10 reações de Final de Ano

GANHEI UM PRESENTE MEIO BOSTA NO AMIGO SECRETO

AQUELA FELICIDADE AO SABER QUE ESTÁ DE FÉRIAS

FICO EM CURITIBA E A GALERA FICA POSTANDO FOTO NA PRAIA

MONTANDO A ÁRVORE DE NATAL

COMENDO AQUELAS FRESCURAS QUE TEM NA COMIDA NA CEIA DE NATAL

TOMANDO AQUELA SIDRA VAGABUNDA

TOMANDO AQUELE CAIXOTE QUE FAZ VOCÊ PASSAR VERGONHA

ENGOLI ÁGUA DEPOIS DO CAIXOTE…

NA PRAIA QUE ALGUMAS DAS MELHORES HISTÓRIAS COM OS AMIGOS SURGEM

5…4…3…2..1 FELIZ 2015!

Diabo é visto no centro de Curitiba

Hoje um caso inusitado trouxe mais calor e intrigou os moradores da região central de Curitiba.

O Coach Vladimir da Silva Filgueira, 23 anos, afirma ter visto o Diabo próximo ao largo da ordem. O homem revelou que não foi a primeira vez que viu a criatura e nos contou detalhes do ocorrido. Confira:

Era por volta das 18 horas, estava saindo da igreja e pensei em dar uma passadinha no Bar como costumeiramente faço até começar a me sentir mal. Minha pressão baixou, senti um calor muito forte, fiquei com medo pois sofro de pressão baixa e decidi sentar um pouco. Mesmo com minha visão falhando bastante, pensei: Vou tomar uma gelada que passa! Foi aí que uma voz brotou em minha cabeça dizendo “Você vai onde eu mandar” e fui tomado por um calor ainda maior e angústia. Já suando muito, olhei para frente e vi um homem montado em um predador que sorria continuamente para mim, foi quando tive o discernimento sobre o que estava acontecendo, era ele!  Não comento muito, mas sempre estou rezando em pensamento e ando com óleo ungido em meus bolsos para casos assim. Minutos depois, rapidamente escureceu o dia e aquela voz continuava a me provocar, foi quando comecei a caminhar e não só ouvi como enxerguei com os meus próprios olhos a besta fera, o Diabo. Imediatamente peguei o óleo e comecei a girar jogando em tudo que estava em minha volta, ele começou a gritar muito alto “Pare o que está fazendo, está atrapalhando meus planos” mas eu não parei até terminar de jogar todo o óleo do vidrinho. Quando estava quase terminando, bradei “Sai da frente, Satanás” e num piscar de olhos o calor foi embora e minha pressão voltou ao normal. Não é a primeira vez que o vi por aquela região, mas espero que meu relato sirva de testemunho para muitos e lhes dê força! Fica o alerta para todos nós.

Após ler este relato TOTALMENTE verídico, espero que a partir de hoje não saiam de casa sem óleo nos bolsos, hein? Fica a dica.

E aí, acreditaram na história do Coach Vladimir? Vocês já viram algum demônio pela cidade?  Deixe seu comentário ou sua história medonha.

#DolangueNews – NOTÍCIA FICTÍCIA QUE ORIGINOU O SITE DOLANGUENEWS.COM.BR

9 lugares para chorar em Curitiba

 

Museu Oscar Niemeyer – MON

Com uma vista privilegiada e ambiente artístico, o MON oferece diversos locais agradáveis para você sentar na grama e cair no choro.

Tubo do shopping Mueller (Praça 19 de Dezembro)

Quem nunca marcou um date ou reunião de trabalho próximo ao Mueller, certamente não era curitibano. O tubo sempre cheio, promove diversas sensações desagradáveis que podem facilitar as lágrimas.

Biarticulado Centenário/Campo Comprido

Desgaste no trabalho, DP na faculdade, falta de dinheiro, amigos indo pra balada e você voltando solitário para casa. Certamente um dos locais mais atraentes para pratica de choro.

Bancos do terminal do Cabral

Inúmeros motivos podem existir estando dentro do terminal do Cabral, agora aqueles banquinhos…  É como se eles te abraçassem e com a cabeça sobre o ombro e sussurrassem: Pode chorar, filho meu.

Praça Osório

Além de muito movimentada, a praça recebe as tradicionais feirinhas de inverno com muito quentão e pastel. Coisa boa chamar os amigos e ir lá trocar dar risadas e trocar ideias, né?

Tá, mas… cadê os amigos?

A praça tem diversos bancos e pontos estratégicos pra você sentar-se, refletir e chorar.

Inter 2

Precisa definir?

A frase “Enfia que cabe mais” foi inspirado no famoso Falcão Prateado de Curitiba. Gostaria de dizer “senta e chora” porém, a possibilidade de você ir sentado mesmo após um longo dia de trabalho é quase  inexistente. Na verdade, talvez não há espaços em horário de pico nem para nossas salgadas e amáveis lágrimas.

Trajano Reis

As vezes nem é de tristeza, mas parece que a rua pede, sabe?

Lugar lindo! Vale a pena conferir.

UFPR  Campus Politécnico

Como conciliar trabalho, faculdade, TCC pela frente e um professor nada compreensivo?

As vezes só de abraçar aquele amigo (a) antes da aula já traz a tona os sentimentos e cansaço físico de todo um exaustivo dia.

Jardim Botânico

Se você é turista, talvez possa ter sido de emoção.  Aquele pôr do sol arrepia e é um lugar indescritível para a prática.

 

Talvez ao longo deste texto, você tenha dado boas risadas. Caso não, bora chorar junto?