosque Alemão (R. Schubert, 175, Vista Alegre)

Sábado (4/12)
14h30 – Festa de São Nicolau
Memorial da Imigração Polonesa – Bosque do Papa (R. Mateus Leme, Centro Cívico)

Domingo (5/12)
14h – Jaselka
Memorial da Imigração Polonesa – Bosque do Papa (R. Mateus Leme, Centro Cívico)

Domingo (12/12)
15h – Cantata de Natal, Canto Lírico e Valsa
Memorial da Imigração Polonesa – Bosque do Papa (R. Mateus Leme, Centro Cívico)

18h30 – Laternenfest – Dia de São Martinho
Oratório de Bach – Bosque Alemão (R. Schubert, 175, Vista Alegre)
Inscrições devem ser realizadas no e-mail da Coordenação de Etnias da FCC (caalmeida@curitiba.pr.gov.br). As lanternas devem ser confeccionadas com os pais em suas casas

+55 anuncia reabertura com sua versão 2.1

Casa reabrirá 100% no próximo dia 01 de dezembro e promete novidades

Com a reabertura do comércio e a retomada dos eventos na cidade, uma das maiores casas noturnas de Curitiba, o +55 Bar, irá reabrir.

Em comunicado oficial, o bar anunciou a retomada das atividades e também algumas novidades. Mesmo após tanto tempo, o +55 conseguiu manter os projetos de inovação de pé. A primeira novidade começa pelo Restaurante Japonês do bar, o Japonero, que agora tem uma operação 100% própria, sob comando do Chef Dougla Piccoli.

Também temos algumas mudanças na infraestrutura e decoração. A casa passará a ter um novo layout e nova bandeira da companhia AMBEV assinando o Tailor Made da casa, Stella Artois. E, ainda, um novo bar de coquetéis assinado pelo Rum Havana Club. O fato é que, mesmo fechados, o +55 nunca ficou parado. Sempre pensando em melhorias internas para quando cliente retomar.

O bar anunciou uma série de outras novidades desta versão 2.1 do Bar. Confira:

>> Novo Bar “Rum Havana”

Um novo bar, com uma nova carta de drinks, 100% assinada pela marca cubana Rum Havana Club. Mais do que isso: um dos primeiros bares do Brasil totalmente dedicado ao Rum. É a aposta do +55, em que tem sua carta assinada polo renomado bartender Vinicius Kodama.

Divulgação

>> Nova Decoração Temática Stella Artois

A marca Belga estará em todos os cantos do +55. Como patrocinador master da casa, a cervejaria assinará o novo visual do bar.

Divulgação

>> Japonero

Sob coordenação do Chef Douglas Piccoli, agora o +55 terá seu próprio restaurante japonês. Uma fusão da cozinha tradicional japonesa com aquele toque de Brasil.

Divulgação

>> Novo horário de funcionamento

O bar passa a operar de quarta a domingo, sempre com música ao vivoa partir das 19h. Com entrada free na quarta-feira. As quintas feiras teremos Smooth N Dizzy com Hanuman Kid transitando por várias vertentes da black music em geral acompanhado de instrumentos musicais ao vivo. Aos finais de semana, a casa abre sexta e sábado as 21h com djs nacionais convidados tocando eletrônico e open format para fechar. Aos domingos, a casa abre 17h.

>> Reservas online

A agenda do bar já está aberta para reservas. Tudo via WhatsApp: 41 00000-0000

>> Programação

  • Quartas: Bar + Lounge & DJ Residente Pedro Soares
  • Quintas: Havana Club apresenta: Smooth N Dizzy + Hanuman Kid
  • Sextas: Música Eletrônica – toda semana novos convidados.
  • Sábados: Bar + Lounge & DJ Residente.
  • Domingos: Sunday Sunset – toda semana uma banda diferente.

Serviço:

fhc.contato@gmail.com

(RP –Casas 41 9 9992 9848)

Av. Vicente Machado, 866 – Batel

Funcionamento: de quarta e quinta, 19h-00h. Sexta, Sábado 21h-05 e domingo, das 17h às 00hh

Valores de entrada: por data

Links redes sociais: @mais55bar