Volvo estuda testar em Curitiba modelo sueco de ônibus elétrico

A fabricante de ônibus Volvo poderá testar em Curitiba um modelo de ônibus elétrico que opera em Gotemburgo, na Suécia. A estratégia faz parte dos estudos de eletromobilidade, em curso pelo município, como parte dos projetos do novo Inter 2 e do corredor Leste-Oeste. 

A proposta para os testes dos ônibus elétricos suecos na capital paranaense foi apresentada durante reunião dos presidentes do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur, e da Urbanização de Curitiba S/A (Urbs), Ogeny Maia Neto, com o presidente da Volvo Buses Latin America, Fabiano Todeschini, e um grupo de executivos locais da fabricante de ônibus sueca, realizada nesta sexta-feira (8/4), no Ippuc. Técnicos do Instituto e da Urbs também participaram da reunião, na qual foram apresentados detalhes dos projetos de Eletromobilidade de Curitiba.

Volvo - Ônibus elétrico Curitiba

“O transporte é um serviço público essencial. Tendo por base os novos projetos estruturantes em andamento em nossa cidade, temos buscado inúmeras referências em eletromobilidade, com o suporte de financiamento internacional, para avançar na qualidade dos serviços de transporte e mobilidade”, afirmou Jamur.

A evolução do transporte de Curitiba, orientada pelo prefeito Rafael Greca, tem como vetores a implantação de ônibus elétricos, estações autossustentáveis, novos terminais, pistas exclusivas e o fortalecimento da intermodalidade do transporte público, como forma de melhorar e ampliar os serviços da Rede Integrada de Transporte (RIT).

Fabiano Todeschini ressaltou que, no campo da eletromobilidade, a empresa tem efetuado provas em várias áreas de tecnologia, trabalhando de forma gradual na implantação de modelos.

“Dentro da Volvo adotamos o lema ‘The future is Electric’. Nossa intenção, como já foi feito no passado com os biarticulados, é a de transformar a fábrica de Curitiba num hub de exportação para o mundo com referências do que produzimos aqui”, observou o presidente da Volvo Buses Latin America.

“Temos exemplos de cidades da Europa que testam veículos diferentes, sistemas diferentes, até definir o modelo que atenda à demanda e seja economicamente viável”, reforçou Todeschini.

Para o presidente da Urbs, Ogeny Maia Neto, o fato de a Volvo já ter sistemas de ônibus elétricos em funcionamento na Europa é um bom encaminhamento para os testes.

“A experiência da Volvo no Exterior com implantações de ônibus elétricos é mais um player que podemos ter no sistema para poder evoluir. Trata-se de um fabricante de Curitiba, que gera emprego na cidade, e muito importante neste contexto”, observou o presidente da Urbs.

Rota 55

Segundo o gerente de Desenvolvimento de Negócios da Volvo, André Trombini, a ideia é testar em Curitiba um modelo de ônibus similar ao que opera na Rota 55, em Gotemburgo. O sistema foi desenvolvido como parte do projeto colaborativo ElectriCity, com a participação da Volvo, a administração da cidade de Gotemburgo e parceiros locais.

Na primeira fase de testes o objetivo é fazer demonstração dinâmica em uma linha específica, por um período estimado de seis meses, com o objetivo de testar a tecnologia localmente e auxiliar no planejamento da infraestrutura necessária à operação do novo modelo.

Os ônibus elétricos da rota 55 de Gotemburgo, ligam os campus de Chalmers Johanneberg até Chalmers Lindholmen, ao longo de 7,6 quilômetros, passando pelo centro da cidade. A linha opera com sete veículos híbridos e três totalmente elétricos. Os veículos são equipados com Wi-Fi a bordo e estrutura para carregamento da bateria do telefone. “Utilizamos a Rota 55 como uma vitrine para várias cidades”, observou Trombini.

Reuniões

Ainda não há definições sobre datas, nem prazos de implantação do modelo sueco em Curitiba. Esse processo deverá ser detalhado em próximas reuniões de técnicos do Ippuc e Urbs com representantes da Volvo.

Por parte da Volvo, também participaram da reunião o diretor de Assuntos Institucionais, Alexandre Parker; o diretor Comercial de Ônibus, Paulo Arabian, o diretor de Vendas para a América Latina, Alexandre Selski, e o diretor comercial da Volvo Financial Services Brasil, Valter Viapiana.

Da equipe do município estiveram, por parte da Urbs, o diretor de Transportes, Aldemar Martins Neto, o gestor da área de Transporte, Sérgio Oliveira, e o engenheiro de Manutenção, Thiago Marquardt.

Pelo Ippuc, participaram os coordenadores do setor de Transporte e Mobilidade, Olga Prestes e Fabiano Losso, os assessores do setor de Transporte e Mobilidade, Ismael França e Cléver Almeida; a assessora de Investimentos, Ana Jayme, e o assessor da presidência, Ricardo Bindo.

A Prefeitura de Curitiba, por intermédio do Ippuc e Urbs, tem realizado uma série de estudos sobre modelos de ônibus elétricos em operação no Brasil e Exterior, entre eles o SRT (Super Rapid Transit), veículo triarticulado elétrico, produzido pela empresa chinesa CRRC Corporation Limited; e ainda da Higer Bus Company, da BYD Brasil e da Eletra, empresas com representação no Brasil.  Os levantamentos e testes visam a evolução do sistema de transporte de Curitiba que tem como meta a melhoria da qualidade do serviço e a redução das emissões de CO2, como parte do compromisso definido no Plano de Ação Climática da cidade.

Via: https://www.curitiba.pr.gov.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.