5 atrações turísticas que Curitiba ganhou recentemente

Nesta semana em que se comemora o Dia Mundial do Turismo, destacamos cinco atrações turísticas que a cidade de Curitiba ganhou recentemente. Alguns espaços foram criados, outros revitalizados e até reinventados, passando a novos propósitos.

Quem ainda não teve a oportunidade de conhecer alguns desses atrativos, vale a pena o passeio. São espaços que promovem além da cultura, sustentabilidade e diversão e já se tornaram atrações turísticas.

Memorial Paranista

Entregue oficialmente em maio deste ano, o espaço cultural é constituído pelo Jardim das Esculturas e por três edificações interligadas por uma galeria com cobertura de vidro.

De um lado estão os acessos para o Teatro Cleon Jacques e para as duas salas de exposições, e de outro, o novo Ateliê de Esculturas, o Liceu das Artes e a loja #CuritibaSuaLinda, com produtos de artistas, designers e artesãos curitibanos.

O Jardim das Esculturas, na parte externa, é composto de um jardim com elementos paranistas, fontes de água e 13 obras de proporções heroicas do acervo de João Turin: Índio Guairacá II, Marumbi, Índio Guairacá I, Onça Brincando com Filhote, Onças Brincando, Onça Espreita II, Fundação de Curitiba, Onça Espreita I, Onça Descansando, Onça e Tartaruga, Casa Indígena, Autorretrato e As Quatro Estações.

Todas as peças são feitas de bronze; a maior delas é a “Marumbi”, com 3 metros de altura, quase 3 metros de largura, 1 metro de profundidade e aproximadamente 700 kg. Esta peça está estrategicamente instalada, a partir de uma perspectiva da galeria, em frente às fontes de água e ao portal representativo da arquitetura paranista.

Agende aqui sua visita ao Memorial Paranista.

Galeria das Quatro Estações (Jardim Botânico)

A antiga estrutura de metal atrás da famosa estufa do Jardim Botânico de Curitiba deu lugar à Galeria das Quatro Estações, onde fica o mais novo café-escola da cidade. Ao longo dos 112 metros de extensão do arco, há ainda canteiros com flores e estátuas alusivas às estações do ano – primavera, verão, outono e inverno – espaços de estar, além de apoio para futuras aulas de jardinagem e botânica. 

Cinco atrações turísticas para se conhecer em Curitiba. – Na imagem, Galeria das Quatro Estações. – Foto: Daniel Castellano/SMCS

Com 430 painéis instalados na cobertura, são gerados pela galeria 140mil kwh de energia, o que é equivalente a 75% do consumo total do Jardim Botânico, um dos cartões postais mais famosos e ponto turístico mais visitado da cidade.

O café-escola Senac Jardim Botânico funciona todos os dias, das 10h às 18h. A Galeria pode ser visitada diariamente, das 6h às 19h30, o mesmo horário de funcionamento do Jardim Botânico.

Coreto Digital (Passeio Público)

O Coreto Digital ocupa a antiga estrutura erguida pelo prefeito Cândido de Abreu ainda em 1915. A construção ganhou uma grande tela curva de LED, com 25 metros lineares por 2 metros de altura e um sistema de som.

A intervenção faz parte do projeto de revitalização do parque, que faz parte do programa Rosto da Cidade, de recuperação do Centro Histórico de Curitiba. Os trabalhos incluíram limpeza e recuperação dos lagos, do playground, recomposição do pedrisco dos caminhos, do paisagismo e da vegetação com novas flores e árvores, entre outras intervenções.

Cinco atrações turísticas para se conhecer em Curitiba. – Na imagem, Coreto Digital no Passeio Público. Foto: Ricardo Marajó / SMCS

No local acontecem sessões de cinema, concertos musicais, contações de história, intervenções de videodança, mostras de artes visuais, além dos conteúdos institucionais da Prefeitura. Abriga também de forma permanente a versão digital da exposição Curitiba Tempo e Memória. 

Fazenda Urbana 

Em uma área de 4.435 m², ao lado do Mercado Regional do Cajuru, a Fazenda Urbana de Curitiba reúne os mais modernos métodos de plantio de alimentos saudáveis, sem agrotóxico. São mais de 60 variedades agrícolas orgânicas cultivadas, com a produção de frutas, legumes e verduras, além de ervas, temperos, chás e plantas alimentícias não convencionais (pancs). O local tem também estufas de culturas mais sensíveis (como tomate, pepino, rúcula e outros) e para mudas destinadas às 100 hortas urbanas da capital, além de canteiros elevados para cadeirantes.

Cinco atrações turísticas para se conhecer em Curitiba. – Na imagem, Fazenda Urbana. Foto: Daniel Castellano/SMCS

O complexo conta ainda com central de compostagem de resíduos orgânicos do Mercado Regional Cajuru, banco de alimentos para o Mesa Solidária, um contêiner que funciona como sala de aula e uma cozinha-escola onde ocorrerão os cursos e aulas-shows de chefs da capital. Visitas guiadas no espaço da Prefeitura também estão disponíveis no portal Aprendere.

Belvedere no São Francisco

Na Praça João Cândido, o Belvedere, uma construção da década de 1910 que estava abandonada por anos, foi completamente revitalizada e ocupada pela Academia Paranaense de Letras além de um café em parceria com Sesc/Senac, espaço charmoso e com lanches deliciosos.

Tombado Patrimônio pelo Estado, o exemplar arquitetônico tem linhas art nouveau e fica em um ponto alto da cidade. Da porta principal é possível avistar o Museu Paranaense e a Rua Ébano Pereira com seu túnel de tipuanas – árvores imunes de corte – ao fundo.

Cinco atrações turísticas para se conhecer em Curitiba. – Na imagem, Belvedere. Foto: Pedro Ribas/SMCS

Na parte externa, um deck de madeira conecta o prédio às ruínas de São Francisco. Serve como uma área de estar para quem quiser apenas contemplar o lugar. Um prédio que guarda a história curitibana e mantém a principal característica: a vista privilegiada da cidade. Assim como os belvederes franceses, cuja principal função era servir de mirante, o Belvedere de Curitiba, ainda hoje, permite deslumbrante vista do Centro Histórico da cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.